Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Sobre o Ciúme.

Para refletirmos.
Ciúme tem a ver com amor ou com ego?
Tem a ver com o outro ou com a gente mesmo, com nossas inseguranças?
Claro, há casos e casos.
Reflita sobre o que você sente, sobre a raiz desse sentimento chato.

Estou falando daquele ciúme irritante, implicante que quer governar tudo, onde o problema não é a pergunta "com quem você vai?", o problema é o TOM da pergunta.
Sinceramente, eu acredito que boa parte dos ciúmes que assisto tem a ver com EGO, com a vaidade ("tudo é vaidade"). Por isso não levo a sério, nem dou corda pra esse tipo de coisa.
Se o seu é insegurança, procure AMAR-SE.
E mais, há pessoas que gostam da discussão do ciúme, gostam que o outro seja inseguro, ciumento, sentem-se amados assim. Oi?! Mais um sinal de insegurança.
Amor não é isso. Se a gente se ama, se conhece, a desconfiança é ofensiva.
O EGO, o orgulho, o medo, o ciúme, a insegurança e a vaidade não podem nos guiar, decidir nossos atos.
É preciso crescer, avançar. Ou vai querer ser o mesmo pra sempre?!
Defeitos, inseguranças, meninices precisam ser deixadas uma hora!
Claro, isso é opcional.
A vida ensina. As pessoas ensinam. Deus ensina. Mas aprende quem quer!
Queira!
Por você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário