Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

sábado, 4 de junho de 2016

Mudança natural.

Creio que nunca se falou tanto em "moral", nunca tivemos - nessa quantidade- discursos tão "bonitos", e um povo tão cheio de opinião. 
Mas, ao mesmo tempo, ACHO que nunca estivemos tão distantes em nossas práticas. 
Há uma certa consciência do que é "bom, aceitável", mas nosso comportamento não acompanha essa consciência, não muda, não melhora. 
Por quê? Creio que uma das razões é porque não mudamos nossos pensamentos (que é a raiz). 
A raiz precisa ser transformada, precisa estar ligada ao que é Perfeito (Cristo). 
Nossos pensamentos devem estar alinhados com os Dele, e pra isso, precisamos estar em constante COMUNHÃO com o Pai. 
Aí nós falamos "eu estou o dia inteiro com ELE". Sério? Então, naturalmente, já deveríamos ter a mente de Cristo, uma mente cheia de paz, amor, verdade, retidão, mansidão, domínio próprio... 
O fato de ELE estar presente não significa que estejamos em comunhão. 
Pra melhor entendermos, basta pensarmos: se alguém entra numa sala e você está com a mente concentrada num livro, no 'whatsapp' ou qualquer outra coisa que não seja NAQUELA PESSOA QUE ENTROU, provavelmente essa pessoa sairá da sala e você nem perceberá. Ou seja, o fato dela estar no mesmo lugar que você não significa comunhão. Nossa atenção precisa estar voltada inteiramente pra pessoa para termos comunhão. Assim é com Deus. 
[Aliás a maioria não sabe mais o que é ter comunhão com alguém pq está o tempo inteiro concentrada em outra coisa, principalmente celular, ou concentrada numa resposta "inteligente" pra se sobressair, ao invés de simplesmente parar e ouvir.] 

Se estamos cheios de sentimentos negativos, provavelmente estamos cheios de pensamentos negativos. 
Aí alguém dirá "não consigo controlar meus pensamentos". Então, está na hora de aprender e treinar. Não é fácil. Ainda mais porque estamos acostumados a ser guiados por pensamentos e não o contrário; e também não filtramos o que lemos, ouvimos, falamos... 
Uma boa forma de vigiarmos nossos pensamentos é questionar-nos: "esse pensamento traz vida ou morte?" 
E ainda, ao expressarmos o que estamos pensando, devemos nos perguntar "é pra edificar alguém? É por amor? Ou pura crítica e vaidade?" . Se não for pra fazer bem, melhor calar-nos. 

Obs: já viu alguém com um comportamento que não condiz com a pessoa porque você a conhece? Então, é porque ela só mudou o comportamento e não o pensamento, aí fica estranho, falso... 
Quando nossos pensamentos mudarem, nosso comportamento vai mudar. Será natural. 

Beijos 
Com Amor...

obs: escrito no dia 04/06/2015.

Nenhum comentário:

Postar um comentário