Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

terça-feira, 1 de novembro de 2016

Sobre ser transparente... Sobre a vulnerabilidade...

Semana passada na aula de Pilates: 
-O que foi, Renatinha? Você tá preocupada, triste hoje... 
-É, umas guerrinhas internas... 

Essa semana: 
-Tá cansada hoje, ne? 
-Super!rs...Mas é só cansaço físico mesmo. 
-Eu sei...é perceptível. Você, pra mim, é como aquela vidraça: TRANSPARENTE. 
-Mas é porque você é um bom leitor de almas... 

É impressionante, ele consegue distinguir cada emoção minha. 
Engraçado, sou uma atriz que não consegue encenar na vida real. [Ainda bem!] 
Se bem que...dias atrás, em determinada situação, eu tentei não me expressar, não transparecer nada para tentar ter controle sobre minhas emoções...Uau! Como foi pesado viver UM DIA assim! Como conseguem? 
Eu até tentei entrar nessa onda de não me expor, pra não me sentir vulnerável, mas vai muito na contramão do que creio e do que sempre vivi. 
Na verdade, isso de fingir que não sente, segurar emoções é mais para que o outro não tenha controle sobre nós, ne?! Tolice! 
Afinal, é na vulnerabilidade que nos permitimos ser tocados e tocamos os outros. 
Não dá para nos isolarmos. Fazer isso é acatar uma vida desumana. 
E nós...somos HUMANOS! 
O ser humano precisa ser tocado e tocar. Precisamos dessa troca. 
Enfim... A transparência pode até me tornar "vulnerável", mas ao menos me torna VIVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário