Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Aquele dia.


Sabe quando você olha pra alguém e sente aquela coisa intensa, extensa, tensa?
Quando só de olhar você tem que se segurar pra manter a pose de que está tudo absolutamente normal?
Quando a pessoa te beija e parece que ela invade seu corpo, seu mundo...e você perde o chão e o fôlego?
Quando o coração dispara, a mente para e você não consegue entender aquilo tudo?
Você sabe do que estou falando??
Quando é tanto sentimento que só de olhar nos olhos constrange e o sentimento quer escorrer?
Por ser tão grande às vezes a gente quer correr.
É isso que falo, é isso que sinto.
É isso que ele sentia no último dia que o vi.
Eu vi! Vocês sabem, não minto, muito menos pra mim mesma.
Mas mesmo com o sentimento escorrendo pelo rosto, sua mão não teve coragem... Me soltou.
Como quem solta um balão cheio de amor, me soltou achando que o próprio balão se firmaria sozinho, sem ninguém o segurando, o cuidando, o guardando.
O balão não estourou, continua cheio, mas viajando com o vento, solto desde aquele dia.
Ousa puxar de volta.?

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Me enfeito.


Disseram que hoje é o dia da saudade.
Quem me dera... Quem me dera se minha saudade tivesse dia.
Só hoje e ponto.
Ahhh seria tão mais fácil. Tão mais programado.
Hoje pode. Amanhã não.
Hoje assumo. Amanhã minto?! Oh não.
Não combina comigo. Sou tão de verdade que escancaro a saudade.
E quando aperta demais?! Me escorro.
Tipo fruta que tem o que oferecer. Fruta que não é seca.
A gente aperta e o caldo escorre.
Com a diferença que depois que o caldo da fruta escorre, ela seca; e com a saudade não é assim
Quando a saudade me aperta, me escorro até virar poça d'água no chão. Depois, ainda com a cabeça doendo, me levanto. Passado alguns minutos, mesmo sem eu querer, a saudade volta a me abraçar, mas agora de leve.
Dia a dia ela aperta os braços. E como os braços são feitos laço de amor... não se desfaz.
E boa parte dos dias vivo assim, enfeitada pelo laço da saudade, pelos braços do amor...que, de repente, vira dor.
E começa tudo de novo.
Me escorro. Me seco. Me enfeito.
Aprendi a viver enlaçada.


Liberdade é uma escolha!


A liberdade assusta alguns, constrange outros. E é o estilo de vida de poucos.
Há aqueles que assistem 'os livres', riem deles, queriam ser assim mas não dão um passo para a mudança. "O que vão pensar?!"
Mas sempre há aqueles que ousam junto, que encontram na liberdade alheia uma libertação para si.
Deixe que sua liberdade contagie outros.
Liberdade para as coisas saudáveis e boas dessa vida.
Liberdade para amar, brincar, dançar, perdoar (mesmo que tem achem babaca), escrever, expressar...
Vamos lá, liberte-se!
Liberte-se de si, dos outros, do mundo.
Vá mais longe.
Vá além.
Você pode.

Esse vídeo abaixo descreve bem o que acabei de escrever.
http://www.fatocurioso.com/homem-comeca-a-dancar-sozinho-e-algo-sensacional-acontece/

obs: jamais confundir liberdade com libertinagem.

Guarde seu coração.


"Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida."_Provérbios 4:23

Guardar nosso coração da ira, da inveja, da raiva, do ciúme, do orgulho... E não só dessas coisas.
Guardar nosso coração significa que ninguém ou nada pode ter as rédeas dele.
Se dependermos de uma situação para sermos felizes, nossa alegria oscila e não estamos guardando nosso coração.
Se dependermos de passar num concurso, casar, ganhar dinheiro, realizar um sonho,....para nos sentirmos felizes, algo está fora do lugar.
Todas essas coisas são muito boas, e vale lutarmos pelo que queremos, MAS depositar nossa vida em coisas passageiras é tolice.
Guardemos nosso coração em Deus. Há um lugar em Cristo em que aprendemos a ser felizes em todas as situações.
Entenda. COM ELE como companhia e companheiro (Ele é REAL), mesmo quando a situação não é favorável, descansamos porque confiamos no Amor Dele.
Porque Deus não tem amor pra nós, ELE É AMOR. É a essência Dele. ELE é BOM.
Decida ser feliz HOJE, agora. Não espere mais nenhum segundo. Não espere por nenhuma resposta ou realização.
Nossa felicidade está dentro de nós e não fora. Deus está dentro (de quem crê) e é ELE quem nos deixa plenos.

Beijos
Com Amor...

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Conexão.

RENOVAÇÃO. O objetivo desse projeto é estabelecer uma conexão entre as nações, e uma conexão entre "mundos", uma ligação entre Céu e Terra através da adoração livre e genuína.
Obs: Fiquei esperando um tempo pra finalizar a música e fazer a devida mixagem, mas como as coisas estão demorando demais...Vou postar assim mesmo! Seja abençoado por essa música!

Era uma vez...


Era uma vez...Eram duas, talvez três.
Na verdade, acho que até mais, bem mais.
Ele passeava na mente dela como se fosse sua própria casa.
Tinha uma liberdade abusada, mesmo que ela tivesse o expulsado de lá.
Era sonho. No início era doce.
Ele parecia ser. Mas não era. Ahhh se fosse...
Ela era realização. Conquista. Pra ele, uma simples atuação.
Belos gestos, belas palavras, belo... Parecia tão real. E podia ser.
Mas ele foi picado, foi tentado. E toda aquela luz que lhe era própria foi roubada.
Se tornou mais um no meio de tantos outros.
Agiu contra sua própria verdade, feriu quem o amava.
Feriu o amor. Racionalizou onde não se cabe razão.
Ainda assim, ela estendeu a mão.
Ele, com orgulho, disse 'não'.
Choraram.
O Céu se rasgou. A realidade dele agora era outra.
A doçura inicial tão presente nele secou, amargou.
Agora ele era mais uma estátua de sal. Duro, feito de aparência (sol por fora e por dentro, chuva).
Não foi uma, nem duas, nem três que ela chorou por ele. E ele por ela.
Ela ainda esperava pela rendição dele. Ela ainda acreditava que ele era bom, estava apenas perdido.
Completamente perdido.
Ele não a entendia. Como o amava assim!?! Ele não se sentia merecedor...Tolice!
Ela não se entendia, mas sentia. Fazer o quê? E sem nenhuma vergonha, ela o amava.
Vergonha do amor?! Jamais.
Vergonha é não saber amar ou receber amor.

Quem é seu 'Senhor'?


"Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará a um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro"_ Mateus 6:24

Claro, o dinheiro é necessário, mas ele tem que estar submisso a nós e não nós a ele.
Quem tem sido seu 'senhor'?
Você baseia seus projetos, seus próximos passos em quem? Em DEUS, no que ELE te diz, naquilo que te traz PAZ ou no que te dá dinheiro???
Sim, podemos servir a Deus e não termos falta de nada. É justo e válido querermos segurança financeira, é responsável isso.
MAS a questão aqui é: QUEM GUIA SEUS PASSOS? Você abre mão da Presença do Pai por sucesso ($)? Abre mão de um amor por uma posição, concurso, $$$ ??? QUER GANHAR DINHEIRO A QUALQUER CUSTO? BARGANHAR O 'CERTO' pra ter mais $$$???

E o versículo aqui também nos leva a pensar além.
Em quem confiamos? Em nós mesmos? Somos tão egocêntricos assim? A autoconfiança é essencial, mas nós não somos soberanos sobre nada. Só ELE é.
Que a gente possa abrir os olhos e não permitir que qualquer outra coisa nos guie. Muitas vezes não vivemos um sonho porque somos guiados pelo medo. O medo tem sido nosso 'senhor' sem que percebamos, afinal, ele sempre vem disfarçado.

Eu procuro me observar, porque somos inconstantes mesmo. Um dia estamos seguros, outro dia nossa alma grita de desespero.
E digo ao Pai : meu sonho é tal, mas eu só quero se o Senhor estiver comigo. A "terra prometida" não vale à pena sem ELE. ‪
#‎praPensar‬.

segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Dê uma chance ao amor.


Naquele momento 'divã com um amigo':
-Eu já me apaixonei de verdade...
-Eu sei, meu bem, por aquela que te traiu, né?!
-Isso...Depois eu tive namoros, gostei de algumas pessoas, mas paixão, amor...não.
-Entendo.
-Vou confessar que tenho medo, não sei, minha cabeça não para, não consigo....Mas você mexe comigo. Mexe muito.
-Hummm...e isso é ruim?!
-Eu tenho medo. Sou ciumento. Sei que poderia viver a coisa mais fantástica do mundo com você, a gente dá certo em tudo, amo conversar com você, amo fazer amor com você... mas quando penso que às vezes você pode viajar pra fazer um trabalho, e tem muitos amigos (homens)...
-Não tenho tantos amigos assim, e meus amigos são AMIGOS MESMO. Graças a Deus, sou querida pelas pessoas, e você tinha que achar bom isso!
-Eu acho bom mas...tenho medo...
-Medo de quê? Você não confia em mim? 
-Não é isso. Claro que confio.
-Mas você namorou a Julia. Não tinha ciúmes dela?
-Não...
-Então, é um ciúmes 'pessoal'?rs....Sabe o que eu acho?! Você não tinha ciúmes dela, não porque você confiava nela. É simplesmente porque ela não mexia com você. Se ela fizesse ou não alguma coisa não faria diferença, ela não te alterava.
-É...pode ser.
-Sabe, independente de mim, pode ser qualquer pessoa que você vá se envolver no futuro, você precisa resolver isso. Não dá pra você viver refém de um fantasma do passado. Não dá pra você deixar que seus medos ou qualquer pessoa defina como vai agir. Isso não é bom. [...] Enquanto você poderia viver algo pleno, você prefere não se arriscar e viver algo morno que não está te satisfazendo.
-É, não está....Se estivesse eu não estaria aqui falando com você.
-Pois é! Mas você precisa mudar. Vai ser pra sempre assim?! Só você pode escolher os rumos de sua vida. Se você estivesse feliz eu não falaria nada, mas sei que não está. Você acabou de falar que não está. Não perca mais tempo, quando você perceber já se passaram anos.... Cuide de você. Não é porque alguém foi "sacana" com você que agora você tem que desconfiar de tudo ou agir assim com outros. Não dê essa autoridade para as pessoas! Eu me lembro de como foi difícil pra vc terminar com ela! E não era por gostar, mas porque ela gostava muito de você e chorava toda vez. Você permitia que o choro dela te prendesse, você permitia que um drama dela te direcionasse...

Esse diálogo acima é muito mais comum do que pensamos. Aliás, o diálogo não, porque as pessoas não se enxergam nem assumem nada, mas o sentimento, o dilema vivido acima é comum. 
Mas sabe, eu já fui "trouxa" aos olhos dos outros várias vezes, e daí?! Claro, aprendi uma coisa aqui outra ali, mas deixar de acreditar no amor e no bem que existe em cada um...não vou deixar de acreditar. Assim como fulano tem os defeitos dele, eu tenho os meus, não posso julgá-lo só porque minhas falhas são diferentes. É preciso perdoar, o outro e a nós mesmos.
Vou continuar tentando fazer diferente, e fazer a diferença na vida das pessoas.
Como eu queria que todos nós vivêssemos 'além' ao invés de 'aquém'. Conheço pessoas incríveis que optam por um relacionamento 'confortável'  porque não sabem mais como agir no amor. Perderam a simplicidade do amor, da vida,...perderam a espontaneidade de viver e calculam cada passo como se fosse um negócio.
Também não estou dizendo que temos que sair feito loucos sem pensar, entenda. Mas dê uma chance ao amor.

Conhecer é mais do que saber a respeito.


"Eu te conhecia só de ouvir, mas agora os meus olhos te vêem"._ Jó 42:5

Quem aqui conhece o Brad Pitt?! Vocês sabem de quem estou falando, já ouviram falar.
Mas quem CONHECE? Conhecer é outra história.
Muitas vezes, sabemos muito a respeito de Deus, temos teorias e mais teorias, seguimos uma religião (hein?! Jesus veio "justamente" contra os religiosos...enfim...)... Mas O conhecemos? Temos intimidade com ELE? Reconhecemos Sua voz?!
É pra isso que o Pai nos chama, para INTIMIDADE de um RELACIONAMENTO, e não para religião.
E às vezes é difícil enxergar o quão distante estamos.
Mas vou te explicar uma coisa, relacionamento com o Pai é assim: quanto mais O conhecemos, mais O queremos e amamos. ELE nos basta apesar de tudo. Não precisamos de misticismos ou qualquer outra coisa.
Não há nada mais lamentável do que gente que fala de Deus mas não O conhece, fala baseada na "lei"...são os tão falados FARISEUS na Bíblia. Hipócritas que falam do nome Dele mas na prática não O expressam. Conheço pessoas que se autodenominam 'apóstolos' mas não tem nem a sombra da Presença de Deus. Porque a Presença Dele é perceptível.
Meu convite de hoje é para que O Conheçamos.
 Peça pra ELE: PAI, QUERO TE CONHECER, REVELE-SE A MIM, em nome de Jesus.

 *(por que usamos o nome de Jesus? Pq é por ELE que nos achegamos a Deus, pq é ELE quem nos justifica, sendo nós pecadores...enfim, isso é papo pra outro dia).

domingo, 26 de janeiro de 2014

Tronco de sobrevivência deve ser temporário.


Às vezes para  não nos afogarmos nos apegamos a primeira coisa que aparece, um tronco de madeira vira sonho e por muito tempo podemos viver assim, agarrados ao pseudo-sonho, viver uma pseudo-vida.
"-Eu não gostava dela, não era apaixonado, mas aos poucos foi me conquistando. Ela me deu força para continuar a vida sem você."_ Clara ouviu de João, seu grande amor.
Ela achava tudo isso muito estranho, absurdo, até que foi preciso que ela se agarrasse à um tronco de madeira também para sobreviver e não se afogar em meio as lágrimas que não paravam de cair mesmo muito tempo depois.
A falta doía tanto... E ela conheceu Ric, um cara doce, que em muita coisa lembrava seu grande amor. E ele conseguia trazer Clara até a superfície e fazê-la respirar. Ela sabia que não era amor, mas só de pensar em deixá-lo, já batia um desespero, porque nesse meio tempo (de pensar apenas) seu grande amor vinha à sua memória com uma força incrível e provava que, na verdade, ela não o esqueceu.
Aí, alguém pode dizer: "Mas não é preciso tudo isso para perceber que o amor ainda existe...".
E concordo. Não é mesmo. Mas quando a gente se apega a algo, a gente evita olhar para os lados, e corta qualquer contato com o amor verdadeiro. A gente camufla a vida (como se fosse possível!).
Quando você precisa cortar contato, pode saber, o sentimento é real e ainda existe.
Não desmerecendo o tronco de árvore que nos fez sobreviver, mas não dá pra viver assim para sempre. Mas eu sei que também não é tão fácil soltá-lo e aprender a nadar até a canoa (que é muito melhor, mais confortável, mais natural). Cria-se vínculos, aquele tronco de árvore foi necessário, salvou você, aliás, você poderia viver com ele para sempre mesmo não sendo amor, e sim uma relação de dependência e sobrevivência.
Mas pense bem, ao mesmo tempo não permitiu que você se enfrentasse, crescesse. Perceba-se. Perceba que há uma canoa te esperando com seu amor dentro.

E as perguntas continuam... Se ambos se amam, por que não ficam juntos?! Tinham uma relação infernal? Não, muito pelo contrário. João teria que largar o tronco, e aprender a nadar sozinho, mas justificando todo seu medo ele dizia que o tronco também tinha se apegado e ele não podia deixá-lo assim. Medos sempre se justificam, é preciso um olhar mais profundo e corajoso para enxergá-lo cru, sem disfarces.
Mas, no fundo (aliás, não tão fundo assim),  Clara sabia que uma hora ele teria que nadar, ele era forte, inteligente...Uma hora ele iria se enfrentar!
E ela,...ela também sofria ao ter que largar Ric (que foi tão querido e salvador), mas de "step" ela não sabia viver, e sabia que para alcançar níveis mais profundos ela teria que nadar  mesmo com medo, porque muitas vezes a gente não alcança o chão, a gente não vê nada palpável, mas ela também sabia que o amor nos sustenta em qualquer situação.
Tronco de sobrevivência deve ser temporário. Deus nos manda para nos socorrer, mas é o socorro de hoje. E não para nos sustentar por uma vida inteira. Só o amor tem essa capacidade de nos sustentar na plenitude.


sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

O acordar.




Quantas vezes Nina tentou ganhar a admiração dele! Quantas...
Mas ele vivia um duelo por dentro. Ao mesmo tempo que tinha coração grande e visão ampla, por não entender algumas coisas limitava, restringia. E pra ele, ser alguém na vida estava muito relacionado a estabilidade financeira.
Se por um lado ele era artista também (apesar de lutar contra isso algumas vezes), por outro ele admirava quem morresse de tanto estudar, quem tivesse uma vida "estável" aos olhos dele e isso implicava ter um trabalho comum.
Mas comum Nina não conseguia ser, por mais que ela tentasse (e ela tentou)...seu jeito incomum era natural, era inato... Ela não era comum nem no básico nem nos detalhes. (Apesar de se enxergar como normal, as pessoas não a viam assim e sempre fizeram questão de deixar bem claro o quanto ela era rara ...). Tudo que ela fazia tinha amor, verdade e arte! E era a verdade que assustava as pessoas... Ela via o invisível, via grandeza em cada pequenez, conversava com plantas, animais, consigo mesma (e isso era a parte mais incrível: ela se ouvia, não fugia de si)....
Mal sabia que de algum modo ele a admirava, apenas não tinha coragem para um envolvimento tão natural, tão tocante, com um encaixe tão perfeito! Ele era 'evitante' (como a psicologia define na Teoria do Apego): a amava, mas por medo do próximo passo a evitou.
Já tinha tanto tempo! Hoje, acredito, que esteja vencendo isso, foi amadurecendo, temendo menos. Ele...Juan.
Claro , ele se envolvia...com quem ele podia ter o controle da situação ( não falo de poder no relacionamento, e sim de autocontrole).
Ela sonhava com o dia em que ele despertaria por dentro e abandonaria a vaidade e orgulho. Nesse dia, ela sabia, ele viria pra perto. Mas também sabia que pra isso era preciso tempo e transformação. Vaidade e orgulho estão muito presentes na sociedade, embora poucos percebam-se contaminados. Nina não caminhava nas regras desse mundo, fazia de tudo para fugir do paradigma ditado e doentio.
Volta e meia ela SE REPARAVA, observava-se e se percebesse que o orgulho estava ali dava logo um jeito de exterminá-lo.
O mundo dela era outro. Um mundo onde temos fraquezas, reconhecemos isso e não nos sentimos mal por isso. Pelo contrário, o peso da perfeição só cabe em Deus (que, de fato, é Deus no mundo de Nina).
Tanto tempo. Tanta coisa dita pra ferir, tanto gesto de amor, tantas contradições. Tanta coisa aconteceu.
"E aí?"_perguntavam a Nina.
Ela respondia: -tanto amor!!! Quem nunca errou ? Quem nunca teve medo ? Quem nunca fez sofrer alguém por pura ignorância ?! Quem sou eu pra acusá-lo ou puni-lo?! Deus me perdoa por meus vários erros. É o que posso fazer: perdoá-lo e amá-lo ainda mais por reconhecer e ter a hombridade de voltar atrás .

Ela sabia que, quando eles se misturaram, ele tinha sido sincero ( sem perceber, ele deixava escapar 'subtextos'...deixava escapar sua alma, e Nina era boa em ler esse tipo de coisa. Deus a fez assim).
Ela sabe que até hoje, vez ou outra, ele pensa nela. Como sabe?! Ela sabe. Encontro de coração proporciona isso na vida dos dois: saber o que se passa com o outro sem que nem mesmo o outro assuma pra si.
Relacionar com pessoas seguras às vezes é complicado pra quem é apegado à relações cheias de altos e baixos, dramas...E Nina era segura.
Muita gente associa essa vulnerabilidade ao amor. Mas o amor genuíno gera paz, independente da circunstância absurda que se viva. Enquanto que o "gostar" pode, sim, te deixar feliz, as circunstâncias podem ser favoráveis, mas sempre falta algo, inclusive PAZ (aquela certeza de que é ele/ela ).
Como a identificação era grande ( ela era a mulher dos sonhos dele) e a proximidade intensa seria inevitável, ele logo deu um jeito de afastá-la, mesmo sofrendo e chorando. Afinal ele era um 'evitante', e evitantes por mais que queiram alguém tentam manter um limite de proximidade, intimidade.  E Nina não o julgava por isso, o aceitava.
E apesar de tudo, tempo, circunstâncias estranhas, coisas ditas sem sentir (simplesmente para ferir e afastar), distância...ambos sentiam paz.
Inesperadamente, mas sempre esperado, ele a procurou.

-Sinto muito por não ter te abraçado forte. Eu devia ter te abraçado tão forte que nem mesmo eu, com meu medo de um amor assim, conseguiria te afastar de mim. Você transformava meu mundo num mundo maior, isso era ótimo mas me assustava. [...]Te conhecer me levou numa posição sonhada por muitos: ter o amor da vida, e eu me senti tão sortudo que não sabia o que fazer e te devolvi ao 'destino'....como se pudesse devolver sonhos...ainda mais realizados. Sonho sempre volta, seja na madrugada, dormindo; seja acordado. E quando volta a gente precisa acordar para vivê-lo. É isso que vim fazer, vim vivê-lo. Vim viver você. [...] Me perdoe por demorar tanto para despertar...

-Você despertou, meu amor. Isso basta!

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Onde está seu coração?

"Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração."_ Mateus 6:21
 Volta e meia eu ME observo, busco saber onde está meu tesouro, o que é precioso pra mim NA PRÁTICA. Sim, na prática. Porque na teoria muitas vezes temos um discurso impecável.
Quando nos perguntam o que é importante pra nós logo respondemos: DEUS, família, amigos, meus sonhos (pelo menos EU respondo essas coisas)...
Mas pra saber se isso é realmente verdade basta observarmos nossas atitudes, nossas prioridades no dia a dia. A maioria passa o dia correndo atrás do vento, passa a vida se esforçando para "ser alguém na vida", e relacionam o SER ALGUÉM com TER STATUS OU DINHEIRO.
E aí, onde está seu tesouro? Durante as 24 horas do seu dia, como é distribuído seu tempo? Assim vemos quem realmente é seu tesouro.
Não há problema algum em cuidar do corpo (desde que não vire escravo da vaidade), não há problema algum em estudar e trabalhar muito (desde que seu valor não esteja associado a isso)... Ter sonhos é necessário, mas nossos sonhos não podem ser nosso Deus.
O grande problema é quando temos tempo para tudo menos para DEUS, para tirar aquele tempo a sós com ELE (não estou falando de igreja, estou falando de entrar pro quarto e bater um papo massa).
Porque tudo nessa vida passa, mas o relacionamento com ELE é eterno, e é o que nos sustenta em todas as situações, é o único que nunca muda, é perfeito desde sempre e para sempre.
Que possamos confiar mais e depositar nossas vidas NELE, porque se nossa felicidade depender de qualquer outra coisa nunca seremos plenos ou podemos estar sempre sentindo falta de algo.
 Olhe pra você. Onde está seu coração?! Guarde-o em BOAS mãos.

Renove a mente.

E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente..."_Romanos 12:2
Fiquemos atentos. Aos poucos o mundo tem mudado, as pessoas têm feito coisas que antes eram absurdas e hoje acham "normais".
É assim q cresce uma nação amoral, um povo corrupto, sem valores... Em nome dos "tempos modernos" tudo fica aceitável ! Não caia nessa! As coisas não são tão relativas assim.
Como diz o versículo : não nos moldemos de acordo com esse mundo, fiquemos com a Palavra de Deus que é atemporal, cheia de amor ...
Não caia no papo da mídia, da tv, dos "intelectuais"... "Que seja todo homem mentiroso e Deus verdadeiro"!

Alguns países há, por exemplo, muita prostituição infantil mas isso não aconteceu do nada, aos poucos foram aceitando...até que se tornou "normal".
RENOVE A MENTE. Encha-se da Verdade do Pai.

sábado, 11 de janeiro de 2014

Sobre a suposta "inteligência"

Conhecimento e estudos sem inteligência emocional e maturidade se tornam meros dados informativos. Vivência, simplicidade e percepção transformam conhecimento em SABEDORIA.
Conheço gente simples que diz coisas profundas, talvez não com um vocabulário rico e às vezes até com alguns erros gramaticais, mas com uma alma rica, que é muito mais precioso !

sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Luto.

Meu Deus, ele era meu amigo. Ele era tão querido por mim...
Eu não entendo, sou limitada demais pra entender essas coisas... Mas ainda assim decido confiar e crer no Teu Amor que é incomparavelmente maior que o meu. Afinal, o Senhor é a fonte dessas gotas de amor q sentimos. 
Confio que foi o melhor pra meu amigo que tanto te amava também ! 
Mantenha-nos de pé nesse momento. Acalma-nos. 

E console todos que tb sentirão saudades do nosso Lu... Luciano Skaf.  

------//--------

Decidi postar essa conversa com meu  Pai aqui , pois todo mundo passa por um momento desse de perda , de não entender... E quero estimulá-lo a ter essa postura de descanso na Soberania e Amor do Pai. Chorar o que tem pra chorar, claro! Mas decidir crer sem entender. Isso é fé. 

terça-feira, 7 de janeiro de 2014

Quero saber da essência.


Quem é você que diante das coisas que posta na vida virtual diz ser irreal?
Alegando fantasiar uma vida para os outros assistirem, declara inverdades, expressa o que não te expressa... Sei que não é por maldade (prefiro acreditar assim), talvez por fuga da realidade. O que o povo gosta de ver?! Que povo, de dentro ou de fora?
Quem é você que diante do que diz, nas ações se contradiz? Diz que é cuidadoso mas nem um telefonema pra dizer "oi, chegou bem?".
Quem é você que esconde o SER no meio das "relativizações", esconde a doçura com uma armadura tão forte, tão 'nem aí'? Possui uma imprevisibilidade tão previsível, mas ainda assim arrisco acreditar.
Quem é você que consegue despertar meus desejos com um olhar, me encosta contra a parede mas contra a parede fica quando o assunto começa a se aprofundar?
Quem é você que aguça minha curiosidade por não conseguir concluir nada a seu respeito?
Malandro, cuidadoso, menino, homem, covarde ou corajoso?! Talvez um pouco de cada.
Mas qual é a essência? Da essência preciso saber, é ela que me interessa. O resto passa, muda...
Realmente, não se enquadra em nada.
Não é que eu queira te enquadrar, afinal, eu também não me enquadro em rótulos. Dispenso todos.
Mas queria conhecer, ver a verdade do ser...
Não gosto de mentiras e me incomoda vê-lo preso à qualquer uma que seja.

Meu Pequeno Dicionário. Frustração.

Frustração é quando a gente inventa uma "imagem" para alguém e esse alguém não cumpre o inventado.

domingo, 5 de janeiro de 2014

Qual é a dificuldade?!

Quando é que vão entender que o fato de não concordar com algo não significa PRECONCEITO?
Assim como aceitar algo não significa que haja concordância.

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

'Quando sou fraca, aí é que sou forte.'

Assumir defeitos ou simplesmente assumir emoções não significa fraqueza.
Pelo contrário, quer dizer que você é forte e segura o suficiente para se manter de pé apesar deles.

Quando reconheço que estou fraca, posso ser fortalecida em Deus.
Quando reconheço que sou falha, posso consertar.
Quando reconheço que sou pecadora, posso ser salva.
Quando ME reconheço, posso me achar em qualquer lugar.
Quando me acho, posso te encontrar.
Quando conto sobre meus dias escuros é porque estou diante da Luz.
Quando me exponho é também pra te ajudar.
Digo quem sou pois sei a riqueza de simplesmente SER; e desejo que você também descubra seus tesouros.