Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Pra quê ferir?


-Nossa, você teve a chance de falar toda a verdade e acabar com o relacionamento dele! Ele que te fez  sofrer tanto...
-Eu falei o que achei que devia e podia. Não menti, só restringi minhas falas ao que ela me perguntou.
-Você podia desmascará-lo! Você podia fazer ele ver como dói a mentira...
-Sim, eu podia. Mas pra quê? Eu o amava até ontem. Pra quê fazer ele sofrer ou a moça que está com ele?
-Ele não se preocupou com você quando agiu daquela forma.
-Ok. Mas acredito que tenha sido por ignorância e não intencional. E mesmo que tenha sido de propósito, EU não agiria assim. Quem determina como vou agir não é o outro, sou eu. Deixe-o ir...
Ele não agiu bem, mas ele é boa pessoa.
-Ahhh você não muda, ne?! Acha que todo mundo é bom.
-Não, não acho. Mas no caso dele...posso ter me enganado sobre muita coisa, mas a essência dele eu conheci. Assim como ele me conhece. [...]E pare de tentar me convencer que eu estaria no meu direito se eu "fizesse justiça". E eu lá estou preocupada com "direito"! Se ele despertou amor em mim só quero que ele seja feliz, aliás quero que todo mundo seja! E que essa felicidade não seja em cima da tristeza de ninguém...quando possível.

Nenhum comentário:

Postar um comentário