Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

domingo, 30 de julho de 2017

É um estilo de vida.

Vocês conhecem a história das "muralhas de Jericó" (Josué 6) , ne? 
 Primeiro Deus falou : "Entreguei na tua mão" (já foi feito), depois ELE fala pro povo rodear a cidade por 6 dias e no sétimo dia dar 7 voltas. 
ELE entregou, mas o povo teve que fazer o que ELE falou e perseverar até o último dia para que "concretizasse" o que ELE disse. 
 [Tipo, o dinheiro tá na conta, mas você tem que ir lá sacar..rs] 

Já imaginou percorrer por 6 dias as muralhas (é grandeeee, gente!) , não ver NADA acontecendo e ainda assim continuar?! Já pensou como o povo estava se sentindo? 
Alguns devem ter se cansado, questionado, mas ainda assim, ESCOLHERAM PERMANECER CRENDO. 
Então no sétimo dia, ao final de tudo, as muralhas caíram!!!! UFA! 
O tempo é completo, exato. O caminho determinado precisa ser cumprido, não tem jeito. 

Maria teve que esperar nove meses para que o Filho prometido nascesse. E depois teve que continuar crendo até que Jesus se manifestasse como filho de Deus, até que os frutos aparecessem. 
Sim, ela já tinha visto o milagre do nascimento, mas e depois?! Já parou pra pensar no depois?! 

Fico pensando o quanto é interessante a forma de Deus agir! Foge de nossas regras, de nossa lógica, é totalmente firmada na Fé (na decisão de CRER). Ele não segue tutorias, ou caminhos humanos. 
Ele não mandou o povo ir abrindo brechas nos muros (o que seria mais lógico para que 'enfraquecesse' o muro e ele caísse). 
E em todo o percurso de Jesus também foi assim, ELE criava novos caminhos. 
Às vezes ELE pode mandar fazer algo simples, outras vezes algo inusitado. Ele pode te mandar jogar a rede e pescar, assim como fez com Pedro e os discípulos. Ou Ele pode te orientar a rodear a cidade. 
A grande questão é OUVI-LO, OBEDECÊ-LO e PERMANECER CRENDO. Porque Deus é BOM em todo o tempo (TODO TEMPO!), e a SUA Palavra não volta vazia. 

E como é um caminho de Fé, exige um CAMINHAR de Fé. Nosso "agir segundo o que ELE diz" deve ser contínuo até que...Até que aconteça ou ELE dê novas direções! 
Nosso "CRER" exige um POSICIONAMENTO. 

Não estou falando de uma filosofia, é um estilo de vida. 

Beijos 
Com Amor...

terça-feira, 25 de julho de 2017

Meu mundo de "serás".

Às vezes me acho estranha, muito estranha.
Fico pensando: será que sou eu ou é o mundo?
Será que 'essa' intimidade (física e emocional) é rotineira para as pessoas? 
As pessoas são assim com qualquer um(a) e, na verdade, eu é que sou reservada demais?
Será que dá pra ter intimidade sem envolvimento? 
Será que eu é que sou leal e fiel demais? Mas aí questiono novamente: há excesso para lealdade?
Será que tudo pode mesmo ser justificado pela relativização?  Será que não há parâmetros?

De repente, meu mundo se enche de "serás"
Pareço ser um ponto de exclamação (!) cercado de interrogações (?).
Me sinto certeira num mundo de reticências, parênteses abertos, onde se relativiza tudo. E sendo assim, tudo é absolvido, não há culpados, são todos inocentes reféns de si.
Não, não quero condenar ninguém. Pelo contrário. Quero libertar.
Mas só há libertação se enxergarem-se presos.

Não, também não sou a única livre. Tenho minhas limitações.
Mas só sei que as tenho porque no meu mundo há valores (esquecido por muitos), no meu mundo há UM norte, um parâmetro: Cristo.
E ELE jamais usou de sua santidade, seu poder, seu amor, seu entendimento para justificar comportamentos equivocados. Aliás, Ele nunca precisou justificar nada. Foi homem e perfeito.
Eu sei, perfeitos não somos. Mas podemos melhorar, crescer, avançar sempre.
Mas só avançamos se pararmos de relativizar, justificar, e passarmos a reconhecer nossas falhas e MUDARMOS.
O apego ao orgulho, ao "meu jeito" não ajuda.
Nosso jeito, nossa singularidade é respeitada, mas seremos melhores se formos alinhados ao Pai (Deus).
Aumentemos nossa comunhão com o Pai, porque "o filho faz o que vê o Pai fazendo".
Veja-O.








segunda-feira, 24 de julho de 2017

Se as estações estão mudando, agradeça.

De vez em quando minha alma se cansa (de mim mesma e dos outros). 
De vez em quando as pessoas e suas reações contraditórias me assustam. 
A incoerência me atormenta. Porque uma coisa que sempre busquei foi ser coerente. 
Eu sei, ninguém tem poder sobre nós. 
Eu também sei que cada um é de um jeito, e respeito isso. Mas não quer dizer que saber das diferenças me torne insensível à elas. 
Mas aí, depois de alguns minutos de reflexão, tiro os olhos de mim (ainda bem!) e olho para o Autor e Consumador da Fé. Olho pra Aquele que é o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. E me lembro que quando estamos firmados Nele, somos "como árvores plantadas junto a ribeiros de águas e NO DEVIDO TEMPO dá o seu fruto"
 Não dá pra adiantar as estações, mas podemos manter as folhagens alimentadas (assim não murcham), e ainda podemos cumprir as estações. 
Não, nem todo mundo muda de estação. Um galho seco, sem raiz, não cumpre propósitos, o tempo ou estação não faz diferença. 
Então, se ainda vivemos as estações já é um bom motivo para agradecermos. 
Independente de ser primavera, verão, outono ou inverno, agradeça. Você ainda está conectado.
Apenas cuidemos da raiz. Firmemos em Cristo, que é a manifestação VIVA da Palavra. 
Há um percurso para que se cumpra o que foi "escrito" desde o princípio. 
Porque "a palavra não volta vazia, ...prosperará naquilo a que foi enviada"
O tempo não é determinado pela árvore (você e eu), mas por Aquele que rege os mares, por Aquele que habita fora do tempo. 

Pense nisso.

quinta-feira, 6 de julho de 2017

O propósito é sempre coletivo.

Quando Deus nos dá uma palavra (direção), nos chama para algo, nos dá um propósito, esse propósito sempre envolve outras pessoas. Nunca será um propósito egoísta. 
Sim, ele respeita e ama nossa singularidade mas o propósito é para o coletivo. 
Foi assim com Abraão, chamado para alargar as fronteiras, "sair de sua parentela" mas levando sua esposa (família-base), e o resultado da promessa: ser Pai de nações. 
Foi assim com Noé, que teve uma palavra de Deus e construiu a arca para ele e sua família. 
Foi assim com José (do Egito), levantado pra governar PARA servir um povo, inclusive sua família. Foi assim com Maria, escolhida para gerar Jesus PARA servir-nos. 
Foi assim com Jesus! Sim, com Deus que se fez homem PARA salvar a humanidade. 

Sempre, sempre, sempre será assim. Nossos dons, nossos propósitos, nossos sonhos são presentes pra nós e, claro, para servir outros. 
Jamais pense que Deus daria um propósito de forma egoísta, para alimentar seu ego ou qualquer coisa mesquinha assim. 
Deus é grande, Ele pensa grande. Os pensamentos Dele são muito mais altos que os nossos. 
Sim, corra atrás de seus sonhos, e quando alcançá-los, sirva as pessoas. 

Beijos 
Com Amor...