Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2015

Quer ser modelo? Mesmo?!


Se o tanto de gente que quer ser modelo (ou se faz de modelo) nas redes sociais, fosse MODELO de pessoa também...O mundo já teria avançado um bocado.
Não que a gente tenha que ser perfeito, mas evoluir, crescer, faz sempre bem. Acredite em mim!!!! Eu me esforço pra mudar o que não gosto em mim, pra não fazer dos defeitos bichos de estimação. Nem sempre consigo. Mas ELE consegue. Deus consegue isso em nós.
Não adulo minhas falhas, mas também não me mato.
Me amo assim, mas se podemos melhorar...Por que não?!
Sou uma humana perfeita: imperfeita.
'Bora' comigo buscar esse crescimento? No caminho te explico.
E o caminho a gente faz caminhando.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Sobre as diferenças...


Eu penso assim e você pensa assado.
Está tudo bem. É sério!
Está tudo bem mesmo!
Está tudo bem você pensar diferente de mim em coisas relativas. É sua opinião.
E eu prezo por ela. Mas preze pela minha também.
Não se ofenda por eu pensar diferente. Não é minha intenção ofender quem quer que seja.
Respeitar sua opinião não quer dizer que eu concorde. Quer dizer apenas que sua opinião existe pra mim. Quer dizer que você existe pra mim.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Olhe o caminho.





A gente tem que entender que o lema "é pra frente que se anda" não significa ignorar o passado, desprezá-lo. Aliás todo ser HUMANO que se preze não despreza quem quer que seja.
Mas como ser simplesmente HUMANO nos dias de hoje não é muito comum...
O passado faz parte da história, de nossa construção, é o ponto de partida. Ninguém chega ao telhado sem antes fazer os alicerces.
E os alicerces, apesar de ficarem escondidos, é o que nos mantém de pé. Mas pra isso eles precisam estar em boas condições.
É bom, muito bom prosseguirmos, mas ignorar o que passou ou quem passou não nos torna mais leves, nos torna mais duros. E pra prosseguir é preciso flexibilidade.
Se formos indiferentes, endurecermos, lá na frente podemos nos quebrar. Porque o que não é maleável, leve, doce não passa em estradas estreitas.
Aqui não estou defendendo que você tenha que ficar murmurando ou vivendo de passado. Jamais!
Mas o passado que te feriu deve ser devidamente tratado e curado, pois caso contrário, ele pode te cercar no futuro novamente.
É importante observarmos bem o caminho que estamos percorrendo, o caminho que já percorremos porque se um dia precisarmos voltar, que a gente não se perca!
E se não precisar voltar? Lembre bem do caminho, porque mesmo que não volte, saber a origem te guardará de armadilhas do mundo, te livrará da dureza, da arrogância...te tornará mais compreensível com os outros e com você mesmo.
Assumir o passado, a história e quem fez parte dela, nos faz gratos, ensináveis; nos faz olhar com mais generosidade para nós mesmos, sem tantos julgamentos e acusações.
Foi trouxa porque amou e o outro te passou pra trás? Não!!! Simplesmente amou!
Não há vergonha nisso.
Olhar pra trás, pra frente, ao redor é importantíssimo porque nos apresenta diversos ângulos, novas perspectivas.
"Keep walking" mas marque bem o caminho pra não se perder (de você mesmo inclusive).

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

Verdade E Consequência.


É que eu sou assim mesmo.
Eu adoro brincar, jogar video game...fazer molacagem (no bom sentido).
Mas quando o que entra em jogo é a Vida, não tenho paciência para joguinhos, pra fingir que quero ou não quero. Arranco a fita e, se possível, desligo o aparelho da tomada.
Aqui na vida real o jogo é "Verdade E consequência".

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

Você.

Por onde você anda?
Fica imaginando nós dois juntos? Eu sei que sim.
Minha mão te procura.
Meu corpo te chama.
Meu coração pulsa seu nome mas eu não decifro as sílabas.
Quem é você que busca por mim?
Por que não fala mais alto?
Não, não precisa gritar. Gosto de sussurros.
Gosto do encanto em detalhes, das gentilezas diárias.
Por que ainda se esconde?

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Levante-se.

Bombommmmm diaaaaaaa!!!!

"Ainda que caia, não ficará prostrado, pois o Senhor o sustém com a sua mão." _Salmos 37:23-24.

Vamos começar a semana com boa notícia?A Bíblia está cheia de boas novas, se eu fosse você, me alimentava dela diariamente pra conseguir me manter de pé.

E desde quando cair é boa notícia, né?! Desde que somos humanos, oras!
Cair é natural. A gente cai mesmo. A gente erra.
Só não cai quem não caminha, quem fica parado. Faz parte de nossa "humanidade". Mesmo que a gente tente acertar sempre, nem sempre a gente consegue.
Por exemplo, quando somos guiados por nossa carne (desejos) ou alma (emoções) e quando 'essas' não estão alinhadas com o propósito do Pai, isso é um tipo de "tombo".
Mas isso de "saber que pode cair" não é pretexto para que a gente deslize propositlamente, não serve de justificativa.
Bom, não quero complicar, não vou me delongar. Apenas saiba que mesmo que a gente caia não ficaremos prostrados, porque o Senhor nos sustenta.
Então lembre-se, se cair, sacuda a poeira e levante-se!!!
Permanecer caído é uma opção. As mãos de nosso Pai de AMOR estão estendidas pra nos reerguer. Seja lá o que você esteja passando, seja lá de que altura você caiu....se o tombo foi feioooo ou foi leve...LEVANTE-SE. Deus está te esperando.
ELE acredita em você. ELE acredita em MIM (pasmem!) !!!
Acredite em você. Acredite no que ELE depositou em você (que crê): o Espírito Santo.

Beijos
Com Amor..

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Eu busco nitidez.


Tirar a maquiagem é fácil, quero ver despir a alma, abrir mão de joguinhos que já se tornaram inconscientes! Quero ver tirar a máscara do personagem POP que muitos têm criado nas redes sociais, na vida e acabam acreditando que o são!
Quero ver-me nua e crua no espelho, enfrentar medos, fraquezas, saudades, desejos, amores. Assumi-los. Assumir-me.
Quero ver-me sem pó, sem poeira, sem dores ocultas, sem disfarces.
Quero olhar-me e ver-me como num raio-X.
Quero ver-te num reflexo limpo, claro. Pode até assustar-se no início, mas aquele é você!
E ser você é uma dádiva.
Ser eu mesma é libertador.
E depois de olhar pra si, perceberá que precisa Dele ( de Cristo) e com os olhos Nele, prossiga.

Como percebem, escrevo por mim e por você.
Escrevo por nós e para nós.
Para que os nós se desfaçam e o plural exista sem embaraço.

Obs: eu sei que estou nadando contra a correnteza, mas continuarei. Desde sempre. Para sempre.

https://www.facebook.com/video.php?v=779671395403791&set=vb.100000828143910&type=2&theater&notif_t=like

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Minha urgência descabida.


Tem gente que faz tudo pela segurança da constância, da "não mudança".
Já eu... Não sei o que acontece. A constância me preocupa.
Permanecer no mesmo lugar pra sempre? Sem crescer, sem amadurecer?
Eu tenho uma necessidade estranha de crescimento. Mas é um crescimento de alma. É aquele que te tira do lugar mas não te rouba a essência. Entende?!
Eu sei, é confuso. Talvez eu não saiba explicar.
Mas é como se fosse urgente a mudança para poder conseguir ser a mesma.
É isso. Vocês não sabem mas é desesperador, pra mim, pensar que posso ficar mais um ano com a alma no mesmo estágio, com o coração caindo nas mesmas bobeiras, sangrando nas mesmas feridas. 
É desesperadora a ideia de ficar estacionada na vida, embora a vida continue caminhando (trabalho, casamento e tal).  Não é a vida quem tem que caminhar, sou eu! Não, não é a mesma coisa.
Eu preciso mudar! Eu preciso mudar! Pra quê? Pra continuar a mesma.
Você não entende? Não entende que nesse nosso mundo, para permanecermos com as vestes puras, com o coração leve, é preciso mudar todo dia diante de cada situação nova que aparece?!
Não percebe?!
Cada dia eu me transformo para lutar pela permanência de meu "eu".
O mundo muda as estratégias. Eu mudo de óculos.
O mundo muda as pessoas no caminho. Eu amplio as percepções.
O mundo me cerca. Eu aprendo a ficar parada.
O mundo me joga uma chuva de notícias ruins. Eu aprendo a abrir o guarda-chuvas.
Cada dia aprendo um pouco. Mudo um pouco. Assim consigo permanecer com a mesma essência mas com uma roupagem diferente.
Acho que é isso.
É como a borboleta que precisa mudar para ser quem ela realmente é.


terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Sobre mudar...

Há um grande problema quando nos apegamos ao erro para afirmarmos que temos personalidade. Isso é tolice pura!!! Quando assisto a isso me dá uma certa vergonha alheia.
Isso é coisa de gente que, na verdade, tem a personalidade fraca e tem medo de voltar atrás, de reconhecer que errou e mudar de opinião.
Mudar de opinião é coisa de gente livre, de gente que descobriu quem é (ou pelo menos, está no caminho).
Não há problema em mudar de opinião, contato que seja para um caminho melhor. Sim, há opiniões que não são relativas e por isso, existe melhor ou pior.
É uma grandeza corrigir nossos erros! Pequenez é ficar ali abraçado com um erro, justificando-o.

Finalizo com a frase de um ator francês que resume bem: "Um homem que nunca muda de opinião, em vez de demonstrar a qualidade da sua opinião demonstra a pouca qualidade da sua mente."_Marcel Achard

domingo, 1 de fevereiro de 2015

A chave está em nossas mãos.




Alguém disse "existe coisa pior do que a tristeza bater na porta do nosso coração?"
Respondo.
Existe, existe sim.
Pior do que ela bater na porta é a gente abrir e convidá-la para entrar e sentir-se em casa.
A tristeza ronda-nos mesmo, acompanhada da dúvida, da incredulidade, da insegurança, das mil perguntas que não enxergamos respostas. Vigie-se. Observe-se. Veja por qual porta ela tem tentado entrar e trate de trancá-la. Só você tem a chave. Deus nos deu essa chave. Mas a escolha é nossa.
Às vezes estamos tão acostumados com a visita da tristeza, através das portas citadas acima, que já achamos que ela faz parte da decoração da casa. Não! Não faz.
Momentos tristes?! Ok. Somos humanos, passamos por situações que nos desagradam, nos ferem. Mas fazer da tristeza uma companhia?! Não, obrigada.
O mesmo digo para o sentimento de "medo".
Esses 'bichos' são selvagens, não devem ser alimentados nem feitos de "estimação". Se os tratarmos assim,  cedo ou tarde eles podem nos devorar.
Há quem diga que é 'preciso conhecer a tristeza para sentir-se alegre'. Tolice! Entenderam tudo errado. É preciso que SAIBAMOS LIDAR com os momentos tristes, com os tombos, com os "nãos" que a vida nos dá... E saber lidar é observar, enfrentar.
Cuidado. Cuide de seu coração, de sua alma.
Alimente-se de Fé mesmo que seja loucura.
Alimente-se de doçura mesmo que a sociedade esteja azeda e amarga.
Cultive a bondade e generosidade mesmo que não encontre mais essas coisas por aí.
Como cultivar então se não encontramos por aí? Está dentro de você.
Acredite. Se você carrega Deus (Jesus) com você, dentro de seu coração, você já têm excelentes sementes. Cultive-as até que floresçam. E é algo gerado por dentro, precisa ter raiz para que a árvore não seque com o tempo. Precisa ter raiz para que não dependa das circunstâncias. E quando essa raiz se aprofunda nas águas do Espírito Santo (na intimidade com Jesus), a árvore JAMAIS SECA.
E como criar raízes? Fale com Deus, fale de coisas doces, veja coisas boas. Não se acostume com o que a mídia e tudo o mais têm tentado nos convencer de que é normal.

Lembre-se, tombos fazem parte da vida. A gente cai mesmo, se machuca, rala o joelho, chora...dói. Dói demais às vezes. Mas faça dessas coisas um aprendizado, tome-as como lições. Mas não para se tornar alguém arrogante, que julga os outros só porque você já superou determinada coisa. Quando verdadeiramente aprendemos não nos tornamos melhores que os outros, mas melhores que nós mesmos, melhores do que fomos. E ser melhor é ser mais amável, mais doce, mais leve... É ser cura e não doença na vida dos outros. É ser mão que acolhe e não que acusa.

E todas as vezes que a tristeza ou qualquer sentimento ruim bater na sua porta, e o mundo estiver cinza, dê mais uma olhada entre as brechas de luz e saiba que mesmo com as dores..."Certamente bondade e misericórdia me seguirão todos os dias"(Salmos 23:6).