Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

sexta-feira, 25 de abril de 2014

Eu volto a dizer...

Não olhe pra minha colheita, olhe pra minha semeadura.
Não olhe pra onde estou, observe bem a estrada que trilhei.
Repare bem nos momentos em que eu disse "não" para o meu egoísmo, nos momentos em que respeitei meu luto, meu choro. E preste atenção que, NESSES MOMENTOS, mantive minha Fé. Mesmo não vendo um palmo na minha frente, minha confiança no Pai permaneceu.
Cometi erros, tropecei, caí, falhei...sou humana. Aceitei isso. E juntamente com isso, aceitei que sou dependente da Graça, do perdão e do Amor de Deus. Sem ELE nada sou.
Eu não me salvo sozinha. Apenas reconheci e reconheço todos os dias que preciso de Cristo pra ser meu Salvador.

Por um mundo menos independente...
(vivendo na DEPENDÊNCIA DIÁRIA DE DEUS) #naContramão

Um comentário:

  1. A própria superficialidade preguiçosa de muitos, cauteriza a visão para o profundo e o essencial... Vêem o fruto, mas não sabem nada da raiz !!!
    Parabéns pela coragem de dar honra a quem te honra...

    ResponderExcluir