Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

terça-feira, 5 de abril de 2016

Do lado de fora agora.



Te condenei dentro de mim. Escancarei seus defeitos pra minha própria alma [para os outros, jamais! Sei bem de seu valor!]
Justifiquei de todas as formas pra ver se doía menos.
Eu sei, é feio fazer isso, mas era necessário.
Não se pode viver dentro de alguém assim, ocupando o "cômodo" principal sem nem mesmo fazer as "honras da casa".
Eu precisava tirá-lo dali. Aliás, como foi parar lá?
Como diria Selton Mello num filme: "não sei, só sei que foi assim".
Isso é invasão de domicílio! E se você não sabe, invasão é ilegal.
Talvez, se você cuidasse da terra (no caso, meu coração), eu poderia deixa-lo lá e com o tempo a própria lei estaria do seu lado. É a lei do "usucapião". Resumindo a lei: "ficou tanto tempo e cuidou, que se tornou o dono". 
Mas, você não quis ser o dono. Queria apenas alugar... E aqui, meu caro, não há espaço para esse tipo de negócio.
Aliás, nem o cômodo tinha aqui dentro!  Foi você quem o construiu ? Ou será que fui eu sem perceber?
Bom, na dúvida, o melhor que eu podia fazer era 'desconstruir'. 
Não você. Apenas o lugar em que você habitava dentro de mim, o lugar que você morou tão rapidamente. Por isso, a frieza, racionalidade com que eu tentava o enxergar... Era pra desconstruir o lugar que você morava dentro de mim. Me perdoe por isso. Doeu mais em mim, acredite.
Mas você continua sendo olhado com carinho por mim. Continuo vendo suas virtudes, torcendo por você, orando por você, querendo participar, porque eu sou assim gosto de mãos dadas, olhos em contato, gosto de expandir o amor...e agora faço essas coisas sem que perceba.
Hoje, com você do lado de fora, fico ME observando e penso: será que a falta era real? Será que a dor  da rejeição era por gostar de você ou era por gostar de mim mesma? 
Entenda. 
Será que chorei por paixão, amor ou por 'ego ferido'?
Talvez a mistura deles. Por isso a decepção e a raiva. 
A decepção vem do sentimento. A raiva vem do ego.
Quanto ao ego, é bom que ele coloque-se no lugar dele.
Quanto ao sentimento...Apesar dos pesares, foi bom.
Hoje só agradeço pela estadia, pelo tempo que morou aqui dentro. Era gostoso ter esse lugar ocupado. Mas vá com Deus e volte se quiser morar; e se ainda estiver espaço aqui. 
Caso não volte, estará em minhas preces mesmo de longe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário