Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Quem mudou? Eu ou sua forma de me ver?



Tem gente que sempre faz observações que nos levam a pensar, né?! Sejam por estarem certas ou por estarem equivocadas - o que é diferente de erradas, afinal, nem tudo se define em certo ou errado. 

Ontem conversando com uma pessoa, ela disse sobre minha "mudança", minha evolução e tal de um ano pra cá. [Eu sei, já falei sobre isso mas foi a partir de um outro ponto de vista.] 

Sim, de fato, cresci, evoluí. Mas o que me deixa "encucada" é que a pessoa não me conhecia direito pra saber o quanto mudei. 
Como alguém que antes não me conhecia diz que mudei? Bom, NESSE CASO, 50% fui eu quem mudou realmente, mas os outros 50% foi a forma dela (a pessoa) me enxergar que mudou. 
Ela tinha um pré-conceito sobre mim e ao me conhecer notou diferenças com o que ela pensava e o que eu realmente era. 
Sim, podemos fazer uma leitura das pessoas através de detalhes, postagens, o que a pessoa diz... Muita coisa é perceptível sem nem conhecer, mas pra conhecer a essência é preciso mais do que ler atitudes, é preciso conhecer motivações. E motivações, intenções a gente só conhece convivendo. [Aliás, às vezes, nem a gente sabe direito sobre NOSSAS próprias motivações.

Onde quero chegar com isso? Bom, fazemos essa pré-leitura sobre o outro o tempo inteiro sem perceber. O que precisamos é ter disposição e abertura (na mente e coração) para uma RELEITURA, e perceber que nos precipitamos e também para acompanharmos a transformação do outro. 
Se a 'lagarta' está virando borboleta, estimule o voo! Mas se a mudança foi pra pior, puxe de volta para o casulo! Sim, podemos exortar em amor. Quando a gente quer o bem do outro é isso que fazemos. 

Beijos 
Com Amor...

domingo, 21 de agosto de 2016

Perceba.



Olhe. 
Olhe de novo. 
Olhe além. 
Olhe pra alguém. 
Olhe através do filtro do Amor. 
Olhe de perto. 
Mais perto. 
Olhe certo.

domingo, 14 de agosto de 2016

Pais...

Todo ano eu faço homenagem nessas datas especiais aos "meus" e fora das datas também. Sou dessas que gosta de frisar a importância do outro. 
Mas hoje eu queria dizer aos filhos (à nós). 

Sim, faça homenagem com belas palavras e fotos ao seu pai e mãe (nessas datas). Mas mais do que isso, faça homenagem com suas atitudes diárias. 

Honre-os. 
 *Honrar: distinguir, enobrecer_ de acordo com o dicionário. 

Expresse um amor prático. Como? 
Obedeça seus pais, cuide deles com amor, respeito, dignidade. 
Se estão passando por momentos difíceis, seja apoio e não mais um peso, mais um a cobrar, acusar... Não torne esses momentos (de provações) ainda mais humilhantes, não os faça ter que pedir por sua atenção, compreensão, e até dinheiro ! 
Dinheiro tem que ser seu servo e não seu senhor. Dinheiro é pra você servir aos outros também. 
Se Deus te deu mais condições financeiras, pare de olhar só pra si. 
Sim, o amor prático exige que, muitas vezes, a gente abra mão de algumas coisas pra nós para que o outro possa ter. "O amor não é egoísta". 

Seja sensível. 
Seja grato. A ingratidão é um dos piores sentimentos que existe, te torna infeliz com você mesmo e com os outros. 
Não adianta postar homenagem nas redes sociais se dentro de casa você grita com os seus, humilha-os. 
 "Se alguém não cuida de seus parentes, e especialmente dos de sua própria família, negou a fé e é pior que o incrédulo."_ 1 Timóteo 5:8

Eu sei que nesse mundo "moderno" esses princípios têm sido esquecidos. Mas resgate-os. 
Honrar pai e mãe é mandamento. Não depende se seus pais são bons ou não. A honra vem de você e não deles. Se no seu ponto de vista não merecem...Busque cura em sua alma, busque o Pai do Céu (Deus) e honre seus pais terrenos de qualquer forma. 
Honra-los expressa o seu coração e não o deles. 
Pense nisso. 
Chega de falação vazia. 
 Que nossas atitudes tenham autoridade! E pra isso, precisam ser carregadas de verdade, de atitudes correspondentes à nossas falas. 

Beijos 
Com Amor...

sábado, 13 de agosto de 2016

Com o tempo a gente aprende?

Dizem que "com o tempo a gente aprende..." 
Sei não. Isso é uma opção. 
Tem gente que apenas adquire "conhecimentos", inclusive "conhecimentos" que justifiquem suas falhas. Aí, ao invés de melhorar, só se torna mais arrogante, dura(o),... 
Se as pessoas que estão a sua volta não sentem-se à vontade, se precisam ficar "pisando em ovos"...pode ter algo errado em você. 

Cuidemos para que não sejamos um desses. 
Que seu tempo seja útil. 
Conhecimento técnico, livros lidos, experiências vividas não servem de nada se não te tornaram mais semelhante a Cristo. 
Ele é expressão de Amor. E nós, o que temos expressado? 

Se você endureceu com o tempo, volte atrás, reconheça, mude, abandone o orgulho...As escolhas de sua vida só cabem a você. 

"Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine. E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria. E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me valerá."_ 1 Coríntios 13:1-3 

Beijos 
Com Amor...

quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Ovelha ou cabra?

Às vezes tentam abrir nossos olhos (baseados na Palavra, no Amor) e como reagimos? 
Há uns 5 anos (ou mais), certa vez, um amigo me chamou atenção e eu pude enxergar além com os olhos dele. 
O que eu fiz? Reconheci que estava "errada", que estava equivocada e mudei. E ele me disse feliz: "Renata, você é ovelha. Aceita correção. Porque cabra é rebelde, cheia de si, não muda e é agressiva". 
Sabe o que vejo hoje (principalmente nas redes sociais)? Um bando de cabra, a árvore da rebeldia dando frutos. Posts cheios de justiça própria, argumentos toscos, querem sempre dar a opinião em tudo e expondo os outros. 
Quando você expõe alguém publicamente, você fala bem mais de você. 

Não sabem mais estimular, elogiar (os amigos, colegas, conhecidos). 
Elogiar alguém não te diminui. Mas não elogiar (admirar em secreto, inveja), demonstra sua pequenez de alma. 

Hoje, quando vejo algo e posso contribuir com a pessoa, tento alerta-la uma vez. Mas quando percebo que é "cabra", me lembro do provérbio: "Não repreendas ao tolo, para que não te odeie; Repreende ao sábio, e ele te amará."_Provérbios 9:8. 

Escolha ser sábio. 

Beijos 
Com Amor...

terça-feira, 9 de agosto de 2016

Talvez seja uma questão de entender o propósito.

Quando conseguimos captar o propósito da vida, a posição vista pelos outros pouco importa. 
Se você está preocupado em provar sucesso, talvez ainda não tenha entendido seu propósito. 
Estou falando de "provar". 
Todo mundo quer ser bem-sucedido, mas ter êxito pode ser uma questão de ponto de vista. 
Há pessoas de "sucesso", mas que não captaram a essência da vida, não entenderam o propósito. 

E o melhor jeito de sabermos nosso propósito, nossa identidade, é nos achegando a Deus. 
Ninguém melhor que o Criador pra nos contar quem somos. 
O Espírito Santo está disponível. Não te custa crer e iniciar um relacionamento com ELE. E não ter esse relacionamento pode te custar tudo. 

 Beijos 
Com Amor... 

sábado, 6 de agosto de 2016

Óbvio, não?!

A relativização de tudo estimula a perda de princípios e valores, camufla doenças, aceita o inaceitável. 
Se você acha que nada tem problema, e que determinadas "escolhas" pessoais não afetam sua vida, está enganado. 
O individual altera o resultado do coletivo. Por isso, algumas coisas, são da nossa conta sim. 
Ao invés de passar a mão nas doenças dos outros, seja cura. 
Ao invés de falar "ahhh, vc quer roubar, roube", CONFRONTE. 
Vivemos em sociedade. Óbvio, não?

quarta-feira, 3 de agosto de 2016

Sem entulhos.

Querendo provar que são "eles mesmos", mostram-se cada vez mais escravos. 
Em nome da autenticidade as pessoas têm se tornado agressivas, mal educadas... 
Sim, seja você mesmo, mas saiba que sua verdadeira identidade está em Deus. Caso contrário, é só uma sombra - e bem distorcida- do que você é. 
Foi ELE quem te criou e me criou. 
Arranque esses entulhos de cima de você. 
Sim, expresse-se, mas sem poeira! 
Deixemos Deus nos limpar. 
O mundo precisa de autenticidade, mas não de nossa opinião. 
Só há UMA verdade que transforma vidas: a de Deus. 

Beijos 
Com Amor...

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Significados que damos.

Pra mim, uma das coisas mais complicadas nas relações é saber lidar com a diferença de significados que damos. Uma ação pra mim tem "PESO 10" e para outra pessoa "peso 5". 
Parece injusta essa desigualdade de pesos, de significados. 
Às vezes, você viveu uma história incrível com alguém, mas na cabeça da pessoa foi mais uma entre tantas. 
Não sei se as pessoas tratam tudo como "mais um dia" ou se eu trato tudo como "especial". 
Não sei se é minha mania de enxergar beleza ou se são os outros que encaram tudo com frieza. 
Essa diferença de significados me causa um desconforto, uma agonia por não saber como agir, reagir... Faço questão de pessoas mas parece que não posso fazer. 

Eu luto pela singularidade de cada um, pela manutenção da essência única que cada um tem; enquanto a maioria até se enxerga como única mas os outros fazem parte do coletivo. E o coletivo perde o significado de especial. E um mundo massificado é entediaste. 

obs: não sei se consegui me expressar, mas tentei.rs. Resumindo, estou pensando sobre nossas singularidades. Como cada um armazena e dá significados diferentes às coisas, acontecimentos e pessoas. Saber lidar com isso é um desafio, muitas vezes.