Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

sexta-feira, 6 de junho de 2014

Sobre o silencio...

É quando minha alma fala, meu coração se expressa, minha mente se acalma...
É quando eu posso me ouvir, me conhecer, me enfrentar, amadurecer.
Acho que é por isso que muitos emendam afazeres, conversas, sons...porque não suportam se encarar.
Quando não paramos (damos um tempo, nem que seja de 30min), o personagem inventado por nós nunca sai de cena e vivemos aquele "teatro infantil" como se fosse uma realidade.
PARE. Fique em silêncio . Desligue a TV quando estiver sozinho (ao invés de usá-la como muleta pra não  sentir-se só).
Não há perigo em ficar sozinho com seus pensamentos, emoções. O único perigo é ver que está indo por um caminho cômodo, porém, sem vida plena. O perigo é enxergar as besteiras que vc tem feito e  perceber que mudar o trajeto pode ser dolorido. Mas mude assim mesmo. Essa é uma dor passageira.
Dor que machuca mesmo não é do orgulho ferido, do medo, da inseguranca, ...
Dor que agoniza mesmo é lá na frente saber que poderia estar vivendo muito além, poderia estar vivendo um grande amor, poderia estar usando mais de sua capacidade e potencial, mas que perdeu tudo isso por pura meninice, por medo da luz, por medo de assumir sentimentos, assumir responsabilidades por amar o que "teoricamente" está um tanto na contramão...
Evite essa dor. Escute-se.
Sua alma pede socorro diariamente. Pontue. Resolva.
Sua consciência precisa ser ativada.

Um comentário: