Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Detalhes do amor...


Tem dia que bate aquela saudade de quem você era
De quem eu era com você
Bate saudade de quem somos juntos.
"Somos", no presente mesmo, porque quando estamos juntos é só apertar o play, tudo continua intacto desde a última vez. Todo sentimento preservado.
E ela (a saudade) realmente bate, porque sinto a trombada e, às vezes, até dói.

E fico vendo aqui dentro de mim nossas risadas com besteiras, com as brincadeiras em comum...Fico me lembrando de como era leve estarmos juntos, apesar de termos um grande cuidado por saber a preciosidade que havíamos descoberto um com o outro. O amor nessa dimensão parece loucura, imerecido e até pesado (se pensarmos que não merecemos)... Fico vendo seu cuidado, seu amor... Ah! Era real sim! Não posso acreditar que eu tenha me enganado tanto, muito menos que você tenha me enganado tanto!
E mesmo depois de tudo, todo "mistério" revelado, toda farsa descoberta, todo tempo... Eu continuo olhando pra você e TE VENDO. Vendo o mesmo cara de coração bom.
Já pensei na "psicologia das coisas" e posso estar na fase de "negação". Mas acredito que não.
Eu sei, você errou. E muito! Mas por isso, precisa do perdão. Só quem reconhece que errou é capaz de ser perdoado por si  e sentir-se perdoado por outros. 
Perdoe-se. Eu já te perdoei. Vamos seguir a vida da nossa forma!
Não quero que carregue o peso de "eu poderia ter tido coragem". 
Sim, em determinado momento você não teve. Mas hoje pode ter!
Sim, você errou. Mas quem não erra?!
Eu também erro. Apenas tento fazer com que meus erros não atinjam de forma tão drástica a vida de outros. Mas às vezes também não consigo.
Quando eu falo que você me despertou o Amor genuíno, não estou mentindo. Deus te usou pra me ensinar a amar. 
Amar  não só a delicia que você é, não só as virtudes....Amar o que me confronta, o que me afronta, o que me decepciona às vezes. Porque o amor não é essa coisa de querer o outro perfeito, isso é idealização, é pesado com os dois lados.
Mas nesse aprendizado de "o que é amor",  JAMAIS tirei a poesia do amor. Jamais tirei ou vou tirar o coração acelerado, o pensamento que descansa no amado sem percebermos, a lembrança da pessoa ao ouvir uma música...Jamais vou tirar a respiração ofegante tendo que ser controlada por toneladas de razão, jamais vou tirar a naturalidade com que uma mão busca a outra, com que um corpo pede pelo outro.
Porque o amor entre homem e mulher, o amor EROS precisa do lirismo, da delicadeza, da poesia...dos detalhes.
No meu caso, o amor precisa de um detalhe: você.




terça-feira, 28 de outubro de 2014

Não sou espelho, e agora?!



Se relacionamentos, amizades são firmadas apenas em semelhanças, sem aceitar o que PENSA diferente de nós, não é amizade nem amor. Aliás, é amor, mas amor ao espelho apenas.
Respeitar é permitir que o outro pense diferente de mim e não recrimina-lo por isso.
Discordar não é desrespeito.
Ter outra visão não é preconceito.
Quanta fragilidade em nossa identidade pensarmos assim...
Se nos ofendemos com o que o outro pensa é porque nossa identidade ainda não está formada, ainda não sabemos quem somos.
Há pessoas que não concordam comigo em alguns pontos mas nem por isso me sinto ofendida por discordarem de mim. Continuamos sendo amigos pois somos maduros pra entender que cada um pensa de um jeito.
O mais importante nessa vida não é política e está longe de ser.
O mais importante não é quem está certo, mesmo que cada um tenha o direito de expressar o que acha certo.
O mais importante é o amor (sem demagogia), e amor pelo que NÃO é espelho.
Esse é um bom momento de exercitarmos o que tanto desejamos.
"Mais amor, por favor" inclui aquele que pensa diferente de você e de mim.
Ou seu amor é condicionado?


quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Uma exceção para tempos de eleições.

Eu quero e desejo muito que nosso país saia das mãos da "ditadura disfarçada", onde pensar diferente nos torna preconceituosos, denunciar crimes do governo nos torna "bandidos"....
É, está tudo invertido.
Eu não preciso concordar com você pra te aceitar. Nem você comigo.
 Desde quando amar é concordar?! Por favor, ne?!
Mas meu assunto nem é esse.
Só quero dizer que me "preocupo", sim, com o futuro de nosso país. MAS ao mesmo tempo DESCANSO porque MEU mundo não é esse. Meu mundo é governado por Deus, por minha fé Nele.
"O justo viverá pela Fé".
Eu sei que parece loucura. Mas se o PT não sair do governo, claro, vou ficar apreensiva, mas ele não manda em nada na minha vida. NADA!!!
Deus é soberano na MINHA vida e desejo que ELE seja na sua também.
Emprego, segurança, amor, prosperidade...isso não vem do governo. Isso vem do Pai.
Busquemos a Ele. Mude sua fonte.
Tendo Deus como fonte...nunca lhe faltará água.
Mas se nosso sossego, descanso, etc, vem do homem...vamos ter que nos contentar com a inconstância, com o "medo de ficar sem"...
Sim, façamos nossa parte para um país melhor. MAS que nossas vidas estejam sob o Governo dos Céus!

De novo o esbarrão.


Que saudades que eu estava de te ter
Essa ausência estava me fazendo morrer
Não morte 'dramática', apenas poética.

Mas eu sabia! Sabia, meu amor
Que a gente iria se reencontrar
É o Amor, não tem como lutar!

Que saudade que eu tinha do seu beijo
Nunca me esqueci, o único capaz de me isolar do mundo.
E mesmo você me guardando tão fundo
O destino tinha esse desejo.
Qual? De ver-nos enlaçados, de costas para os passados (meu e seu).
Nosso ontem (juntos) já é história. E as coisas boas ficaram na memória.
O que temos agora é presente (dádiva), presente (tempo) e futuro!

Sim, eu disse que já não te amava mais. E era verdade.
Não mais como antes. Por um tempo você me causava um "branco" na mente e coração.
Não era fingimento, era o que se passava dentro de mim.
Mas Deus, acredito, que não quis assim.
E desse repetido esbarrão do “acaso” acabei me apaixonando novamente pela mesma pessoa.
Minto. Não é paixão. É um "estado superior", além.
Paixão não corresponde ao que sinto.
Amor?! Amor talvez seja um nome que não caiba. Pelo menos, não nas dimensões de mercado que fizeram do amor.
O mundo moderno e descartável julgaria se soubesse.
Como pode amar alguém tão imperfeito?_pergunta-me.
Respondo-te: aprendi a amar olhando-me no espelho.
Se me aceito, te aceito. Se me amo, te amo.
E é esse amor que nos aperfeiçoa.

De repente, o sino da igreja SOA.
Casamo-nos.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Meu maior sonho...


Um sonho? 
Que todas as pessoas sentissem o que eu sinto. 
Esse amor absurdo que ultrapassa o entendimento. 
Essa paz estranhamente confortante. 
Essa alegria escandalosa. 
O que há de diferente nisso? 
É que sinto esse amor por alguém mesmo quando a pessoa não merece, e sinto-me amado, principalmente, quando não mereço. 
É que sinto essa paz estranhamente confortante quando estou no meio da guerra, mesmo quando estou ferida. Não é que deixa de doer, mas a dor é esmagada pela paz gerada pela confiança que tenho no meu Deus. 
O que há de diferente na minha alegria escandalosa? É que ela me invade mesmo quando não há motivos aparentes. É uma gratidão pela vida, pela Graça. É uma alegria que confronta meus fantasmas e traumas. (Não confunda escandalosa com "extrovertida". Há várias maneiras de jorrar essa alegria.Não importa como, através de quê...ela jorra. )

Mas não tente gerar isso usando máscaras externas, pois isso traria uma reação contrária com o tempo. Isso pesaria.
Como conseguir então?
Bom, isso tudo é sustentado por minha fé em Cristo.
E minha Fé é sustentada por uma decisão diária de olhar pra ELE, de crer Nele ao invés de me apegar ao "natural"(ao que vejo).
Aí, no final das contas, o sobrenatural passa a ser o caminho mais óbvio.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

INTIMIDADE COM DEUS.


"A intimidade do Senhor é para aqueles que O temem, aos quais Ele dará a conhecer a sua aliança".
_Salmos 25:14

Há uma outra tradução que diz que "a intimidade é para aqueles que O buscam...".
Assim como em relacionamentos entre colegas, amigos, familiares...há uma INTIMIDADE disponível para nós, mas só usufrui dela quem está disposto a passar mais tempo junto, conversar, buscar; assim é com Deus.

Fazendo uma comparação, é como um pai que tem 3 filhos.
Todos os dias eles almoçam juntos, os filhos até agradecem pelo alimento, até têm consciência de que eles comem porque seu pai 'coloca comida na mesa'.
MAS UM dos filhos não se contenta com isso e quer saber mais do pai, quer conhecê-lo, gosta de conversar, passar um tempo a sós com ele, TER INTIMIDADE.
Esse filho acaba sendo AMIGO do PAI, e com isso fica sabendo dos planos dele, sabe o que é melhor para a empresa que o pai tem...o filho começa a alinhar seus pensamentos com os pensamentos do pai. Isso gera nele uma confiança e um descanso. E gera no Pai também uma confiança de que pode contar com aquele filho para dar continuidade ao seu trabalho.
O pai ama os três do mesmo jeito, mas UM filho DECIDIU ter intimidade.
Os outros ficam enciumados porque 'dizem conhecer' o pai também, mas não é verdade, eles apenas sabem o nome dele, sabem a "função" dele, mas não conhecem o coração dele.

Onde quero chegar com essa história? Te convidar para buscar uma INTIMIDADE com Deus (Cristo). Não é um convite para uma religião (Deus te livre disso...rs).
Sabermos do Amor de Deus e não usufrui-lo é vão.
Sabermos do Poder Dele mas não conhecermos esse poder é inútil.
Falar de Deus, falar no nome Dele, não nos torna íntimos Dele.
Está precisando de um Norte, de uma saída, de uma resposta? Entre na intimidade com Ele, fale com ELE, leia a Bíblia pra saber mais sobre o caráter Dele (ouça-O). Porque INTIMIDADE não é só falar, é ouvir também.
E estejamos sensíveis ao que ELE diz. Pode ser contrário ao que você deseja e isso vai te confrontar. Mas tenha certeza, será O MELHOR PRA VOCÊ.
 Como sei que é ELE quem está dizendo? 1-Ele te dá paz (que excede todo entendimento), uma paz acima das circunstâncias. 2- Ele não vai contra Sua própria Palavra (por isso é importante conhecer a Palavra Dele). Enfim...Isso daria um outro texto.

 O importante é: ao ouvi-Lo, confie e OBEDEÇA. Porque não basta saber o que ELE quer, a mudança vem com uma atitude nossa obedecendo o que Ele diz.

Beijos
Com Amor...

sábado, 18 de outubro de 2014

Quando uma verdade explode...




Bob e Nina eram melhores amigos, desses que falam de tudo. Tudo mesmo! Falam desde besteiras à coisas mais profundas.
Nina tinha passado anos amando um cara. Era o amor mais absurdo do mundo. Não, não era doentio. Era puro, de graça. Era bonito.
De repente, uma verdade explode. E como toda explosão, fez um estrago.

-Nega, quando vejo uns caras agindo assim, eu fico tão desanimado_disse Bob para Nina.
-É. Mas eu sei que ninguém é perfeito. Todos temos defeitos.
-Não, não justifique! Isso é egoísmo, maldade dele! Ainda mais fazer isso com você! Poxa, eu te conheço e te amo tanto que esse cara me deixa irritado.
-Ahhh já faz tempo! Embora eu tenha descoberto a verdade só agora.
-Tá, mas eu ouvi você o defender por anos, mesmo eu te alertando. Você sempre o defendeu, como está fazendo agora!
-Não, não estou defendendo-o! Ele agiu de forma horrorosa SIM.[...] Sabe, quando descobri fiquei perplexa, sem chão! Ainda mais porque eu nem estava procurando notícias, simplesmente caiu no meu colo a informação. Mas fiquei em choque DE VERDADE, não sabia o que pensar, o que fazer com meu passado, com o que vivi...Fiquei com vergonha de mim, de minha inocência, de ter acreditado que ele era BOM e REAL. Depois vi que ele era bom sim, só não era real.
-Como assim? Como uma mentira pode ser boa?
-Não pode. Mas não acredito que ele seja tão ruim assim. Eu via nos olhos dele! Na verdade, acho que os olhos dele nunca mentiram, principalmente depois que terminamos e ele falava frases rotineiras tentando não colocar 'amor', mas nos olhos dele eu via amor. Na música que ele me mandou depois de anos que não estávamos mais juntos... Acredito que ele tenha sido verdadeiro. Ele tinha umas recaídas de VERDADE.
-Ouuuu recaídas de mentira.
-É. Mas, nego, entendo sua indignação e me sinto muito amada por você te vendo reagir assim...
-Ele é um idiota!
-Ah, por favor, não o xingue! 
-Vai continuar o defendendo?! No mínimo ele é um babaca porque perdeu a mulher mais incrível desse mundo!
-Ahhhhhh você que é um ótimo amigo!
-Não, não estou falando pra te "levantar" não. Eu te conheço como ninguém!
-Sabe, me dói muito pensar sobre tudo isso, pensar que o incrível homem que amei nunca existiu. Mas pelo menos ele me despertou o sentimento mais nobre e lindo do mundo: o amor. Esse sentimento que todo mundo procura, muitos inventam senti-lo e poucos REALMENTE o conhecem. 
E independente do que ele tenha feito, ele tem meu perdão.
-Tudo bem, tudo bem... Mas esse cara não sabe o que uma 'brincadeira' dessa pode causar em alguém...
-É, ele não sabe, até porque sempre 'brincou' assim. E minha única oração desde que a máscara caiu até hoje foi: "Deus, não me deixe ficar como ele, que provavelmente já amou alguém e se feriu...Não me deixe ficar como a maioria, fechada, que não acredita em amor e começam a fabricá-lo como se fosse possível. Deus, me ajude a continuar acreditando, a continuar sendo doce...me ajude a não ser uma pessoa que apenas "reage", onde as atitudes dos outros ditem as minhas. Deus me ajude a não ser guiada pelo medo e aceitar alguém que goste de mim ao invés de assumir um sentimento maior por outra pessoa por medo de amar de novo. Me ajude, Deus, a ter minha Fé restabelecida e maior do que a ferida....Amém,"
-AMÉM.



quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Quando voar é a única alternativa.


Eu sempre acreditei que podia voar
Aliás, eu sempre voei.
Acredite você ou não, há coisas que só eu sei.

Tenho muita força, embora seja absurdamente sensível.
E mesmo que você ache estranho, eu creio no invisível.

Se levei golpes da vida? Não foram poucos!
Me machucaram. Já tiveram dias que pensei que eu não fosse aguentar de dor.
Desilusão. Eu caída no chão.
E alguns perguntam: mesmo assim confia em Deus??
Mesmo assim, no meio dessa agonia toda, eu digo que Ele me ama?
Eu sei, parece loucura. Mas é que o AMOR Dele me cura.

Há  dores terríveis que sentimos, mas quando temos ELE como Senhor e Amigo,
Mestre e Abrigo, as coisas se tornam suportáveis.
E mais, quando estamos caindo é que DESCOBRIMOS que ELE pode nos sustentar.
Então, a dor se transforma em surpresa, e mesmo com o coração partido eu me alegro porque Ele me faz planar.
Afinal, uma coisa é voar tendo um chão para voltar.
Outra coisa é quando roubam seu chão, destroem seu passado, cortam sua história e VOAR se torna a única saída.
Aí, meu querido, não há lógica, nem superstição, nem psicologia que dê jeito.
Quando nosso chão é arrancado somos obrigados a descobrir que a Fé FUNCIONA,
e que voar é só mais uma coisa natural de quem anda com Deus.
Quando não temos onde apoiar os pés e achamos que o próximo passo será rumo ao abismo em queda livre e a única coisa que nos resta é fé...Ela é suficiente.

Voar na arte faz parte.
Voar no amor é inevitável.
Mas voar pela Fé é SOBRENATURAL.
Voar quando te cortaram as asas, destruíram sua imaginação, roubaram seu chão e suas lágrimas não param de cair...isso só a Fé em Deus pode proporcionar.


Firme o olhar Nele.


"...deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, Olhando para Jesus, autor e consumador da fé..." _Hebreus 12:1-2

Apesar de todas as circunstâncias que estamos vivendo no Brasil,
apesar de todo lixo exposto e que nos fazem engolir goela abaixo,
apesar de tantas propostas sujas que nos cercam,
apesar de o SUJO ser considerado normal e aceitável...TENHAMOS UM BOM DIA.

Vamos nos livrar das coisas que nos amarram, que nos impedem de correr pelo Caminho da Graça! Vamos nos livrar das mágoas, dos "nãos" que machucaram, dos "Sins" que nos amarraram...
Como fazer isso? Como sair do meio desse embaraço todo que nós mesmos fazemos? Como prosseguir se as circunstâncias parecem nos engolir? OLHANDO FIRMEMENTE PARA O AUTOR E CONSUMADOR DE NOSSA FÉ: JESUS.
Tiremos os olhos das coisas tenebrosas desse mundo e olhemos para ELE.
Isso é caminhar em Fé. Caminhar ACIMA DAS CIRCUNSTÂNCIAS.
Eu sei que é difícil, já que estamos cercados de notícias ruins. Mas é uma ESCOLHA que tomamos a cada minuto de nosso dia: ao invés de olharmos para o "gigante", olharmos para Deus.
Olhemos para Aquele que nos Amou primeiro, Aquele que nos ama apesar de nós, Aquele que quer CUIDAR de nós.

Beijos
Com Amor...

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Nossa escolha vai além das urnas.


Sim, eu penso diferente de você.
Na maioria dos casos não há problema algum nisso.
(falei “maioria” porque há casos que nem se discutem. Nem tudo é relativo).
O que poderia ser enriquecedor (nossas diferenças) têm se tornado pesado, cansativo e agressivo.
Eu gosto de ouvir quem pensa diferente, sim, desde que a pessoa saiba falar, fale com respeito e gentileza. Quando há grosserias nem perco meu tempo.
Estamos num momento importante para o Brasil, entendo, mas tão importante quanto escolher alguém para dirigir nosso país é saber ESCOLHER nossas atitudes diárias.
Independente de quem seja eleito, nossas atitudes é que precisam mudar.
Gentilezas foram esquecidas.
Cordialidade?! Nem sabem o que é.
Integridade?! Relativizaram-a para adequarem a seus “interesses”.
Caráter?! É "artigo de luxo”.
Doçura?! Quem se lembra ‘disso'?!
O “engraçado” (pra maioria) é sair dando "coices" por aí, ne?! Nãooo, não é!!!
Julgar os outros virou “mania nacional”. Já até "categorizaram" essa nova 'espécie' que sai criticando todo mundo: são os chamados 'HATERS' (depois pesquise sobre).

Estamos adoecendo e nem percebemos.
O EGO está inflado pelas redes sociais e “selfies”.
Não queria te chocar mas tenho uma notícia para dar: O MUNDO VAI MUITO ALÉM DO ESPELHO. Aliás, espelho estranho esse que não mostra nossas próprias falhas, nossos erros. E é justamente isso que nos cegou e nos adoeceu.

Esse ódio todo que muitos têm distribuído durante "a política” estava onde? Estava aí dentro camuflado de quê?
Esse desrespeito que usam para lutar pelo próprio respeito é normal, aceitável?! Esqueceram a regra básica do respeito: SE COLOCAR NO LUGAR DO OUTRO (SENDO O OUTRO, com a cabeça do outro).
Lutar pelo direito das minorias virou pretexto para baixaria?!
Minoria são os sensatos, os que decidiram AMAR a todos, inclusive aqueles que discordam deles, no meio dessa guerra.
Minoria são os que abrem mão do orgulho, do desejo de “mostrar que estão certos” pra não incitar ódio, que não caem em discussões vãs.

E se Cristo estivesse aqui PESSOALMENTE como agiria? Sinceramente, não sei em quem ele votaria porque ELE tem uma consciência maior de que o mundo Dele não é esse. E é essa consciência que devemos buscar: nosso mundo vai muito além desse, e na lei de nosso mundo REAL o que impera é o AMOR. Mas é o amor como Deus ensina e não esse nosso adoecido e condicional.

Parece loucura eu falar disso no meio desse tiroteio, mas parece que todo mundo está cego, surdo e com a consciência desativada! Cada um defendendo 'seu chefe'.Ok. Mas muitos confundem defender o que acreditam com atacar o adversário (que pensa diferente dele).
Parece briga de criança, mas crianças armadas! E arma em mão de criança não é nada bom.
Larguemos as armas! Basta de alimentar tanto ódio!
Alimente-se das coisas do Alto (do Pai, Deus) e assim terá o que oferecer a esse mundo carente de justiça, honestidade, Verdade, alegria verdadeira…
Resumindo, o mundo está carente do Amor de Deus. É esse ENCONTRO que está faltando: do Pai com os filhos.

sábado, 11 de outubro de 2014

Dia das Crianças!


Que nossa criança interior não perca-se nesse mundão, mas se perder-se que seja resgatada.
Que ela não morra, mas se morrer que volte a viver. Para nosso Deus tudo pode voltar a viver.
Que nossa criança interior não seja sufocada, maltratada ou condenada pelos amargos da vida, mas se for, declare-a livre sem medo do ‘susto' dos que estão ao seu redor.

MAS jamais confunda MANTER A 'CRIANÇA INTERIOR' VIVA E SAUDÁVEL com “meninices ou molecagens”.
Meninice é justificar defeitos, deslizes, fazer “coisa feia” e justificar dizendo que é um “crianção”. E bota meninice nisso! 
O crescimento da alma é necessário, e é uma forma muito generosa de cuidar de si.
O amadurecimento, reconhecer que errou, voltar e pedir perdão, mudar, avançar é EXTREMAMENTE SAUDÁVEL. Facilita as relações, a convivência…e nos leva pra viver o MAIS da vida. Porque só “gente grande” pode ir a determinados lugares, à lugares mais altos, onde a vista é mais bonita.
E o mais interessante é que quanto mais crescemos, mais nos tornamos como crianças.
Precisamos da maturidade (da astúcia, experiência) para subir o monte e ver tudo lá de cima, mas, quando crescemos, precisamos da criança para acreditar que podemos voar, usufruir do vôo e fazer a diferença na vida das pessoas.

Quando falo da criança que habita em nós, falo da doçura, da fé nas pessoas, na vida e em Deus; falo da esperança, da alegria, da simplicidade, da leveza, da risada gratuita, da humildade em reconhecer que precisa de outros, que precisa do Pai (Deus)…

E finalizo fazendo a pergunta que sempre me faço, e te convido a fazer o mesmo: será que a criança que eu era sentiria orgulho da adulta que me tornei?
Se a resposta for "não" em alguns pontos, reveja tudo, perceba onde errou, volte atrás e mude. Antes de avançarmos é preciso corrigir os erros do passado também.
Ainda dá tempo de mudarmos o que precisa ser mudado.
Pau que nasce torto morre torto” é uma expressão que só cabe a coisas e não a pessoas. Pessoas podem mudar (quando querem).

E lembre-se, muitas vezes, mudar de opinião não é sinal de fraqueza, e sim de humildade e maturidade.

 FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Privilégio.


Sete anos haviam se passado. Parecia tempo demais. Na verdade, é tempo demais.
Muita coisa aconteceu. Liz cresceu.
Não que ela fosse pequena, mas mesmo quando somos adultos, o crescimento não para. Pelo menos, não deveria.
Como todo mundo, em algumas fases de seu crescimento ela confundiu crescer com endurecer. É, porque na hora da dor, ao invés de lavarmos a ferida para que cicatrize, colocamos um escudo, uma casca por cima.
Pode até adiantar, aliviar a dor daquele momento, mas não cura.
Mas Liz tinha uma coisa boa, sabia reconhecer seus defeitos, seus erros, e quando os reconhecia tratava de mudar logo.
Vocês sabem, algumas mudanças são rápidas, outras mexem na estrutura e demoram mais um pouco.

Sete anos se passaram, mas Juan parecia o mesmo. Talvez um pouco mais duro ou com uma armadura mais convincente, não sei.
Juan e Liz tinham vivido uma bela história há 7 anos. Um amor natural, sem ter que passar por aquele momento de "aprendi a gostar dela e hoje estamos muito bem, obrigado".
Era Amor e ponto.
Porque Amor a gente não questiona, não tem motivos lógicos, não é devido a acertos e erros. Até porque o amor perdoa quantas vezes forem necessárias, então os erros e acertos não influenciam tanto (favor não confundir com "ser trouxa").

Hoje, Liz conhecia bem mais defeitos de Juan, mesmo que estivessem longe há tanto tempo. A distância facilita enxergar certas coisas.
Ele tinha inúmeras virtudes também, claro, mas os defeitos maltrataram o coração de Liz. Ela o condenou por dentro por um tempo. Ficou perplexa, sem rumo. Ela não tapava o sol com a peneira. Gritou cada dor.
Mas ela tinha um defeito, qualidade ...sei lá, ela tinha aprendido a amar.
E mesmo depois de tudo, de toda descoberta, de toda dor coberta, de toda agonia vivida, ela o perdoou. Ela SE perdoou, porque os outros só enganam a gente porque permitimos.
Juan não havia pedido "perdão", mas Liz conhecia aquele coração, não podia ser maldade não!
E ela também tinha um monte de defeitos, cometia erros.
Pros defeitos, há conserto; pros erros, perdão e transformação.
Porque enquanto o perdão não superar os defeitos, não é amor verdadeiro, é desejo, carinho, vontade de ter companhia...
Nossa forma de amar ainda precisa se aperfeiçoar muito. Na verdade, acredito que poucos REALMENTE tenham experimentado o AMOR.
O Amor é muito mais simples do que pensamos e, ao mesmo tempo, muito mais profundo.

Ela o amaria pelo resto da vida, porque amor é assim, pra sempre.
Mas se vão ficar juntos?! Isso não depende apenas do amor, infelizmente. Depende da coragem de ambos. Depende de fecharem os olhos e darem as mãos.
Porque isso é AMAR: fechar os olhos para os obstáculos, não ver o próximo passo, mas permanecer de mãos dadas. Porque uma mão sustenta a outra, ajuda a outra, confronta a outra, guia a outra, conforta a outra.

Agora Liz sabe que é amor o que ela encontrou e isso a torna privilegiada.
Tanta gente dorme junto, mora junto, vive anos junto com alguém mas não conhece esse amor.
Dizem que amam, procuram esse amor em cada romance mas não passa de sentimento inventado.
Juan vai ter esse amor de Liz pra sempre, é dele.
Liz aprendeu que amar não é fardo, é graça.
Pode ser que descubra um novo amor, já que agora ela reconhece suas características, e junto com esse novo amor ela viva uma história terminada em "reticências".
O futuro já não importa mais. Liz estava em paz.

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

"EuFobia".


Falando em "tudoFobia" (já que é só o que se fala!)...
Acho que a maioria de nós tem "EuFobia", medo do EU, de se enxergar, de SE enfrentar...
Aí vira um tanto de dedo apontado para o outro pra não ter que apontar pra si.
Aliás, creio que todos nós temos. Uns em um grau mais elevado que outros.
MAS o importante é saber que todo caso tem tratamento.

Tratamento: Doses diárias de Verdade. Olhar menos para o "tudoFobia" ao lado, olhar menos para os defeitos alheios, pensar nos próprios atos, na origem das reações...Enfim, é um tratamento pelo resto da vida.

Não precisamos ter medo, a maioria dos "monstros" são pequenos. É que quando a luz está longe a sombra projetada fica maior. Mas diante da luz da Verdade (aquela como o Sol do meio-dia, aquela que DEUS revela) o que nos agoniza é, muitas vezes, só um detalhe. E quando olhamos pra dentro podemos encontrar mais tesouros do que piratas, mais encantos do que maldade... Há sempre uma doçura escondida.


Obs: 
EuFobia: também conhecido como "espelhodaAlmaFobia". E o mais incrível é que há muitos "narcisos" com isso. Parece contraditório, mas só alguém que não se enxerga pra SE idolatrar tanto quanto o narciso, e achar que o resto do mundo quer atingi-lo ou tem inveja dele.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Que possamos nos 'ALINHAR'.


O Senhor diz: "Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. A adoração que me prestam só é feita de regras ensinadas por homens." _Isaías 29:13

Quão atual é a Bíblia! Enganar pessoas pode até ser fácil. Enganar a si mesmo também. Mas Deus conhece nosso coração (ainda bem!). E eu sei que muitas dessas "enganações"não são conscientes. Que o Amor do Pai possa estar além de nossos lábios, de nossas "postagens", além de nossa "reputação", que esteja em nosso caráter, em nossa essência.
Que nossa vida seja um reflexo da verdade que existe em nosso coração.
Fala de Deus mas não honra seus pais?
Fala de Deus mas julga meio mundo?!
Fala de Deus mas quer sair ganhando em cima dos outros?
Há uma incoerência aí! Não estou dizendo que temos que ser PERFEITOS, mas pelo menos buscarmos viver a verdade que falamos.
Claro, erramos, falhamos demais, somos imperfeitos, mas podemos melhorar se praticarmos o que "dizemos acreditar".
Que haja um alinhamento de nossas emoções com nossa fé, de nossas palavras com nossas atitudes e coração.
Às vezes até seguimos as regras ensinadas por homens, cumprimos os rituais religiosos, mas não temos RELACIONAMENTO com Jesus, não temos intimidade, não ouvimos a voz Dele, apenas a nossa, nossas vontades, nossa justiça própria... Tudo apenas feito apenas por uma questão de 'aliviar a consciência', mas não há de fato uma preocupação em saber qual é a direção melhor, a que vem Dele.
Que nosso coração possa ser conquistado por Cristo.

As pessoas podem até achar "bonitinho" falarmos de Deus, mas só iremos fazer diferença nesse mundo se formos CRISTO aqui. A transformação em nossas vidas só vem através Dele!
"A letra mata, mas o espírito vivifica".

Beijos

Com Amor...