Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Eu mergulho.



Eu sei, isso não é comum mas quer um conselho? Relaxe.
Viva pra você.
Não se preocupe comigo.
Não caio em provocações da vida, quanto menos de pessoas.
Não se preocupe em me provar sua alegria. Se você acredita nela e está vivendo-a, isso já é o bastante. Sei me alegrar com os que se alegram (de verdade. Os de mentira não).
E por favor, preste atenção pra ver se não está tentando provar pra si que "está tudo bem, obrigada".
O que precisa de provas são coisas que geram dúvida.
A 'cor branca' não tem que provar que é branca, a gente vê. Entende?! Só se prova o que pode ser falsificado. Uma jóia, um documento, uma alegria (gerada por fora e não por dentro), e até alguns relacionamentos...

Não entro em competições. Não tenho a mínima paciência com jogos.
Não é que eu tenha medo de perder, é que tenho coragem demais pra me encontrar. E é o que busco: ME ENCONTRAR a cada dia.
Competir, tentar provar meu valor é algo tão distante pra mim.
Sei bem quem sou. Não que eu seja melhor ou pior, mas tenho minha identidade em Deus e isso me basta.
Apenas tento ME vencer todos os dias.
Vencer agonias, dores, limitações. Expandir meus limites, aumentar minha tenda. Avançar.
Viver a vida inteira com as águas batendo nos joelhos não é comigo. Gosto de ir mais fundo, e mais fundo. Até que as águas me cubram, até que meus pés não toquem mais o chão e eu tenha que mergulhar e desfrutar da vida abundante totalmente dependente da sustentação de Deus, meu Pai.
Parece perigoso aos olhos da maioria, eu sei. Mas confio mais Nele do que em mim.

E para concluir reforço meu "conselho": relaxe. Não sou de "cuidar da vida alheia"(no mal sentido).
Quando cuido, o máximo que faço é convidar para um mergulho também, porque é lá no fundo que existem as maiores belezas.
Não conte comigo para uma competição. Não procuro medalhas, troféus...
Quem descobre o Amor do Pai não se deslumbra com qualquer outro prêmio.


Nenhum comentário:

Postar um comentário