Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Num baile de máscaras não dá pra ter intimidade.

Estava pensando aqui em o quanto tenho bons amigos e como eles têm raízes profundas em mim, e vice-versa. E como sou grata por isso! 
Amigos há mais de 20 anos, a maioria... E sabe por que? 
Porque nunca fui de focar nos erros -e pelo visto, eles também não! Ainda bem! 
Encaro os "defeitos" como limitações, e todos nós temos as nossas limitações. 
Erram? Sim! Assim como eu. Mas "o amor cobre multidão de pecados". 

Nessa geração onde tudo é descartável, ouse ser permanente. Ouse ficar, fixar raízes em pessoas e não em lugares. 
Todos nós temos nossos momentos de imaturidade, nossas ações equivocadas. 
Não julguemos as pessoas por "um momento". 
Não deixe que uma discordância jogue fora uma amizade. 
Não deixe que uma limitação desqualifique as virtudes. 
Aceite a "humanidade" do outro, a sua. 
Num mundo "fast-food" até em relacionamentos (independente do grau), ouse criar vínculos, se expor e permitir que o outro se exponha. 
Sempre ouvi : "sou tão livre com você, tão eu". E há liberdade quando há certeza de amor e aceitação. Incentive a liberdade, a autenticidade. 
Num baile de máscaras não dá pra ter intimidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário