Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Seja sua melhor versão: livre!


Escrevo tantos contos fictícios (embora cheios de verdades), falo de tanta coisa, às vezes, diretamente. Pra quê?!
Pra me expressar, claro. Mas mais ainda, para que você se expresse! Para que a gente se veja nos personagens, para que a gente olhe pra dentro e busque a intenção, a verdade, a essência...Para que a gente se descubra.
A maioria tem dificuldade em fazer isso. Criam personagens e acreditam cegamente neles. Mas nada como a crise ou alguém com um "espelho" para nos revelar nossa real natureza.

A hipocrisia e o julgamento andam de mãos dadas. Não sei quem é causa e quem é consequência.
Julgamos tanto as pessoas que elas, para serem aceitas, encontram na hipocrisia uma saída.
Talvez se parássemos de julgar haveria espaço para a autenticidade.
Mas o mundo está tão viciado nesse jogo doentio que fica difícil ser você no meio de tanta gente esperando um momento pra te acusar, né?! Entendo seu receio. Mas te garanto, se você se libertar dos outros e de si, tendo consciência de quem você é, nada te prende.
A questão é: para não nos importarmos com os que julgam ou com os hipócritas (geralmente, quem julga é hipócrita também! Haja espaço pra tanta coisa ruim numa pessoa só, né?!)...Enfim, para não nos importarmos precisamos nos conhecer, saber quem somos. Assumir defeitos, fraquezas, amores, saudades...assumir! E mais, conhecer Aquele que nos criou com tanto amor: Deus. Pois conhecendo-O, descobrimos quem somos e podemos ser NELE (por causa de Cristo).
Descobrimos, por exemplo, que já somos amadas absurdamente! Então, a opinião do outro vira mero detalhe.
Nessa comunhão com ELE somos moldados e mudados para a nossa melhor versão!

Nenhum comentário:

Postar um comentário