Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Tire o foco de mim, foque em VOCÊ.



Não me mate só porque te amo
Não me maltrate só porque te quero bem
Não me condene só porque te absolvo
Não me julgue só porque reflito seu íntimo.

Eu sei, infelizmente, quando não podemos (ou conseguimos) expressar uma dor, julgamos quem chora.
Sim, "não podemos", porque às vezes nos negamos a nós mesmos, nos forçamos um novo caminho (mas esse caminho cheio de emoções escondidas não é saudável). Parece um tanto insano, mas é bem mais comum do que imagina.
Se não conseguimos gritar um amor (por medo, por conveniência, por covardia, ...) entramos em conflito com os gritos de quem o faz.
A autenticidade ( expressar verdadeiro sentimento, aquele escondido por tantos) gera um certo desconforto, afinal, confronta nossa maneira de viver (eu diria sobreviver, por mais intensa que seja essa maneira). E confronta porque, no fundo, sabemos que a liberdade da verdade é que deveria ser nosso caminho.
O céu deveria ser nossa estrada.
Por isso, te imploro (você que me lê, que SE lê). Aceite esse confronto, reaja, mude a rota mesmo que seja preciso voltar atrás, mesmo que fira seu orgulho, mesmo que tenha medo...
Dê esse passo em seu favor, do jeito que estiver e independente de como estiver se sentindo. Vá pela Fé. Porque no caminho da Fé você não está sozinho; no caminho da Fé, Deus entra.

Um comentário:

  1. É triste quando descobrimos que somos analfabetos, apesar das letras...

    ResponderExcluir