Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

terça-feira, 31 de março de 2015

Firme-se em QUEM é eterno e perfeito.

"Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento. Reconhece-O em todos os teus caminhos, e Ele endireitará as tuas veredas. Não sejas sábio a teus próprios olhos; teme ao Senhor e aparta-te do mal." _Provérbios 3:5-7.

Vocês sabem que sou uma grande incentivadora da leitura, de nos alimentarmos de cultura, de boas coisas, PORÉM, temos que tomar cuidado para não cairmos na armadilha de nos tornamos humanistas.
Sim, acredite no seu potencial, mas não firme-se em si.
Somos humanos, nossa alma é instável, o amanhã NÃO nos pertence, o poder da vida não está em nossas mãos. Não se iluda.
Podemos fazer mil e uma coisas, afinal, o ser humano foi feito a imagem e semelhança do Pai. MAS, o impossível só ELE faz.
Tenhamos consciência de que nossa capacidade, nossos dons, talentos foram dados por ELE.
Claro, reconheço e sei que cada um tem uma escolha. Uns escolhem crescer, outros permanecem na mediocridade.
Essa "diquinha" em Provérbios não diz para não termos entendimento, ela diz para não nos firmamos em nós mesmos. "O orgulho precede a queda". Confiemos no Amor absurdo do Pai por nós (que nos ama APESAR DE NÓS). Ele nos acompanha (aos que crêem) em todos os nossos caminhos, mesmo em nossos erros. E se o enxergarmos em nossos momentos de vale ELE fará com que "todas as coisas cooperem para o nosso bem". Mas entenda, o BEM nem sempre é BOM. Às vezes será uma luta que te levará para um novo nível. E eu sei, lutas não são agradáveis.
E pra não me estender muito, busquemos a sabedoria Dele. Como? "O temor do Senhor é o princípio da sabedoria". Não caia no "humanismo".
O homem - por mais que tente, por melhor que seja - não pode salvar a si mesmo.
Ame-se, cuide-se, acredite em você mesmo, dê o seu melhor, mas que sua segurança esteja firmada em Cristo.

Beijos
Com Amor...

segunda-feira, 30 de março de 2015

A revolução da estupidez.



A estupidez tem ganhado fama. Ficou "glamourosa". Eu sei, parece absurdo mas é o que vemos hoje. 
A ignorância se passa por revolucionária.
A mediocridade tem cada vez mais adeptos.
O tosco é aplaudido freneticamente.
Usam o humor pra disfarçar a superficialidade. Humor é ótimo, eu diria que essencial, mas não pra esconder o "egocentrismo" ou tentar driblar a verdade.
O narcisismo é justificado e defendido (??!!!).
As "selfies" sem fim com "looks" TODOS os dias é estimulada quando a pessoa assume que se ama e faz piada disso. Como se o fato de assumir um crime amenizasse o crime.
E desde quando é crime? Oras, desde que você matou sua inteligência emocional, desde que você mata os outros (mesmo que tenha um discurso humilde. Pro narciso só existe ele!). É crime porque você mata sua capacidade de ser melhor! É crime porque você acredita nesse mundo virtual - onde a MAIORIA vive um personagem.
Desculpe se firo seu EGO. Mas, sinceramente, EGOS feridos não me pesam a consciência.
Machucar o coração, sim, é triste. Mas o EGO?  Furar o balãozinho imaginário é um prazer.
Oro todos os dias para que Deus não me deixe ser contaminada por esse mundo onde se vangloriam por seus próprios defeitos, onde ri-se da podridão...
Não se iluda, um abismo puxa outro abismo. Brincar de ser podre te leva a um nível em que a gente nem se enxerga mais e ainda fica carente de aplausos dos outros tolos.
Vigie. Reveja suas postagens, avalie-se sem justificar-se.
Chega de olhar o reflexo de seu corpo no espelho e vá olhar o reflexo de sua alma.
Sorry, mas na maioria das vezes o reflexo de nossa alma não é tão legal assim, temos uma visão distorcida. Por isso, procure um amigo de verdade (não aquele que te bajula) e pergunte "como você me vê?". Esteja preparado pra resposta.
Eu sei dos meus mil e um defeitos, assumo-os mas não me vanglorio neles. E os que não sei, procuro saber.
Quando reconhecemos nossa podridão -por mais dolorido que seja- estamos a um passo do crescimento.
Não é fácil, eu sei. Não cabe orgulho nem 'vingancinha' no processo de amadurecimento (de MELHORA) porque alguém te disse uma verdade. Para amadurecermos é preciso reconhecimento, arrependimento (e nessa geração, acham bonito falar que não se arrependem), ver que está ruim... Afinal, quem não reconhece que está doente não vai ao médico, não é?!
Podemos falar sobre qualquer coisa, mas só temos autoridade (respeito) se houver prática do que falamos.
Coloque-se diante da Luz de Deus, olhe para sua sombra e verá, não o óbvio, e sim a verdade. Nem todo óbvio é verdade.
Não há glória em ser estúpido.
Melhor ser povo de um reino sábio do que ser rei entre os estúpidos.  Acredite!

sexta-feira, 27 de março de 2015

Desconsidere.


Desconsidere.
Desconsidere se não tiverem consideração por você.
Desconsidere se ele não te responder as mensagens.
Desconsidere se ela não te liga.
Desconsidere se ele parece não te admirar, ou pelo menos, não expõe isso com medo de ser considerado fã.
Desconsidere se ela parece se lembrar de você o dia inteiro porque vez ou outra te manda uma matéria/notícia que pode ser boa pra você.
Desconsidere se ele se ausentar por dias.
Desconsidere se ela te trata com indiferença (se tiver ali, bem; se não tiver, tudo bem também).
Desconsidere se ele não faz questão de você.
Desconsidere se ela te pede atenção de vez em quando.
Desconsidere se ele finge que está tudo normal, mesmo quando vocês sabem que não está.
Resumindo, desconsidere se ele for HUMANO.
É isso (acima) que ouvimos, lemos e tem sido pregado e disseminado sutilmente em nossas veias.
Mas há um "erro" aí. O que deve ser desconsiderada não é a pessoa e sim a atitude que fere.
Desconsiderar uma atitude não é ignorá-la ou fingir que não existe. Se te machuca tem que falar, tem que resolver, tem que gritar até que resolva de uma forma ou de outra!
O que dá para mudarmos pelo outro, mudemos. O que não dá, aceitemos.
Eu sei, é bem mais fácil apagar a pessoa diante da desconsideração dela do que suportar a ignorância (ignorância de fazer mal a alguém sem se dar conta, ou achar que é frescura. Aliás, por que a dor do outro é frescura e a nossa é real?!)
Mas ao fazermos isso estamos repetindo o que ela fez conosco e nos feriu, estamos entrando no jogo.
Bom, eu não sou boa em jogos. Talvez você prefira excluir a pessoa de sua vida.
Já eu gosto do desafio da vida de aceitar e amar o que é diferente de mim. Afinal, como eu já disse uma vez, se eu amo o que é espelho...é praticamente um amor próprio.
Mas também não estou dizendo pra você "apanhar" (no sentido NÃO literal) de alguém e continuar sorrindo. Me entenda.
Estou apenas querendo te mostrar que podemos separar algumas atitudes de pessoas.
Tipo, 'não gosto de algumas atitudes mas amo a pessoa'.
Se você enxergar meus defeitos ou me ver errando, não se acanhe, provavelmente você esteja certo. Mas desconsidere (tire o peso) minha atitude e ME considere, me ajude a melhorar.
E se alguém te desconsiderar completamente, ...Ahhhh! Ele ainda não sabe amar.
Meninice pura.

Quando falo 'desconsidere' é pra você observar (e considerar) que quem rega as plantas é você, quem as faz florescer é você. Lá fora é só lá fora.



Boa viagem!


Viajar é preciso.
Se não for pra fora, que seja pra dentro. Mas Viaje sempre!
Há lugares incríveis pra se conhecer dentro da gente e por esse mundo afora.
Assim como no mundo, as viagens pelo NOSSO interior dispõem de vários transportes.
Há lugares que chegamos rapidamente, como numa viagem de avião.
Há lugares que precisamos de um carro, pois não há lugar pra pouso.
E há lugares que chegamos depois de muita caminhada, depois de enfrentar bichos, Sol quente, chuva...Não há atalhos. Precisamos enfrentar. E normalmente, esses lugares de difícil acesso, escondem belezas desconhecidas pelas pessoas e até por nós mesmos.
Viaje. Viaje sempre! Mas jamais sozinho.
Quem mantém tudo funcionando : o avião, o carro, você... precisa estar presente para que seja uma viagem tranquila independente do que tenha pela frente.
Vá, mas vá com Deus (o Cristo).


Obs: pra descontrair...e jamais esqueça que nesse caso "VIAGEM"(substantivo) é com G (de GENTE) e não com J (de jumento). Obrigada, de nada.

quinta-feira, 26 de março de 2015

Meu Pequeno Dicionário - Paranóia.

Paranóia: é um saco! Um saco cheio de suposições. Algumas com fundamentos, raízes, mas a maioria é folha seca que o vento traz e leva, e só serve pra bagunçar.

Quer um conselho? Evite-a.

terça-feira, 24 de março de 2015

Um texto incomum no meu Blog, mas achei necessário.

Bom, eu estive esse tempo todo calada, só lendo baboseiras ofensivas de ambos os lados (como se houvessem lados!). Um querendo afrontar e ofender o outro. (DOS DOIS LADOS!)
Primeiro, não há lados. Há divergências de opiniões e todas devem ser respeitadas (mesmo que a gente não concorde. Isso é respeito!).
Não vim aqui discutir, debater, levedar a massa...já tem muita gente fermentando por aí.
Vim, humildemente (de verdade e de coração constrangido), pedir perdão pelos que 'se dizem cristãos' e têm falado em "protesto contra a rede globo" devido a novela que está no ar agora ("Babilônia").
Sou cristã - entenda no sentido literal, pequeno Cristo, busco seguir os passos Dele - e me sinto envergonhada com esse tipo de atitude.
Entendam, a maioria segue uma religião e não a Cristo. Eis a diferença.
Uma coisa não tem nada a ver com a outra.
Religião é o que gera as guerras do mundo, onde matam em nome de "deus".
(o deus está minúsculo mesmo pq DEUS de verdade não compactua com isso).
Evangelho é outra coisa! Vida com Deus é outra história!
Intimidade com Jesus traz vida e vida em abundância. Jesus traz transformação de vida!
"Perdoe-os, eles não sabem o que fazem", como disse Jesus.
Não entre nessa guerra, nessa intolerância, nessa segregação.
Somos todos HUMANOS. TODOS NÓS necessitamos do perdão, da Graça, da Salvação de Jesus (e ELE a dá de graça. Basta crer Nele).
ELE não veio pra fundar uma religião, ELE veio pra criar uma família.
Venha do jeito que você é. ELE quer nosso coração. O resto?! O resto é com ELE.
DEUS é BOM.
Essas e outras pessoas acabam expressando um "deus" que não existe, um deus de desamor, de intriga, de ódio. Nãoooooo!!!!
Deus não é Deus dos evangélicos. Ele não se importa com títulos, ELE foca na nossa entrega a ELE, no nosso coração.
O caminho que leva a Deus não é uma religião. JESUS é o Caminho.

Peço mais uma vez perdão aos que sentiram-se ofendidos.
E quanto a nós todos...Temos o poder de escolher como alimentamos nossa alma.
Se não te edifica, desligue a TV e vá ler um livro. Vamos ler a Bíblia então e aprender de verdade como JESUS agia, conhecê-LO ("transformai-vos pela renovação da vossa mente").
É muito bom termos o controle sobre com o que alimentamos nossa alma. Vc é o que vc come (emocionalmente e espiritualmente falando).
Não se muda uma nação ou qualquer coisa fazendo guerra. A gente muda....fazendo a diferença

Beijos
Com Amor...

Obs: reforço que não tenho a intenção de que ocorram debates em minha página. Quem quiser esbravejar ou incitar a ira de quem quer que seja, faça isso na SUA página. ‪#‎obrigadaDenada‬ ‪#‎respeitoéBOMdeTODOSoslados‬ ‪#‎redeglobo‬ ‪#‎Deus‬ ‪#‎façaaDiferença‬ ‪#‎nãoconfunda‬ ‪#‎nãoMateemNomedeDeus‬

segunda-feira, 23 de março de 2015

Des-pretensão.



"Vem pra cá! Vou aí te buscar", Tato disse.
Era apenas mais um convite pra fazer qualquer coisa num final de semana qualquer.
"Claro", Bia respondeu, "estou te esperando".
Ela tinha acabado de recusar o convite de um colega que, no fundo, sabia quais eram as intenções dele : namorar. Como ela aprendeu a ser racional e por parte dela "não rolava", disse "não" ao tal colega.
Mas o Tato?! Ahhh! Diante de um despretensioso convite ela abaixou a guarda. Ele nunca havia deixado escapar nenhum interesse e com isso ganhou a confiança dela.
(não que os que demonstrem interesse não exalem confiança..enfim...a explicação pra isso daria uma outra história. E nosso foco aqui é no Tato e na Bia).
Ele é daqueles homens raros, homem 'como manda o figurino'. Ligou avisando-a que havia chegado e a esperou do lado de fora do carro para recebê-la e abrir a porta do carro.
Bia, apesar de dura na queda, era sensível a gentilezas. Aliás até demais!
Há mulheres que não gostam disso, mas pra Bia era essencial, é o tipo de coisa que determina em que "quadro" de sua vida a pessoa vai se encaixar. Mas não era nada programado, era natural.
O churrasco era na casa dos pais dele. Ela achou que tivesse mais gente (pelo menos umas 10 pessoas), mas não. Contando com os dois, que tinham acabado de chegar, eram 6 pessoas.

Assim que chegaram apresentou-a a família e logo que foram entrando na casa -para conduzi-la -ele já pegou na mão dela.
Uau! Isso pra Bia era extremamente delicado. Ela sempre teve alguma coisa com esse negócio de pegar na mão. Ela achava íntimo.
Ficou sem reação. Lembram? Ela estava sem defesas, completamente exposta.
E ele é do tipo determinado. Não foi pegando na mão dela aos poucos. Pegou com vontade. Não dava pra ela puxar a mão ou fingir que ia ajeitar o cabelo pra soltar a mão.
Ela riu.
-O que foi?
-É que...é que você pegou na minha mão._disse ela sem saber como dizer ou o quê dizer.
-Sim. E você achou ruim?
-Não é isso. É que...
-Porque vai ser assim daqui pra frente.
Ela mais uma vez riu. Porque nesses momentos que a gente não tem o que dizer ou fazer, nesses momentos em que você se vê DE REPENTE sendo parte de alguém assim do nada...só resta dar um sorriso pra amenizar o olhar perdido que busca uma resposta pra aquilo que te pegou de surpresa.
Tato a surpreendia a todo instante e acho que ele nem sabia disso.
Bia sempre atenta aos subtextos, aos detalhes, às intenções muito mais do que às ações foi se vendo sem saída. Atenta com o coração, pois ela não era o tipo de pessoa observadora que fica olhando o lugar, a roupa e tal...a observação dela se repousava em intenções, sensações.
Beijaram-se.
A tarde virou noite, que virou madrugada.
Ele era envolvente. Cada carinho dele a deixava ainda mais vulnerável.
Era muito inteligente. (Mal sabia ele que Bia era "sapiossexual" - pessoa que sente-se atraída por quem é inteligente).
-Já estou com sono. Vamos embora?_disse Bia.
-Sim, mas antes quero te fazer um pedido.
Ela o olhou nos olhos com medo do pedido. Estranhamente, ultimamente Bia havia se tornado uma pessoa medrosa pra se relacionar. Resultado do último tombo que levou, ela sabia disso.
-Quer namorar comigo?!_ perguntou ele, pedindo uma garantia de que haveria o amanhã e todos os outros dias.

É...ele é um homem raro.

Escolha ser renovado.


O mundo sob o governo do homem, sob nosso próprio governo tem se tornado cada vez mais obscuro. Pois por mais que tentemos ser bons, há determinadas áreas em nossas vidas que são podres.
Nosso senso de justiça própria é limitado e falho.
Exigimos que acertem as regras mas não usamos o amor.
Até falamos muito sobre amar, mas a prática é seletiva e lamentável.
Ninguém consegue seguir todas as regras. Por isso, nossa maior regra deve ser AMAR.
Amar mesmo que a gente não concorde, mesmo que a gente não entenda, mesmo que a gente aja diferente do que criticamos.
O alto grau de "poder" nas mãos de homens - onde todos se acham deuses e se acham no direito de esculhambar a todos, onde a vida do outro só é importante se for semelhante a minha - tem resultado num mundo pesado, sombrio e frio. Um mundo sob o governo do EGO não poderia ser diferente!

MAS VIM DAR UMA BOA NOTÍCIA!
Se decidirmos nos estabelecer em Deus, em Cristo - e aqui não falo de religião, falo de intimidade, relacionamento com ELE- ainda que estejamos desgastados, o Espírito Santo nos renova.
Ainda que nossa alma (emoções) esteja prostrada, nosso espírito pode ficar de pé.
E pra isso não precisamos pagar promessas, não precisamos pagar dizimo ou coisas assim. O Amor De Deus é de graça, é pela Graça.
Só precisamos ESCOLHER crer, decidir que ELE seja nosso Senhor, nosso Mestre, nosso Salvador. Pois só Jesus tem esse poder e autoridade. Ninguém pode salvar a si mesmo.
Façamos essa escolha todos os dias para que possamos ser renovados, para que possamos ser salvos (inclusive de nós mesmos), para que possamos usufruir das maravilhas do Pai e de uma vida leve (onde ELE está no controle).
Tire os olhos das circunstâncias. Olhe pra Deus.
O que ELE produz em nós é eterno. As circunstâncias passam.

"Por isso não desfalecemos; mas, ainda que o nosso homem exterior se corrompa, o interior, contudo, se renova de dia em dia. Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um peso eterno de glória mui excelente; Não atentando nós nas coisas que se vêem, mas nas que se não vêem; porque as que se vêem são temporais, e as que se não vêem são eternas." _2 Coríntios 4:16-18

Beijos
Com Amor...

quinta-feira, 12 de março de 2015

A Tempestade passou. E agora?


Depois do tempo de tormenta, da tempestade, a gente ainda tem que juntar tudo que ela bagunçou ou destruiu.
Tem gente que fala "a tempestade passou". Sim, passou, mas e a bagunça que ela causou?
O conflito, às vezes, não é só durante a tempestade. Durante a ventania, a chuva forte que remove até o chão em que pisamos, nos assusta, nos causa medo, nos deixa sem reação. O máximo que fazemos é agir por instinto de sobrevivência.
Mas e depois? Depois somos obrigados a olhar pedaço por pedaço que está no chão e tentar encaixar, guardar o essencial e jogar fora o que virou lixo. E sinceramente?! Essa é a parte mais demorada.
A tempestade dura algumas horas: é só o prazo da descoberta de uma traição, por exemplo.
Sim, é chocante. Desestrutura. Dói. É uma mistura de tudo! Mas o 'pós-tempestade' pode durar meses até que a gente separe essas emoções que estão misturadas, até que a gente dê nome pra o "descaso", "burrice", "orgulho", entre outras coisas que não são fáceis de assumir nos outros e principalmente em nós mesmos. Leva tempo para que a gente SE reconstrua por dentro.
Bem que podia ser da noite pro dia. De repente, você acorda, e aquela bagunça toda está arrumada e parece que nada aconteceu. MAS não é assim. Pelo menos quando a gente decide crescer não é assim.
Tem gente que age assim. Finge que nada aconteceu. Mas só finge, já na realidade continua vivendo com tudo fora do lugar. Não, não tenho mania de organização. Aliás, estou longe de ter. Mas se tratando de intimidade, de coração, de sentimentos...Gosto de conhecê-los. Gosto de saber quem mora aqui dentro e quem não deve morar.

Acredite você ou não, antes de acontecer o maior tombo da minha vida, eu tive um sonho me avisando do que estava por vir. Fiquei em alerta. Quando a verdade apareceu (junto com a decepção em progressão geométrica) eu estava anestesiada. Apenas confirmou meu sonho.
Como não sou do tipo que expõe pessoas, meia dúzia de pessoas ficaram sabendo e ponto. O resto continua achando que o cara (personagem da frustração) é um cara incrível.
Na verdade, eu ainda acho que ele seja um cara incrível mesmo que essa meia dúzia de pessoas queiram "matá-lo" (claro, não literalmente) ou o chamem de babaca.
Sim, ele agiu como um babaca. Mas ele não é. Ele continuou agindo feito um babaca (achando que o mundo gira em torno dele), mas ele não é.
 "Vai me dizer que você o ama ainda?", alguém me perguntou.
Respondo: "existe DES-AMAR alguém? Eu o amei pelo que ele é e não pelo que fazia por mim e pra mim (claro, o que ele fazia era lindo).''
"Se você o ama pelo que ele é, você ama um babaca!", questionou.
"Não, ele não é babaca. Sério! Conheço a essência dele. Ele pode estar contaminado pelo ego, pela vaidade e outras coisas, mas a essência dele é bela.[...] MAS, mesmo que fosse um babaca, o amor continuaria...Porém, isso não significa que eu não ame outra pessoa ou que esteja sofrendo por causa dele. Não. Isso apenas significa que aprendi a amar. E não tem nada a ver com falta de amor próprio, tem a ver com amar o outro na inutilidade dele, tem a ver com amar verdadeiramente, sem esperar qualquer coisa. Entende?!"_ concluí.

Por que contei essa história? Porque foi o que restou depois da tempestade, foi assim que aqui dentro ficou depois de eu arrumar tudo. Restou o aprendizado, o amor gratuito (que não tem necessariamente a paixão), o perdão e o desejo que o outro também cresça e entenda que CRESCIMENTO nos faz grandes por dentro e não por fora.

sábado, 7 de março de 2015

Mais humor e menos terror.


Por um mundo com mais HUMOR e menos terror.
As pessoas andam pesadas demais.
O que está acontecendo? Me parece que fazem de armas as pedras que encontram no 'meio do caminho' (como no poema de Drummond).
Ao invés de tirarem elas do caminho, se apegam, guardam cada pedra lançada e ficam com as mãos cheias. Aí diante de qualquer coisa (qualquer coisa mesmo!) já atiram suas pedras.
Talvez achem que jogar pedras alivie a carga. Engano.
Carregar pedras nos torna pesados e jogá-las nos transforma em peso pros outros. Não traz alívio nenhum.

Volto a ME perguntar : o que está acontecendo?
Acredito que temos tantas informações do mundo e das pessoas que olhamos pouco pra nós. Aí não percebemos que estamos quase corcundas de tanto peso que aceitamos.
Um olhar pra si pode assustar mas se resolvermos agir, tira o peso.

Que terror é esse? Uma piada vira motivo de discórdia. Uma opinião é vista como agressão.
As pessoas não têm mais humor, estão cheias de si demais, apesar de pouco saberem sobre suas identidades. É, porque se soubessem quem são não aceitariam pesos, não ficariam tão ofendidos, nem sairiam esbofeteando os outros.
 A violência física que tanto vemos é mínima se comparada a violência emocional que praticamos (sem ver, às vezes).

Será que são os alimentos que estamos dando para nossa alma? Só vemos desgraças nos jornais, podridão nos "entretenimentos" (sei que há exceções). Nosso lado ruim é constantemente alimentado. Aí a podridão interna se identifica com a externa.
Precisamos mudar "o alimento".
"...tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. O que também aprendestes, e recebestes, e ouvistes, e vistes em mim, isso fazei; e o Deus de paz será convosco." _Filipenses 4:8-9
Acho que está aí nossa solução.

Beijos
Com Amor e humor...

Sobre os malandros...



Há pessoas que foram tão feridas que não conseguiram ter outra opção que não fosse ser forte.
Todos nós, ne?! Mas algumas confundiram "ser forte" com usar a força, a ignorância.
Ser forte não é desacreditar do mundo, pelo contrário, ser forte é decidir ser doce mesmo que o mundo pareça amargo.
Tiveram que batalhar tanto que se tornaram insensíveis quanto as feridas. É o que acham pelo menos. Na verdade, apenas ignoram as dores, como se isso diminuísse a agonia.
Alguns criam uma casca tão dura que parece até engraçado. Parece.
É, a gente ri porque quem enxerga além vê que é apenas um personagem.
Já tiveram tantas decepções que resolveram virar o jogo, agora querem fazer parte do time dos que DECEPCIONAM. E isso só prova quão sensíveis são (na verdade), e antes que sejam feridos, atacam. Começam a defender a ideia de que "o ataque é a melhor defesa".
Os malandros, coitados, já não acreditam em muita coisa, acham que todos são como eles, ninguém vale nada. Acham que todos reagiram como eles diante das dores. Pois pra eles não sobrou alternativa, foi o máximo que conseguiram.
E não devemos julgá-los por isso. Provavelmente foi a escolha que conseguiram no momento. (e não estou defendendo os "rebeldes sem causa", os "mimadinhos"...)
Escolher crescer é raridade. Escolher crescer na hora do tombo dói muito mais do que simplesmente fingir que nada aconteceu e vestir a armadura, por isso a maioria prefere não crescer.
Mas uma hora isso tem que parar, uma hora temos que avançar. Que seja agora então!
Se desfazer dessa casca grossa vai ser difícil mesmo, afinal você já se acostumou. As pessoas já se acostumaram. Mas e daí? Livre-se desse peso mesmo que estranhem.
"Esse não é você", alguns dirão. Mas é! ESSE sim, sem armadura, é quem você é.
E você que conseguiu passar dessa fase no "video-game da vida".....Como você se sente em relação a eles (os malandros de casca dura)? Os acha ridículos ou tenta entender? (ou as duas coisas, ne?ahahahaha)
Como você se sente quando vê alguém agindo assim, feito OGRO, feito a "Fera" do desenho "A Bela e a Fera"? (Esses desenhos são muito mais profundos do que imaginam.)
O que salvou a "Fera"? Foi o Amor. Não, não estou sendo romântica. E estou falando de amor mesmo, amor verdadeiro, aquele que vem de Deus e que pode (ou não) passar por alguém pra chegar a nós. Às vezes pode passar por um homem ou uma mulher, uma paixão, mas pode chegar até nós através de um amigo, um conhecido, ou do Alto mesmo.
Vamos provar que podemos nivelar a vida por cima. Sem medo.
As decepções vão continuar. Ninguém é perfeito, nem eu, nem eles, nem você.
Os "famosos malandros" que nivelam a vida por baixo só precisam de um olhar mais profundo, verdadeiro e que não jogue confete no personagem que ele criou. Alguém que o olhe por dentro e o ame. É isso que todos nós precisamos.
No final das contas, a maioria dos problemas (se não todos!) pode ser resolvido com a simplicidade e generosidade do Amor. Tá aí uma tarefa pra NÓS. Amar apesar de.

Obs: e aqui não me refiro aos malandros que dão "jeitinho", que são corruptos. Essa raça eu nem discuto. Obrigada. De nada.