Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

Faça um ótimo ano!

Daqui a pouco um novo ano mas e aí?!
Bom, que a gente surpreenda esse próximo ano e tome as rédeas da vida, e só as divida com Deus. Pois ninguém mais é responsável por nossa vida.
Não é o ano que faz a diferença. É a gente!
Se o ano mudar mas nós formos os mesmos, nada muda.
Que VOCÊ FAÇA um ano melhor pra vc e pra quem vc puder!
Que VC FAÇA as mudanças necessárias.
Passividade, jogar a culpa no outro, no tempo, nas circunstâncias é coisa de "menino" (criança). E vamos falar sério? Não somos mais!

"Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino." _1 Coríntios 13:11 

Que esse próximo ano possamos CRESCER e tomar decisões mesmo que machuque um pouco. É, crescer dói às vezes. Que a gente pare com essa auto-suficiência e decida depender de Jesus, que a gente coloque ELE como parte de nossa vida e não como uma religião!

Beijos
Com Amor.

quinta-feira, 25 de dezembro de 2014

Sobre o Ciúme.

Para refletirmos.
Ciúme tem a ver com amor ou com ego?
Tem a ver com o outro ou com a gente mesmo, com nossas inseguranças?
Claro, há casos e casos.
Reflita sobre o que você sente, sobre a raiz desse sentimento chato.

Estou falando daquele ciúme irritante, implicante que quer governar tudo, onde o problema não é a pergunta "com quem você vai?", o problema é o TOM da pergunta.
Sinceramente, eu acredito que boa parte dos ciúmes que assisto tem a ver com EGO, com a vaidade ("tudo é vaidade"). Por isso não levo a sério, nem dou corda pra esse tipo de coisa.
Se o seu é insegurança, procure AMAR-SE.
E mais, há pessoas que gostam da discussão do ciúme, gostam que o outro seja inseguro, ciumento, sentem-se amados assim. Oi?! Mais um sinal de insegurança.
Amor não é isso. Se a gente se ama, se conhece, a desconfiança é ofensiva.
O EGO, o orgulho, o medo, o ciúme, a insegurança e a vaidade não podem nos guiar, decidir nossos atos.
É preciso crescer, avançar. Ou vai querer ser o mesmo pra sempre?!
Defeitos, inseguranças, meninices precisam ser deixadas uma hora!
Claro, isso é opcional.
A vida ensina. As pessoas ensinam. Deus ensina. Mas aprende quem quer!
Queira!
Por você.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Sobre quem? Sobre você mesmo e sobre mim.


Quem escreve, escreve sobre  quem?
Quem escreve normalmente o faz por observar o mundo, mesmo sem querer.
É inevitável! Parece que o inaudível se torna grito em meus ouvidos, o abstrato me empurra. Às vezes é sufocante, e preciso escrever para que as letras me soltem.
Já falei disso outras vezes mas repito para evitar que tirem conclusões precipitadas.
Eu, por exemplo, escrevo sobre o que vejo lá fora, o que vejo nas pessoas, o que vejo em mim. Passado, presente e futuro se tornam uma coisa só pra quem escreve.
Escrevo na 'primeira pessoa' porque é assim que prefiro, porque sou eu quem está escrevendo, oras!
Ainda que as ficções tenham verdades, não deixam de ser ficções.
É como um filme que você assiste e se vê nele. Aquele filme não é uma indireta, mesmo que sirva perfeitamente em sua vida. E se serviu, use como lição!

Já recebi pedidos como "escreva sobre isso" ou ainda "aconteceu isso e isso na minha vida, o que você acha? Escreva pra gente". Quem escreve vira uma espécie de "alter ego" de quem se vê ali, a gente vira voz de um monte de gente.
Já ouvi muito de gente que nunca vi na vida dizendo "nossa, parece que você sabe da minha vida".
Pois é, acontece.
Como disse meu querido Mario Quintana : "Um bom poema é aquele que nos dá a impressão de que está lendo a gente ... e não a gente a ele".
E isso pra quem escreve é uma honra!!! Pra mim, é uma das coisas mais gratificantes de se ouvir.  Porque, vocês sabem, não me importo tanto com falar "formalmente", falar bonito ou com métrica e blablablá. Há quem faça isso. Mas não é o meu caso. Escrevo pra ESTABELECER COMUNICAÇÃO, escrevo pra expressar minhas verdades, pra tocar almas.
A vida se repete mesmo. Mudam-se os personagens e alguns detalhes, mas a imprevisibilidade do ser humano é completamente previsível. Não há muita surpresa.
Portanto, se você SE ler por aqui não se envaideça. Sinta-se feliz por ter SE encontrado!

Preparação para mais uma jornada.



Uau, como o tempo tem se apressado! Isso me assusta às vezes.
Principalmente quando olho pra mim e vejo quão distante ainda estou de quem eu quero ser (por dentro e não por fora).
Essa época do ano me atormenta um pouco.
Cada ano parece que vivi uma vida inteira! Tantas coisas, tantas dores, tantas alegrias, tanta vida...E que bom que é assim, ne?! Sinal de que não estou assistindo a vida. Não estou sendo aquela mulher que acorda, toma leite, se arruma, sai pro trabalho, volta pra casa, namora um pouco, ama quase nada. (É porque há uma distância incrível entre namorar e amar).
MAS que bom que NÃO me tornei mais uma pessoa que faz tudo no automático. É uma luta diária, confesso, para não entrar nessa procissão que tem cada vez mais adeptos.
Entenda. Embora eu faça essas coisas, há um milhão de pensamentos, emoções, e parênteses entre cada atividade. Há questionamentos sobre minhas motivações, há dúvidas, há certezas, há erros e acertos.
Aí alguém diz "mas todo mundo tem". Sim, mas poucos conscientes. A maioria foge de si. Eu sei, não é nada fácil SE enfrentar.

A reflexão de final de ano é inevitável (pelo menos para mim). E é até saudável quando olhamos para nós e não para os outros.
É, porque se olhamos para os outros comparamos. E a comparação é algo que não cabe nesse caso.
Porque cada um tem uma vontade, um sonho, um monstro que enfrenta, uma guerra... De repente, a gente olha para o lado e a pessoa parece estar incrivelmente bem. Mas saiba que ela pode estar estacionada dentro de si. Entende?
A comparação deve ser feita entre "meu eu agora" e "meu eu ontem". A essência deve permanecer e ser aperfeiçoada. Os defeitos devem ser corrigidos e não ESCONDIDOS ou disfarçados.
Também não é legal ver que mudamos e achar que toda mudança é amadurecimento.
Não! Há mudanças que são regressos. A 'petrificação' do coração, por exemplo.
Mudanças boas são as que geram mais amor em nós, mais respeito, mais paz, mais perdão. E isso de forma GENERALIZADA, não apenas com quem gosta da gente ou com quem ESCOLHEMOS ser legais. Quando falo de "gerar amor" é por todos!

Uau! Foi um ano e tanto pra mim! Acho que o ano que mais me doeu. A dor mais absurda e estúpida. Estúpida porque era previsível. Mas o fato de ser previsível infelizmente não arranca a dor.
Há coisas que a gente já sabe que não pode esperar, mas a gente espera assim mesmo.
A gente sabe que pode se decepcionar, mas acredita mesmo assim. E ainda bem por isso (em alguns casos)!
E mesmo a gente sabendo que pisar no caco de vidro vai machucar o pé, temos que pisar porque o único caminho que tem é esse.
Fazer o quê?! Ficar parada com medo e ver a vida passar?! Não! Algumas dores fazem parte da vida, não há como evitar. Jesus teve que sofrer a dor da traição de um amigo, isso fazia parte do aprendizado do amor, do cumprimento do propósito.
Não estou falando aqui de predestinação, jamais! Entenda!
O que quero dizer é que aquele caminho com caco de vidro dói? Sim, e muito. Mas é nesse caminho que nos enxergamos melhor, é sob pressão que nos revelamos, que vemos nossas fraquezas, vemos a sujeira que tentamos esconder de nós mesmos, vemos onde precisa ser fortalecido e também descobrimos que apesar de tudo isso continuamos a caminhada. Descobrimos que somos mais fortes do que pensamos!
Descobrimos que com Deus podemos prosseguir. ELE não disse que seria fácil, mas ELE prometeu que estaria conosco. E nessas horas percebo isso claramente, pois se não fosse ELE em minha vida, eu já teria desabado.

E que venha mais um ano, mais mil desafios, vários obstáculos...porque agora também salto mais alto, corro mais rápido e se preciso for, já sei a hora de parar. E isso é amadurecimento. Aliás, esse é o caminho do amadurecimento.
Não é negar a dor, é enfrentá-la. Não é parar por medo. Se tiver que parar, que seja por saber distinguir a hora de aquietar e a hora de lutar.
Que eu possa amadurecer sem endurecer.

E o mais importante, que tudo que eu enfrente não seja em vão, por vanglória, orgulho ou vaidade.
Que minha vida seja força para muitos outros, que meu amor seja compartilhado, que minha alegria seja contagiante, que meu viver seja uma ponte que leve as pessoas para mais perto de Deus.

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Pra quê ferir?


-Nossa, você teve a chance de falar toda a verdade e acabar com o relacionamento dele! Ele que te fez  sofrer tanto...
-Eu falei o que achei que devia e podia. Não menti, só restringi minhas falas ao que ela me perguntou.
-Você podia desmascará-lo! Você podia fazer ele ver como dói a mentira...
-Sim, eu podia. Mas pra quê? Eu o amava até ontem. Pra quê fazer ele sofrer ou a moça que está com ele?
-Ele não se preocupou com você quando agiu daquela forma.
-Ok. Mas acredito que tenha sido por ignorância e não intencional. E mesmo que tenha sido de propósito, EU não agiria assim. Quem determina como vou agir não é o outro, sou eu. Deixe-o ir...
Ele não agiu bem, mas ele é boa pessoa.
-Ahhh você não muda, ne?! Acha que todo mundo é bom.
-Não, não acho. Mas no caso dele...posso ter me enganado sobre muita coisa, mas a essência dele eu conheci. Assim como ele me conhece. [...]E pare de tentar me convencer que eu estaria no meu direito se eu "fizesse justiça". E eu lá estou preocupada com "direito"! Se ele despertou amor em mim só quero que ele seja feliz, aliás quero que todo mundo seja! E que essa felicidade não seja em cima da tristeza de ninguém...quando possível.

Não vos enganeis.

Não vos enganeis: as más conversações corrompem os bons costumes. _1 Coríntios 15:33-34. 

Acho que nem precisava explicar, ne?! Mas vou dissertar um pouco sobre.
Sabe aquela coisa de "nada a ver"? Pois é, em boa parte das vezes tem TUDO A VER.
Não estou falando pra sair como neurótico e chato cortando todo mundo.
Peçamos discernimento para Deus.
Mas, de fato, as pessoas com quem andamos nos influenciam sem percebermos.
Sabe aquela conversinha que não leva a nada? Pois é, ela leva.
Ficar falando da vida dos outros, criticando, entrando em "brincadeiras" toscas de destruir alguém,... ou achar que "beber até morrer" é legal, trair (ahh é de vez em quando) é normal, brincar com o coração das pessoas é bobeira....quando se vê isso virou uma prática, e quando vira prática é porque já está se tornando UM com o seu caráter.

Às vezes, quando nossos amigos não querem avançar é preciso caminhar sozinho. Porque tem gente que quer ficar na molecagem pra sempre, não quer enfrentar a vida...
 Pode não ser fácil no início, porque às vezes o mau comportamento vem de pessoas que amamos, mas é o melhor.
Por que falo isso? Porque ME olho e olho o mundo ao redor. Os que estão ao nosso lado quase nunca têm peso zero, ou nos puxam pra trás ou pra frente.
O que seria PRA FRENTE? Pra mais perto de Deus, com menos sede de justiça própria, com mais amor ao próximo e a Deus, nos levando a olhar pra Cristo.

"Quando eu era menino, falava como menino, sentia como menino, discorria como menino, mas, logo que cheguei a ser homem, acabei com as coisas de menino". _1 Coríntios 13:10-11 

Pense bem. Daqui uns dias começa mais um ano.
Vai querer ser o mesmo pra sempre ou vai avançar?! EUUUU quero avançar e quem quiser ir junto, conte comigo! Aos que não querem, continuarei amando-os e orando por vocês.

Beijos
Com Amor...

domingo, 7 de dezembro de 2014

Conversa nos "Tempos Modernos".

-Vc está há dois meses sem celular?
-Sim.
-Como vc fala com as pessoas?
-Ué, pessoalmente ou por e-mail...
-Como você consegue sobreviver?
-Estou sem celular e não sem respirar.
-Vc é forte, hein!
-Não. Respiro com a a ajuda de outros aparelhos, tipo notebook, iPad...
-Ahahahahaha ....Ahhh bommmm
-Mas se ficasse sem esses também seria, no mínimo, interessante. É como se diz por aí: quem sobrevive não é o mais forte, e sim o que melhor se adapta às mudanças.

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

O que vai fazer com a dor?


Quem disse que a vida seria fácil, não é mesmo?!
Todo mundo sabe que a vida tem montanhas e vales, altos e baixos.
Dói, dói muito, dói demais descobrir que o cara que você ama (amou, sei lá) mentia pra você.
Mas quando estavam juntos parecia tudo tão lindo!!!! E talvez fosse mesmo.
Geralmente, ninguém magoa o outro de propósito. É tipo "crime culposo" no Direito, sabe, não há intenção de matar embora saiba que se fizer 'tal coisa' isso pode acontecer.
Dói pensar que ele agiu como um babaca. Mas fazer o quê? Acontece, né?!
E você que foi babaca de acreditar?? Pois é....
O que fazer nessas horas?! Bom, cada um tem uma reação.
Eu fico "P da vida" comigo mesma e bem decepcionada com quem me machucou (ainda mais quando nunca houve motivos para isso). Mas depois (uma semana, no máximo) perdôo. Sempre perdôo. SEMPRE.
Quem nunca errou, não é?! E ele, apesar da dor que me causou, me deu muitos dias de alegria, muita inspiração, me gerou muitos textos e me acolheu quando precisei ficar na cidade dele.
Seria ingratidão de minha parte focar apenas nas cicatrizes. Ele foi amável, sim, foi gentil. Talvez ele tenha feito o que pôde fazer dentro das limitações dele. Talvez. Prefiro pensar assim.
Cada um tem suas limitações. E todos nós temos defeitos.
A dor nos eleva se a transformarmos em aprendizado.
Seria bom se pudéssemos apagar alguns "históricos", mas apagaríamos a oportunidade de crescimento.
Você pode se revoltar e sair justificando "maus atos" devido ao seu passado, OU pode aprender, crescer, adquirir sabedoria, amar ainda mais.... A escolha é nossa.
O que vai fazer com os pedaços de pau que aparecem no caminho? Vai ferir-se novamente e ferir outros OU vai dar um jeito de inventar ASAS e alcançar novos lugares ?  A escolha é sua.
Cicatrizes fazem parte da vida de quem VIVE.
E mesmo que pareça loucura, ainda guardo-o com doçura.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Meu Pequeno Dicionário - Babaca.

Babaca é aquela pessoa que se apaixona, faz tudo para conquistar outra, declara o amor, e depois de conseguir o que quer decide ir embora. Ok. Até aí tudo bem. Mas quando questionado sobre o passado, ao invés de falar "foi uma mulher que amei ou por quem fui apaixonado" (ou no caso da mulher, dizer "foi um homem que amei"), o (a) BABACA finge que nada aconteceu e diz "foi uma mulher que fiquei. Foi só uns pegas".
Babaca é quem mente. Entende?! Não, não é quem acredita, é quem escolhe fazer parte dessa "classe sub humana".

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

O que você fez de interessante na vida? Conte pra gente.


"O que você fez de interessante na vida? Conte pra gente."_ perguntaram-me assim que entrei na sala da memória.
Sempre defendi e vou defender o "ARRISCAR-SE" e por causa disso muita gente acha que é porque sou forte.
Não, não é. É porque sou fraca em algumas coisas e reconheço minhas fraquezas, sendo assim, enfrento-as.
Firme e Forte? Mais firme do que forte. Firme no que creio, em Deus. Quanto a força...bom, deixe pra lá.
Minha sensibilidade aguçada poderia enfraquecer-me, mas prefiro usá-la em meu favor e busco aprender.
Aí ao me verem fazendo ou falando coisas que quase ninguém tem coragem, perguntam-me : "mas você não tem medo?"
Não tenho, mas sinto-o. Qual a diferença entre as duas "colocações"? Não o TENHO, ele não faz parte de mim, não caminha comigo. Apenas sinto-o vez ou outra. Mas nem tudo que sentimos é real ou verdeio, ne?! (enfim, isso daria outro texto).
Todas as vezes que viajei sozinha sem saber o que seria, como seria, tive um certo "medinho".
Todas as vezes que mudei de cidade e eu me via completamente sozinha eu tive aquela pergunta "e agora?" martelando na minha cabeça.
Em relacionamentos então....Ihhhhhh aí que tive mesmo! Porque quando envolve o coração o risco é bem maior. Consertar um ego ferido, ou qualquer outra coisa é sossegado, mas um coração quebrado é complicado. E é complicado porque além da dor por ter sido quebrado, a gente sente dor quando vai juntar os cacos, quando vai colar e até depois de colado a cicatriz fica ali pra te lembrar quão idiota você foi.
E por que ainda assim defendo o "arriscar-se"? É simples, porque o medo não impede as quedas apenas, impede os vôos também. 
Como eu disse, em vários momentos bate aquele 'frio na barriga' que fica querendo nos paralisar mas eu sempre tive a fé maior e mais forte, sempre prefiro enfrentá-lo. E isso é uma decisão, você também pode escolher pela fé.
Medo? Ahhh é só uma ilusão. Já enfrentei coisa pior. Já enfrentei gente má, gente sem coração.
Se me machucaram é porque sou uma sobrevivente nesse mundo egoísta e ainda tenho coração. E isso é uma grande vantagem!

Não estou dizendo pra você sair feito maluco(a)!
Não sentir paz é uma coisa (isso vem de Deus, é uma das formas Dele falar conosco, nos dando paz), mas medo é outra (isso vem da alma, das emoções).
Sim, já me estabaquei no chão duas vezes. Uma por paixão, outra por amor. Nas duas acreditei que podia voar.
Saltei do alto da pedra mas a pessoa não saltou. E como estávamos de mãos dadas, se o outro não salta junto a queda é certa!
Quebrei a cara, o coração ficou só o pedaço e eu mal conseguia olhar pra cima pra ver de onde eu havia caído tamanha a dor que eu senti.
Uma dor que não dá pra explicar. Uma vergonha de mim mesma ao imaginar a cena: eu saltando e o cara lá de cima vendo tudo e rindo. Isso quando não tem uma platéia maior pensando "tolinha, acreditou".
Aí não basta doer por fora, dói por dentro também. Além dos outros cochicharem a seu respeito, dói ver que a maioria é incrédula.
Mas mesmo assim, prefiro ver minhas cicatrizes de uma vida corajosa do que ficar na platéia da vida.
E quanto aos que me feriram, fazer o quê?! Não posso mudar minha essência e parar de voar porque a maioria prefere ciscar. 
Continuo acreditando no melhor do ser humano, no meu melhor também. 
O medo vem por não conhecermos o amanhã, a insegurança do desconhecido. Mas isso é inútil.
Com ou sem medo não saberemos. O amanhã não nos pertence. Não sabemos nem mesmo COMO ou SE vamos acordar amanhã. Por isso defendo a ideia de "arriscar", de saltar pra conhecer o amor, de mudar o itinerário de vez em quando, de sair da rotina, do programável, do "seguro". Claro que isso não é motivo pra justificar uma malandragem. Entenda.
Confie em Deus e dê um passo de coragem, de fé.

domingo, 30 de novembro de 2014

Um vôo audacioso mas necessário.


Um casal no alto da montanha, na ponta da pedra.
Estão lá o homem e a mulher de mãos dadas.
Eles se gostam. É gostoso sentir o vento lá de cima. A vista é, no mínimo, interessante.
Eles viveriam anos ali, sentindo a brisa, com os olhos sobre tudo que conseguem, com o controle em suas mãos, com a segurança da previsibilidade.
E eles não estão errados. É uma opção de vida.
Existe o contato entre eles, existe o carinho, a "confiança". Por que a confiança está entre aspas? Porque a confiança existe porque ambos têm controle de seus sentimentos. Principalmente ele.
Ela é tão apaixonada por ele que o faz sentir-se preso, ancorado, seguro.
Ele gosta muito dela. Aprendeu a "amá-la". Por que está entre aspas? Porque o que se aprende, também pode se "desaprender". É diferente de um amor que veio de forma natural. Um amor que é semente cria raízes. Esse é genuíno.

Enfim, o casal está ali.
Alguns diriam que isso é sensatez. Eu digo que é loucura.
É loucura passar uma vida toda ali sendo que há muito mais.
Mas isso é questão de ponto de vista.
Eu já tive o ponto de vista do alto da montanha também. Estática. Apreciando tudo. Tinha o romantismo e tal, afinal eu sou romântica até com amizade.
Era legal, bonito, mas eu sempre soube que tinha mais. Eu sabia que podia voar!
E por que não voam? Por que não voei?
Por não confiarem. Em quem? No amor. Não é em alguém específico, não é no parceiro(a). É ACREDITAR NO AMOR que faz toda diferença.
"AHhh eu acredito sim! Tanto é que vou me casar daqui uns meses"_ele disse.
Sim, casamento é um grande passo! Mas infelizmente não significa amor.
Então alguém me pergunta: o que é o amor então?
O Amor é o casal no alto da montanha, na beira da pedra e de repente SALTAM!
O amor é esse vôo arriscado, corajoso, que rouba nosso fôlego mas ao mesmo tempo nos transmite paz. É quando a gente fica em paz perto da pessoa mesmo que a situação não pareça favorável.
É quando a pessoa desperta cada pedaço de nosso corpo e nos faz criar asas. É quando somos capazes de voar, descobrir novos horizontes, ir para o desconhecido... É não ter controle do que sente (entenda!) , é quando você luta para não pensar na pessoa e mesmo assim pensa...
Mas é preciso que os dois amem, que os dois se joguem. Porque se só um deles se jogar e o outro ficar ali na pedra, como estão de mãos dadas, uma hora o que se jogou vai pesar pra quem ficou. E ambos ficarão presos.
Eu já vi muitos casais no alto da montanha. Muitos mesmo!
Já vi também casal onde a mulher se joga e o cara fica ali em cima.
Os dois tipos de casal vivem bem, é razoável.
Mas eu?! Ahhhh...prefiro voar acompanhada.

sábado, 29 de novembro de 2014

Não confunda.


Numa época em que perdemos a consciência vale um alerta: não vamos confundir as coisas.
Não é porque a pessoa gosta de moda que ela é "personal stylist".
Não é porque ela gosta de fazer graça que é comediante.
Não é porque gosta de aparecer que deveria ser artista. Pelo contrário!
Aliás, vamos entrar um pouco mais nessa questão.
Artista não é uma criatura acima das demais. Na verdade, às vezes é até dolorido, já que o artista tem uma sensibilidade maior a tudo o que acontece (seja com ele ou não).
Ele enxerga o oculto, toca o abstrato. Percebe as inúmeras nuances da alma com nitidez.
Não se treina pra ser artista. Não adianta querer ser artista. Você nasce artista.
Desde criança as percepções são diferentes, o foco,...o mundo do artista é particular. Entenda, ele vê o mundo de uma ótica singular.
Há bons músicos por aí mas poucos artistas.
Há bons atores mas poucos artistas.
Há bons escritores que sabem todas as regras gramaticais mas poucos, pouquíssimos artistas.
O artista não pensa na "glória". Claro, é bom ser querido mas não é isso que o move. O artista está preocupado em dar o recado, em ser canal por onde a verdade possa se mostrar. Ele quer despertar-se e despertar os outros.
Ele não quer nem deve se fazer de ídolo. O foco dele é mostrar a vida através da arte, é expressar o íntimo, é revelar o que a maioria tem dificuldade de ver, é ser lente de aumento do coração.
E ele não se esforça pra fazer isso. Ele simplesmente faz. É natural, orgânico.

Não tem nada a ver com 'ser do contra', ele não é do contra, é apenas a favor da nudez de alma, da verdade.
Não tem a ver com ser alternativo ou pop... Não tem a ver com gosto musical, embora alguns gostos sejam mais facilmente compreendidos por artistas.
Por ter uma visão diferente é julgado, taxado até de trouxa. Mas não é. Diante disso ele até ri porque compreende a visão do outro. É que ele enxerga além. Ele vê beleza onde pra muitos não tem. E por isso também tem facilidade para perdoar. Porque ele enxerga!
Porque ele enxerga não só o outro, mas principalmente suas próprias limitações.
Não confunda-se. Se você se esforça para tentar parecer artista, 'desencane'!  Mas não se ache menor por não ser artista. Cada um tem seu propósito nesse mundo.
O artista é muitas e muitas vezes incompreendido porque vai na contramão desse mundo carente e desejoso por ser "celebridade".
O que ele quer? Apenas ser reflexo do que acontece no mais íntimo de cada um e com isso ajudar o outro a avançar, crescer, voar.

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Seja a mudança.


Eu sei que o que publicamos (GERALMENTE) é reflexo do que somos e pensamos. Mas a internet tem se tornado pesada demais por dar uma falsa impressão de poder. 

  Vamos rever nossas postagens, o que dizemos, as ideias que disseminamos... 
Reflita: o que você posta é CURA ou VENENO?! 
O que você posta estimula o perdão, o amor ou a acusação, raiva ? 
Você ajuda os outros a enxergarem outros ângulos ou vc rotula?! Não temos esse direito. 
Alguém pode dizer "ah é meu jeito!". What?! Se seu jeito machuca as pessoas, ESTÁ NA HORA DE MUDAR! Porque defeitos a gente não justifica, a gente conserta. 
A humildade se faz necessária. Mas pra isso a gente precisa SE ENXERGAR TAMBÉM, ver nossos próprios defeitos. 
Você acha alguém grosseiro?! Ao invés de reforçar esse comportamento, já experimentou ser gentil com ele? 
Você acha que alguém se comporta como um "vagabundo(a)"? Experimente tratá-la com respeito, amor. 
Ao invés de alimentarmos as fraquezas, as doenças, os comportamentos que muitas vezes são gritos de socorro,...Vamos fazer DIFERENÇA NA VIDA DAS PESSOAS?! 
Essa é minha proposta pra NÓS. Aliás, isso é o que Jesus nos ensina. 

E finalizo com a frase de Gandhi : "seja a mudança que deseja ver no mundo". 

Beijos 

Com Amor...

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Ouça-SE. Ouse.


Juan é um cara inteligente, determinado e que, quase sempre, consegue o que quer.
É bonito também. Sempre atrai olhares.
Educado e simpático, com isso atrai admiradores.

Clara é uma mulher bonita, de beleza 'instigante'. É o que dizem.
Para a maioria a beleza é tida como um troféu. Para Clara foi apenas uma dádiva. Um presente que, aliás, unido a sua outra característica vira um "sonho" para muitos, mas realidade de poucos.
Entenda. Clara é inteligente também. E inteligência com beleza é uma mistura assustadora para a maioria dos homens. Dizem "você é a mulher dos sonhos", mas poucos tem CORAGEM e segurança...
Essa conclusão ela chegou depois de alguns a dizerem isso com TODAS AS L E T R A S!
E ela ficava pensando em o que fazer. Fingir que era burra? Se enfeiar? Abaixar o nível para que o outro se sentisse seguro? Ou estimular o outro a crescer com ela?
Ela sempre optou por estimular o crescimento alheio juntamente com o dela.

O fato de Clara ter essas duas características não a tornam perfeita. Defeitos ela tem de sobra, mas como é inteligente busca transforma-los, melhora-los.
E Juan... Bom, para Clara ele era perfeito! Sim, ele tinha defeitos mas ela não estava nem aí pra isso pois ela o amava.
Sim, ela sentia raiva de algumas atitudes dele. Mas o amor sempre falou mais alto. Ela o conhecia como ninguém. Acho que até melhor que ele  mesmo. Porque ele fugia de si vez ou outra.
Eles se amaram desde o primeiro dia. E acredito que esse amor vá durar a vida inteira mesmo que...

-Você saiu com outra pessoa?
-Como assim, Juan? Nós terminamos há tanto tempo.
-Eu sei. Mas é que...
-É o que?
-Nada. Você está certa. Eu também estou namorando com outra há um tempo.
-Então! Você seguiu sua vida. Eu tenho que seguir a minha.
-Eu não segui minha vida.
-Não? Você está com outra pessoa na sua vida.
-Sim, mas não no coração.
-Tá. E o que eu faço? Eu te esperei por anos! Você sabe como eu tentei...
-Você tá certa.
-Eu estou certa?! É isso que você tem a me dizer?! Ahhh por favor...Enfrente-se UMA vez na vida!
-Você sabe que eu enfrento.
-Enfrenta um monte de coisas. Menos o fato de me amar.
-Eu já falei que você está certa. Não vou te atrapalhar mais... Eu sei que eu fiz tudo errado.
-Ahhh não seja estúpido, Amor! Ops...Juan. E daí que você tenha feito tudo errado? Faça certo agora! Você me conhece, sabe que eu não faço jogos, não te faria sofrer nem por decreto!
-Mas e o que eu faço com a ...??
-Você a ama? Nem precisa responder. Eu sei que não! Se amasse você não pensaria em mim todos os dias como você já me disse...[...] O que você faz?! Quer um conselho de amiga, como sempre fui sua, além de amante, namorada... ?Não deixe o orgulho ditar o que você deve fazer!
-Mas...você vai me aceitar?!
-Caramba! Lute pelo amor! Medo de ter o orgulho ferido a essa altura do campeonato?! Medo de sofrer? Medo é só um ilusão.
-Você largaria esse cara com quem está saindo?
-Não seria a primeira vez que eu largo alguém por você. Mesmo que não saiba. Meu noivado acabou simplesmente porque apesar de ter um anel no dedo, uma casa já comprada, era você quem ocupava meu coração.
-Você não acha mais fácil cada um seguir como está ?
-Mais fácil é. Mas seguir o mais fácil e vivermos longe um do outro?
-É que...com você eu fico tão bobo, minha vida fica imprevisível....O mundo fica bem mais bonito mas me assusta.
-Você está assustado? Não sabe como será o próximo passo? Eu também não sei. Mas sei que quero estar com você. Segure minha mão e não solte mais. 
Nosso encaixe é perfeito, lembra?!

domingo, 23 de novembro de 2014

Que geração!


Que época é essa?
Pessoas cheias de informações externas, mas nenhuma por dentro.
Se acham inteligentes demais, bem informadas demais, e por se acharem demais, NÃO SE ENCONTRAM.
Cheias de objetivos, mas sem nenhum PROPÓSITO.
Cheias de esperança, mas pouca fé.
Querendo mudança, mas sem nenhuma disposição para SER ESSA MUDANÇA.
Cheias de interesses, mas completamente DESINTERESSANTES.
Cheias de fotos no espelho, mas nenhuma percepção do reflexo.
Almejando fama, procurando o amor, a aceitação, fingindo ser o que não são para terem "mais seguidores, curtidas e elogios". Pessoas carentes de IDENTIDADE, necessitando que alguém as dê um nome, que as reconheçam já que elas mesmas não se conhecem apesar do discurso cheio de ousadia e "conhecimento via internet".
Que geração é essa nossa?
Pessoas cheias de justiça própria, querendo apontar dedo pra todo mundo, achando que criticar e acusar é "cool", mas carente de um espelho pra ver-se.
Pessoas cheias de discurso mas pouca prática.
Cheias de palavras bonitas mas pouca ação.
Algumas até têm 'ações bonitas' (porque isso gera aplauso) mas com a motivação toda errada. É aquela coisa: "de boas intenções o inferno está cheio", já de boas motivações....
Cheias de "fotos bonitas" mas com uma realidade feia.
Cheias de religião mas sem nenhum RELACIONAMENTO COM JESUS. Poucas assumindo a identidade de FILHAS de Deus, poucas agindo como ELE age.
Pessoas loucas para amar e ser amadas, e nessa ânsia declaram amor sem nem mesmo saber o que é esse sentimento. Casam-se sem saber que a única aliança que mantém um casamento não é de ouro, nem uma casa em comum, nem motivações em comum, nem gostar da companhia, nem uma promessa dita na frente de testemunhas. A aliança que une e MANTÉM um casamento é o AMOR. Mas não esse amor banalizado, e sim o amor que o Pai ensina.

Bom, não quero ser mais uma a apenas mostrar a realidade sem apontar uma solução.
Então, por que uma época sombria como essa?
Essa é a nossa geração: pessoas cheias de si e vazias de Deus.
Porque é assim mesmo, ou nos enchemos de nós mesmos ou nos enchemos Dele. Um sempre terá que sair pra dar espaço ao outro.
EU prefiro tentar me esvaziar a cada dia, ME confrontar, para que ELE me encha.
A vida por ELE transformada, a vida por ELE habitada é que faz a diferença nesse mundo e não a MINHA opinião. Não é o instrumento sozinho que traz a música, é quem o toca.
Por mais afinadas que sejam minhas cordas, ser um violão não trará música pra ninguém, a menos que Cristo seja o músico!

sábado, 22 de novembro de 2014

Dia do Músico.


Hoje é o "Dia do Músico".
Dia daqueles que foram picados pela música e que honram essa arte.
Não daqueles que gostam de música. Mas daqueles que a Música gosta deles.
A musicalidade não é medida por quem grita mais ou quem faz mais firulas, mas por quem afinadamente expressa a alma.

Vou repetir o que um amigo disse sobre um grupo que amo.
Compartilho música deles porque eles honram cada sílaba musical, cada nota, cada batida...com melodia e letra quase escassas nos "músicos" de hoje!
Independente de gosto musical, todo músico sabe reconhecer a excelência desse grupo.
E um viva para nós!

https://www.youtube.com/watch?v=n_PhyjelwU0&feature=youtu.be

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Menos "mimimi"!

Querem falar de violência? 
A cada 5 MINUTOS uma mulher é agredida. 
A cada 1 hora um gay é agredido. 
A cada 1 hora ONZE (11) cristãos são MORTOS por causa da fé. 
A cada 11 MINUTOS uma pessoa morre no trânsito. 

Vamos melhorar esse quadro?! Respeite todo mundo. 
 O foco não tem que ser dividido. O foco deve ser o SER HUMANO e ponto. E chega de mimimi.... ‪#‎menosMimimi‬

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

Vaidade do Orgulho.



O orgulho perguntou: -Você não tem medo do que as pessoas vão pensar ? Fica aí escrevendo coisas de amor, até parecem declarações de amor para alguém que só Deus sabe se existe...
-Medo? Por que eu teria medo?
-Porque as pessoas estão constantemente avaliando, julgando...
-Ah não... Não me importo com os julgamentos alheios. Cada um é limitado por seu próprio pensamento. O que a pessoa pensa sobre eu falar de amor denuncia muito mais ela do que a mim.
-Mas você não acha que precisa se apegar um pouco a mim para não ser tão envergonhada?!
-Me apegar a você, Orgulho?! Pra quê? Amor próprio sim, orgulho não, obrigada. Não seja tão vaidoso, Orgulho!
-As pessoas vão rir de você, te chamar de trouxa, boba, ... Vai ficar toda envergonhada ! Depois não diga que eu não avisei.
-Oh obrigada pela "preocupação", mas não tenho do que me envergonhar. Amar alguém não é vergonha. Expressar amor, muito menos! Vergonha é roubar do outro o direito de saber que é amado. Vergonha é matar dentro da gente esse sentimento por pura conveniência, medo, falta de coragem... Vergonha seria se eu estivesse noiva até hoje de um cara que eu gostava muito, mas que não tinha meu coração, não me fazia alterar a respiração. Vergonha eu sentia de mim mesma quando percebia que minha vida não podia ter uma pausa que me fizesse pensar, nem podia ter algum contato com quem eu amava que lá estava meu coração denunciando minha covardia. Vergonha eu sentiria se eu tivesse levado isso adiante porque já tinha ido longe demais. Vergonha eu sentiria se eu tivesse preguiça de começar de novo com quem eu REALMENTE amava porque meu noivo (na época) já estava ali, tão amável, disponível... Vergonha eu sentiria se continuasse sendo omissa comigo mesma, e continuasse com ele porque ELE me amava, e eu gostava muito.
Mas vergonha do amor? Vergonha é não aceitar o amor.
-Hum...não sei. Esse amor aí...
-Esse amor é o real. Não culpe o amor pelo o que as paixões, os desejos, o 'gostar' , os jogos de relacionamentos, as conveniências, o tesão, ou qualquer outra coisa tenha te causado. As pessoas usam essa palavra de forma leviana. Acredite em mim, Orgulho, se por ser ferido UMA vez alguém deixou de "amar", não era amor. Amor não tem orgulho, tem consciência. Se não tem orgulho, dificilmente será ferido. Não limite o amor...

domingo, 16 de novembro de 2014

Que sorte!


E depois da tempestade, do vento forte que balançou muita coisa, fiquei com você guardado.
Mas não o "você" perfeito, fiquei com aquele cheio de falhas mesmo e tão cheio de doçura,
aquele tão humano quanto eu.
Fiquei com nossas mensagens trocadas a qualquer hora do dia e da noite.
Fiquei com a música "tarde vazia" que me enviou que se tornou de sua autoria pra mim.
Fiquei com a doçura nos seus olhos, com a gentileza em cada gesto.
Fiquei com o beijo que nos isolava do mundo, com o "fazer amor" que nos transportava para um mundo muito mais simples, autêntico, cheio de coragem, sem a necessidade das palavras... Um mundo onde ficar junto por amor era a única opção.
Fiquei com sua mão segurando a minha, com você me carregando para eu não pisar em espinhos...
Fiquei com nosso abraço 'encaixante' desde o primeiro dia...
Fiquei com nossas brincadeiras, com sua rapidez em entender cada vírgula dita ou não dita.
Fiquei com o rio que saiu de seus olhos. Rio é água corrente, água que tem vida, ele não mente.
Fiquei com "O Teatro Mágico" expondo seu íntimo, meu íntimo.
Fiquei com John Mayer, com a moda de viola e todas as músicas boas...
Fiquei com a música sendo parte de você, e por ser parte de mim também, você fazendo parte de mim.
Fiquei com o romantismo no parque (de noite ou de dia).
Fiquei com você me ligando pra saber se depois de anos eu estava noiva de outro.
Fiquei com os detalhes que nenhuma fotografia capta, com os detalhes que não se podem fingir nem para si ou muito menos fugir.
Não conheci mil lugares com você, mas conhecemos o nosso universo tão raro e que temos em comum. Não viajei pelo mundo com você mas criamos um novo pra nós. E isso pra mim vale muito mais!
Sim, conhecer lugares (físicos) em boa companhia é ótimo, mas descobrir alguém que é do mesmo mundo que a gente é incomparável!
Não fiquei com muitas fotografias, mas com a memória cheia.
Fiquei com a flor que colheu pra mim e pra sempre sendo a flor do jardim de seu querer.
Fiquei longe sem compreender, mas fiquei com o amor. E o amor por você sem merecer, e sem estremecer depois de tanta coisa.

E depois da tempestade, do vento forte... conheci o amor. Que sorte!

Tua Vontade.


E, indo um pouco mais para diante, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se é possível, passe de mim este cálice; todavia, não seja como eu quero, mas como tu queres.
 _Mateus 26:39 

Está aí uma das orações mais difíceis de se fazer! Até porque a realização dessa oração depende, em parte, de nós. Depende de nossa submissão, de nossa entrega, de nossa confiança na Vontade Perfeita do Pai, no Amor Dele. 
Se não conhecemos o Amor Dele de verdade, não confiamos. 
Falo "conhecer de verdade" porque SABER com a razão todo mundo sabe, todo mundo diz, mas na prática é bem diferente. 
E como fazemos para CONHECER ESSE AMOR? Precisamos DECIDIR CRER, abrir o coração, abandonar preconceitos, abandonar religião... 
É natural que, às vezes, aconteça uma guerra dentro de nós. Muitas vezes nossa alma e corpo não estão alinhados com nosso espírito. 

(alma=emoções, sentimentos, onde olhamos as circunstâncias, os gigantes. 
espírito= onde temos relacionamento com Deus, onde somos ressuscitados qd cremos em Jesus, onde somos guiados pela Fé e não por vista ) 

Jesus pediu para o Pai "se possível afaste de mim este cálice", porque Ele sabia que pra chegar ao alvo, para chegar a Vontade Perfeita, Ele teria que passar por um caminho difícil. Mas como ELE conhecia o Pai, ELE confiou e disse "mas que seja feita a TUA Vontade". 
Às vezes, decidir pela vontade Dele fará com que a gente confronte algumas coisas em nós, fará com que nossos desejos tenham que ir para a Cruz. Mas DEUS é ele! Ele vê lá na frente, ELE nos vê por dentro...E pode ter certeza que a vontade Dele é para o NOSSO BEM. Ele não precisa se auto afirmar. 
Ele disponibiliza a vontade Dele para nós por Amor. 
Está na moda dizer "Deus no comando", "Deus na frente sempre"... Mas repensemos, vamos nos reavaliar.
E se tivermos que dar a outra face? É ELE quem está no comando mesmo?! 
A vontade Dele sempre está enlaçada com "amá-LO acima de todas as coisas e amar ao próximo", e isso muda tudo. 
Não é fácil, mas que possamos ESCOLHER realizar essa oração. 

Beijos 

Com Amor...

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Ah Manoel...


Um de meus poetas favoritos morreu: MANOEL DE BARROS.
Aquele que brincava com as palavras feito menino!
Aquele que queria reinventar o homem usando borboletas...
Aquele que era como água que corria entre as pedras...
Aquele que, quando criança, era ave...

É estranho falar que ele morreu porque poeta não morre.
O coração parou de bater? Também não. Coração de poeta 'é coletivo', bate com a gente e é pra sempre.
Parou de respirar. É...acho que é isso. Mas continua sendo ar de muita gente, inspiração de quem faz  arte, e expiração de quem não sabe fazer a arte mas quer se expressar por ela.

Mais um amor se foi. Ele, que era ave quando criança, voltou a ser. Voou para um lugar mais alto...
Ah Manoel...eu te amava e você nem sabia. Mas mesmo assim me sentia correspondida.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Crê somente.


"E Jesus disse: Não temas, crê somente. [...]E, tendo chegado à casa do principal da sinagoga, viu o alvoroço, e os que choravam muito e pranteavam. E, entrando, disse-lhes: Por que vos alvoroçais e chorais? A menina não está morta, mas dorme." _Marcos 5:36-39

Só fazendo um pano de fundo, nessa passagem um homem vai até Jesus pedindo que ELE fizesse alguma coisa pois sua filha havia morrido. A reação de Jesus é essa que lemos acima.
Como ELE conseguia reagir assim? Todos estavam em prantos, desesperados...e ELE simplesmente diz: "NÃO TEMAS, CRÊ SOMENTE."
Jesus era homem mas era completamente conectado aos Céus.
A visão Dele não era terrena, não era nas circunstâncias, não era nos problemas. ELE via com os olhos de Deus, ELE estava SEMPRE com os olhos dele voltados para o Pai. E é isso que faz a diferença em nossas vidas.
Seja lá a situação que você esteja vivendo, volte seus olhos para o Pai, é de lá que vem o socorro. É de lá que vem a resposta.
Com nossas próprias forças não conseguimos ultrapassar certas barreiras, com nossa razão muito menos. Nossa razão limita a fé. A razão ri da fé. Mas a fé ri da impossibilidade.
Jesus não disse para o pai fazer "campanha na igreja", nem nenhum ritual, nem se tornar um "santarrão", nem nada...ELE apenas disse " CREIA". Porque o fato de crer Nele já estabelece mudanças em nossas atitudes.
Jesus via a menina viva, curada. A visão do Pai é de um mundo PERFEITO. E por que não usufruímos disso? Por causa de nossa incredulidade.
 Temos muita esperança, mas pouca fé.
 A fé confessa a verdade que crê, não o que vê. E confessa até que.... Até que aconteça !
E como ter uma fé que funciona? Eu também estou buscando isso. Mas a Bíblia nos alerta para edificarmos nossa Fé, ouvindo a Palavra do Pai (porque ELE é o consumidor da nossa Fé), decidindo crer, decidindo não olhar para a guerra do lado de fora (e de dentro, em nossa alma). Decidindo, no meio da tempestade, PERMANECER CRENDO. Decidir adora-Lo em meio a guerra, decidir buscá-Lo mesmo quando nada está como gostaríamos.

Que possamos ter a visão de Jesus.
Se nossas crenças não estão nos transformando, elas são apenas estudos teológicos, misticismos, são apenas religiões. E Jesus não nos chama para uma religião, ELE nos convida para uma vida de TRANSFORMAÇÃO, para um relacionamento onde podemos viver onde ELE vive, ver como ele vê.
Conecte-se ao Pai.

Beijos
Com amor...

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Viva com bom humor!! Com bom amor!


Amor com humor e humor com amor!
 Porque é impossível ter um sem o outro pois eles só andam de mãos dadas!
Quem AMA (amor saudável) tem bom humor e quem tem bom humor provavelmente descobriu o amor seja na outro, pelo outro e, principlamente, por si!

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

Mesmo assim...


As pessoas, às vezes, vão ficar irritadas com seu bom humor. Seja bem-humorado mesmo assim.
Às vezes, as pessoas vão desconfiar de sua gentileza por causa do mundo egoísta em que elas vivem por dentro e refletem por fora, seja gentil mesmo assim.
Às vezes, elas vão te agredir e tentar te condenar colocando palavras em sua boca ou deturpando o que você diz por você ser livre, SEJA LIVRE MESMO ASSIM!
E ainda podem ficar surpresas e te chamarem de "trouxa" por você perdoar e pedir perdão sem estipular um "preço". Perdoe mesmo assim!
Às vezes, vão ter inveja de você pelo que você é. Seja mesmo assim!
Às vezes vão querer te aprisionar e te fazer refém das doenças emocionais delas, posicione-se mesmo assim.
Às vezes, a pessoa que te feriu vai te pedir ajuda, ajude mesmo assim. 
Às vezes, as pessoas vão questionar sua sobriedade por você focar em Deus e não se estressar com as circunstâncias que descabelam muita gente. Continue focando em Deus mesmo assim. Afinal, é ELE quem nos dá sabedoria para vencer as circunstâncias contrárias.
Às vezes, as pessoas vão estranhar sua doçura enquanto todos são amargos, seja doce assim mesmo!
As pessoas podem não entender sua alegria no meio de uma guerra, seja alegre mesmo assim.
Porque um dia elas também vão entender (tomara!) que o bom humor, a alegria, a doçura vêm de dentro e vão cultivar isso dentro delas também.
A grande questão é: seja bem humorada, doce, gentil, livre...qualquer coisa, mas que seja de verdade, e não um teatro para as redes sociais ou para a sociedade. 
O que quero que entenda é que, as pessoas sempre vão dizer, elas sempre vão estranhar o que é diferente delas. E mais ainda, elas sempre vão se assustar com quem vive o que diz, com quem é por fora o que é por dentro.
O que quer que você seja, seja por dentro primeiro. 
E aqui não estou congratulando quem é um "cavalo" (e com orgulho) não, só porque a "pessoa assume o que é" ! 
"Coices" são atitudes de seres irracionais. Se agimos com grosseria, se somos mal educados, se somos vingativos...ISSO PRECISA SER MUDADO. Não pelo outro apenas, e sim, principalmente, por nós mesmos. Porque carregar esse peso todo, carregar tanta amargura só nos priva de viver o melhor da vida e de vermos nos outros o melhor!
Acredite, toda essa revolta que alguns têm contra o mundo torna-os cegos e eles só enxergam suas próprias trevas projetadas nos outros.
As pessoas podem achar isso tudo que eu disse fantasioso demais, mas quando Deus não está morto pra nós nem dentro de nós, quando entendemos o AMOR de Jesus, é possível semear o amor em terra seca e vê-lo florescer. Porque tudo o que eu disse são formas de amar.
E pra concluir, às vezes, as pessoas podem te julgar maluco porque você tem Deus como seu Pai e melhor amigo, TENHA ASSIM MESMO. Porque esse é o Caminho para uma vida plena.
E ainda podem rir por você escolher viver por Fé e não por vista, viva por fé mesmo assim! Porque é pela Fé que o que não existe passa a existir.

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Porque a gente SE PERDE pra SE ENCONTRAR.


"Você é a mulher da minha vida! Tem tudo que eu quero...eu te amo..." _disse Rafa com um reticência na afirmação.
Liz, atenta, ao texto e ao subtexto ficou aguardando a continuação. De cabeça um pouco baixa e levemente inclinada para o lado, ela o olhava.
Deu um sorriso torto. Tão torto quanto o que Rafa dizia.
- MAS...?
-Quem disse que tem um "mas"?
-Eu sei, Rafa. Você está com medo no olhar.
-Não, não é isso. É que não estou preparado pra casar...
-Medo.
-É que eu te amo demais e... E se você tiver que viajar para um trabalho?
-Medo.
-Por que você está dizendo isso?
-Porque é essa a raiz de seus argumentos...
-Você sabe que eu te amo!
-Sim, eu sei! E sei mesmo! Mas você está cometendo um erro comum que nós cometemos: você está tomando uma decisão tendo o medo como Norte. Sabe, não tem problema termos medos, inseguranças....Todos temos! O problema é escolher um casamento por medo de ficar só, ou escolher uma outra pessoa por medo do que o amor pode causar, ou ainda fazer esse compromisso tão importante porque O OUTRO te ama demais (mesmo que você não a ame)... Abdicar do amor por medo. [...] E não falo só de relacionamentos. Escolher um trabalho ou continuar num mesmo trabalho por anos por medo do novo, por medo de tentar (e fracassar)... Eu já vi esse filme. Talvez por não pressionar, por não fazer um drama já perdi um amor. Mas porque ele, assim como você, teve medo. Porque a pessoa que reage a um drama, que fica com a outra por isso ela só prova que o medo a rege...e o drama do outro faz com que ela sinta-se segura. Claro, há casos e casos. Não estou generalizando. Mas eu falo porque já estive do outro lado. Já tive muito medo. E ainda tenho alguns. Mas aprendi a lidar com isso. Como? Enfrentando-os. Não tem problema ter essas inseguranças. Não podemos é cuidar delas como se fossem um "bicho de estimação". Problemas tem que ser resolvidos, enfrentados e não usados para manipular os outros ou nos tornar refém deles (dos problemas).
-Não duvide do que eu sinto, por favor.
-Não estou duvidando, meu bem. Estou apenas te alertando para que no futuro você não tome decisões cego pelo medo e sem sequer saber disso.
-Por que está dizendo isso? Você é que está no meu futuro!
-Desculpe, mas não posso viver nessa gaiola de medo com você. Eu tentei. Tentei muito. Mas se você não quer sair dela, não me obrigue a ser prisioneira... Depois que aprendi a voar, me dói ser trancada.
-Então você não vai ficar comigo?
-Não fui em quem escolheu isso, foi você, meu amor. Sabe, se eu fosse guiada pelos medos que sinto de vez em quando, não teria feito nada do que já fiz, não teria conquistado nada...
-Eu não quero te perder!
-Então não perca! 

Na verdade, o Rafa, assim como eu e você, tinha o maldito medo de PERDER-SE no Amor. Porque quando a gente AMA, a gente se perde um pouco mesmo. Só temos que entender que esse "perder" não é ruim, é uma fusão.... Quem quer manter-se no controle de todas as coisas não aprendeu a amar ainda. 
Porque quando a gente ama, o outro é tão prioridade em nossa vida quanto nós mesmos...

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Detalhes do amor...


Tem dia que bate aquela saudade de quem você era
De quem eu era com você
Bate saudade de quem somos juntos.
"Somos", no presente mesmo, porque quando estamos juntos é só apertar o play, tudo continua intacto desde a última vez. Todo sentimento preservado.
E ela (a saudade) realmente bate, porque sinto a trombada e, às vezes, até dói.

E fico vendo aqui dentro de mim nossas risadas com besteiras, com as brincadeiras em comum...Fico me lembrando de como era leve estarmos juntos, apesar de termos um grande cuidado por saber a preciosidade que havíamos descoberto um com o outro. O amor nessa dimensão parece loucura, imerecido e até pesado (se pensarmos que não merecemos)... Fico vendo seu cuidado, seu amor... Ah! Era real sim! Não posso acreditar que eu tenha me enganado tanto, muito menos que você tenha me enganado tanto!
E mesmo depois de tudo, todo "mistério" revelado, toda farsa descoberta, todo tempo... Eu continuo olhando pra você e TE VENDO. Vendo o mesmo cara de coração bom.
Já pensei na "psicologia das coisas" e posso estar na fase de "negação". Mas acredito que não.
Eu sei, você errou. E muito! Mas por isso, precisa do perdão. Só quem reconhece que errou é capaz de ser perdoado por si  e sentir-se perdoado por outros. 
Perdoe-se. Eu já te perdoei. Vamos seguir a vida da nossa forma!
Não quero que carregue o peso de "eu poderia ter tido coragem". 
Sim, em determinado momento você não teve. Mas hoje pode ter!
Sim, você errou. Mas quem não erra?!
Eu também erro. Apenas tento fazer com que meus erros não atinjam de forma tão drástica a vida de outros. Mas às vezes também não consigo.
Quando eu falo que você me despertou o Amor genuíno, não estou mentindo. Deus te usou pra me ensinar a amar. 
Amar  não só a delicia que você é, não só as virtudes....Amar o que me confronta, o que me afronta, o que me decepciona às vezes. Porque o amor não é essa coisa de querer o outro perfeito, isso é idealização, é pesado com os dois lados.
Mas nesse aprendizado de "o que é amor",  JAMAIS tirei a poesia do amor. Jamais tirei ou vou tirar o coração acelerado, o pensamento que descansa no amado sem percebermos, a lembrança da pessoa ao ouvir uma música...Jamais vou tirar a respiração ofegante tendo que ser controlada por toneladas de razão, jamais vou tirar a naturalidade com que uma mão busca a outra, com que um corpo pede pelo outro.
Porque o amor entre homem e mulher, o amor EROS precisa do lirismo, da delicadeza, da poesia...dos detalhes.
No meu caso, o amor precisa de um detalhe: você.




terça-feira, 28 de outubro de 2014

Não sou espelho, e agora?!



Se relacionamentos, amizades são firmadas apenas em semelhanças, sem aceitar o que PENSA diferente de nós, não é amizade nem amor. Aliás, é amor, mas amor ao espelho apenas.
Respeitar é permitir que o outro pense diferente de mim e não recrimina-lo por isso.
Discordar não é desrespeito.
Ter outra visão não é preconceito.
Quanta fragilidade em nossa identidade pensarmos assim...
Se nos ofendemos com o que o outro pensa é porque nossa identidade ainda não está formada, ainda não sabemos quem somos.
Há pessoas que não concordam comigo em alguns pontos mas nem por isso me sinto ofendida por discordarem de mim. Continuamos sendo amigos pois somos maduros pra entender que cada um pensa de um jeito.
O mais importante nessa vida não é política e está longe de ser.
O mais importante não é quem está certo, mesmo que cada um tenha o direito de expressar o que acha certo.
O mais importante é o amor (sem demagogia), e amor pelo que NÃO é espelho.
Esse é um bom momento de exercitarmos o que tanto desejamos.
"Mais amor, por favor" inclui aquele que pensa diferente de você e de mim.
Ou seu amor é condicionado?


quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Uma exceção para tempos de eleições.

Eu quero e desejo muito que nosso país saia das mãos da "ditadura disfarçada", onde pensar diferente nos torna preconceituosos, denunciar crimes do governo nos torna "bandidos"....
É, está tudo invertido.
Eu não preciso concordar com você pra te aceitar. Nem você comigo.
 Desde quando amar é concordar?! Por favor, ne?!
Mas meu assunto nem é esse.
Só quero dizer que me "preocupo", sim, com o futuro de nosso país. MAS ao mesmo tempo DESCANSO porque MEU mundo não é esse. Meu mundo é governado por Deus, por minha fé Nele.
"O justo viverá pela Fé".
Eu sei que parece loucura. Mas se o PT não sair do governo, claro, vou ficar apreensiva, mas ele não manda em nada na minha vida. NADA!!!
Deus é soberano na MINHA vida e desejo que ELE seja na sua também.
Emprego, segurança, amor, prosperidade...isso não vem do governo. Isso vem do Pai.
Busquemos a Ele. Mude sua fonte.
Tendo Deus como fonte...nunca lhe faltará água.
Mas se nosso sossego, descanso, etc, vem do homem...vamos ter que nos contentar com a inconstância, com o "medo de ficar sem"...
Sim, façamos nossa parte para um país melhor. MAS que nossas vidas estejam sob o Governo dos Céus!

De novo o esbarrão.


Que saudades que eu estava de te ter
Essa ausência estava me fazendo morrer
Não morte 'dramática', apenas poética.

Mas eu sabia! Sabia, meu amor
Que a gente iria se reencontrar
É o Amor, não tem como lutar!

Que saudade que eu tinha do seu beijo
Nunca me esqueci, o único capaz de me isolar do mundo.
E mesmo você me guardando tão fundo
O destino tinha esse desejo.
Qual? De ver-nos enlaçados, de costas para os passados (meu e seu).
Nosso ontem (juntos) já é história. E as coisas boas ficaram na memória.
O que temos agora é presente (dádiva), presente (tempo) e futuro!

Sim, eu disse que já não te amava mais. E era verdade.
Não mais como antes. Por um tempo você me causava um "branco" na mente e coração.
Não era fingimento, era o que se passava dentro de mim.
Mas Deus, acredito, que não quis assim.
E desse repetido esbarrão do “acaso” acabei me apaixonando novamente pela mesma pessoa.
Minto. Não é paixão. É um "estado superior", além.
Paixão não corresponde ao que sinto.
Amor?! Amor talvez seja um nome que não caiba. Pelo menos, não nas dimensões de mercado que fizeram do amor.
O mundo moderno e descartável julgaria se soubesse.
Como pode amar alguém tão imperfeito?_pergunta-me.
Respondo-te: aprendi a amar olhando-me no espelho.
Se me aceito, te aceito. Se me amo, te amo.
E é esse amor que nos aperfeiçoa.

De repente, o sino da igreja SOA.
Casamo-nos.

terça-feira, 21 de outubro de 2014

Meu maior sonho...


Um sonho? 
Que todas as pessoas sentissem o que eu sinto. 
Esse amor absurdo que ultrapassa o entendimento. 
Essa paz estranhamente confortante. 
Essa alegria escandalosa. 
O que há de diferente nisso? 
É que sinto esse amor por alguém mesmo quando a pessoa não merece, e sinto-me amado, principalmente, quando não mereço. 
É que sinto essa paz estranhamente confortante quando estou no meio da guerra, mesmo quando estou ferida. Não é que deixa de doer, mas a dor é esmagada pela paz gerada pela confiança que tenho no meu Deus. 
O que há de diferente na minha alegria escandalosa? É que ela me invade mesmo quando não há motivos aparentes. É uma gratidão pela vida, pela Graça. É uma alegria que confronta meus fantasmas e traumas. (Não confunda escandalosa com "extrovertida". Há várias maneiras de jorrar essa alegria.Não importa como, através de quê...ela jorra. )

Mas não tente gerar isso usando máscaras externas, pois isso traria uma reação contrária com o tempo. Isso pesaria.
Como conseguir então?
Bom, isso tudo é sustentado por minha fé em Cristo.
E minha Fé é sustentada por uma decisão diária de olhar pra ELE, de crer Nele ao invés de me apegar ao "natural"(ao que vejo).
Aí, no final das contas, o sobrenatural passa a ser o caminho mais óbvio.

segunda-feira, 20 de outubro de 2014

INTIMIDADE COM DEUS.


"A intimidade do Senhor é para aqueles que O temem, aos quais Ele dará a conhecer a sua aliança".
_Salmos 25:14

Há uma outra tradução que diz que "a intimidade é para aqueles que O buscam...".
Assim como em relacionamentos entre colegas, amigos, familiares...há uma INTIMIDADE disponível para nós, mas só usufrui dela quem está disposto a passar mais tempo junto, conversar, buscar; assim é com Deus.

Fazendo uma comparação, é como um pai que tem 3 filhos.
Todos os dias eles almoçam juntos, os filhos até agradecem pelo alimento, até têm consciência de que eles comem porque seu pai 'coloca comida na mesa'.
MAS UM dos filhos não se contenta com isso e quer saber mais do pai, quer conhecê-lo, gosta de conversar, passar um tempo a sós com ele, TER INTIMIDADE.
Esse filho acaba sendo AMIGO do PAI, e com isso fica sabendo dos planos dele, sabe o que é melhor para a empresa que o pai tem...o filho começa a alinhar seus pensamentos com os pensamentos do pai. Isso gera nele uma confiança e um descanso. E gera no Pai também uma confiança de que pode contar com aquele filho para dar continuidade ao seu trabalho.
O pai ama os três do mesmo jeito, mas UM filho DECIDIU ter intimidade.
Os outros ficam enciumados porque 'dizem conhecer' o pai também, mas não é verdade, eles apenas sabem o nome dele, sabem a "função" dele, mas não conhecem o coração dele.

Onde quero chegar com essa história? Te convidar para buscar uma INTIMIDADE com Deus (Cristo). Não é um convite para uma religião (Deus te livre disso...rs).
Sabermos do Amor de Deus e não usufrui-lo é vão.
Sabermos do Poder Dele mas não conhecermos esse poder é inútil.
Falar de Deus, falar no nome Dele, não nos torna íntimos Dele.
Está precisando de um Norte, de uma saída, de uma resposta? Entre na intimidade com Ele, fale com ELE, leia a Bíblia pra saber mais sobre o caráter Dele (ouça-O). Porque INTIMIDADE não é só falar, é ouvir também.
E estejamos sensíveis ao que ELE diz. Pode ser contrário ao que você deseja e isso vai te confrontar. Mas tenha certeza, será O MELHOR PRA VOCÊ.
 Como sei que é ELE quem está dizendo? 1-Ele te dá paz (que excede todo entendimento), uma paz acima das circunstâncias. 2- Ele não vai contra Sua própria Palavra (por isso é importante conhecer a Palavra Dele). Enfim...Isso daria um outro texto.

 O importante é: ao ouvi-Lo, confie e OBEDEÇA. Porque não basta saber o que ELE quer, a mudança vem com uma atitude nossa obedecendo o que Ele diz.

Beijos
Com Amor...

sábado, 18 de outubro de 2014

Quando uma verdade explode...




Bob e Nina eram melhores amigos, desses que falam de tudo. Tudo mesmo! Falam desde besteiras à coisas mais profundas.
Nina tinha passado anos amando um cara. Era o amor mais absurdo do mundo. Não, não era doentio. Era puro, de graça. Era bonito.
De repente, uma verdade explode. E como toda explosão, fez um estrago.

-Nega, quando vejo uns caras agindo assim, eu fico tão desanimado_disse Bob para Nina.
-É. Mas eu sei que ninguém é perfeito. Todos temos defeitos.
-Não, não justifique! Isso é egoísmo, maldade dele! Ainda mais fazer isso com você! Poxa, eu te conheço e te amo tanto que esse cara me deixa irritado.
-Ahhh já faz tempo! Embora eu tenha descoberto a verdade só agora.
-Tá, mas eu ouvi você o defender por anos, mesmo eu te alertando. Você sempre o defendeu, como está fazendo agora!
-Não, não estou defendendo-o! Ele agiu de forma horrorosa SIM.[...] Sabe, quando descobri fiquei perplexa, sem chão! Ainda mais porque eu nem estava procurando notícias, simplesmente caiu no meu colo a informação. Mas fiquei em choque DE VERDADE, não sabia o que pensar, o que fazer com meu passado, com o que vivi...Fiquei com vergonha de mim, de minha inocência, de ter acreditado que ele era BOM e REAL. Depois vi que ele era bom sim, só não era real.
-Como assim? Como uma mentira pode ser boa?
-Não pode. Mas não acredito que ele seja tão ruim assim. Eu via nos olhos dele! Na verdade, acho que os olhos dele nunca mentiram, principalmente depois que terminamos e ele falava frases rotineiras tentando não colocar 'amor', mas nos olhos dele eu via amor. Na música que ele me mandou depois de anos que não estávamos mais juntos... Acredito que ele tenha sido verdadeiro. Ele tinha umas recaídas de VERDADE.
-Ouuuu recaídas de mentira.
-É. Mas, nego, entendo sua indignação e me sinto muito amada por você te vendo reagir assim...
-Ele é um idiota!
-Ah, por favor, não o xingue! 
-Vai continuar o defendendo?! No mínimo ele é um babaca porque perdeu a mulher mais incrível desse mundo!
-Ahhhhhh você que é um ótimo amigo!
-Não, não estou falando pra te "levantar" não. Eu te conheço como ninguém!
-Sabe, me dói muito pensar sobre tudo isso, pensar que o incrível homem que amei nunca existiu. Mas pelo menos ele me despertou o sentimento mais nobre e lindo do mundo: o amor. Esse sentimento que todo mundo procura, muitos inventam senti-lo e poucos REALMENTE o conhecem. 
E independente do que ele tenha feito, ele tem meu perdão.
-Tudo bem, tudo bem... Mas esse cara não sabe o que uma 'brincadeira' dessa pode causar em alguém...
-É, ele não sabe, até porque sempre 'brincou' assim. E minha única oração desde que a máscara caiu até hoje foi: "Deus, não me deixe ficar como ele, que provavelmente já amou alguém e se feriu...Não me deixe ficar como a maioria, fechada, que não acredita em amor e começam a fabricá-lo como se fosse possível. Deus, me ajude a continuar acreditando, a continuar sendo doce...me ajude a não ser uma pessoa que apenas "reage", onde as atitudes dos outros ditem as minhas. Deus me ajude a não ser guiada pelo medo e aceitar alguém que goste de mim ao invés de assumir um sentimento maior por outra pessoa por medo de amar de novo. Me ajude, Deus, a ter minha Fé restabelecida e maior do que a ferida....Amém,"
-AMÉM.



quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Quando voar é a única alternativa.


Eu sempre acreditei que podia voar
Aliás, eu sempre voei.
Acredite você ou não, há coisas que só eu sei.

Tenho muita força, embora seja absurdamente sensível.
E mesmo que você ache estranho, eu creio no invisível.

Se levei golpes da vida? Não foram poucos!
Me machucaram. Já tiveram dias que pensei que eu não fosse aguentar de dor.
Desilusão. Eu caída no chão.
E alguns perguntam: mesmo assim confia em Deus??
Mesmo assim, no meio dessa agonia toda, eu digo que Ele me ama?
Eu sei, parece loucura. Mas é que o AMOR Dele me cura.

Há  dores terríveis que sentimos, mas quando temos ELE como Senhor e Amigo,
Mestre e Abrigo, as coisas se tornam suportáveis.
E mais, quando estamos caindo é que DESCOBRIMOS que ELE pode nos sustentar.
Então, a dor se transforma em surpresa, e mesmo com o coração partido eu me alegro porque Ele me faz planar.
Afinal, uma coisa é voar tendo um chão para voltar.
Outra coisa é quando roubam seu chão, destroem seu passado, cortam sua história e VOAR se torna a única saída.
Aí, meu querido, não há lógica, nem superstição, nem psicologia que dê jeito.
Quando nosso chão é arrancado somos obrigados a descobrir que a Fé FUNCIONA,
e que voar é só mais uma coisa natural de quem anda com Deus.
Quando não temos onde apoiar os pés e achamos que o próximo passo será rumo ao abismo em queda livre e a única coisa que nos resta é fé...Ela é suficiente.

Voar na arte faz parte.
Voar no amor é inevitável.
Mas voar pela Fé é SOBRENATURAL.
Voar quando te cortaram as asas, destruíram sua imaginação, roubaram seu chão e suas lágrimas não param de cair...isso só a Fé em Deus pode proporcionar.


Firme o olhar Nele.


"...deixemos todo o embaraço, e o pecado que tão de perto nos rodeia, e corramos com paciência a carreira que nos está proposta, Olhando para Jesus, autor e consumador da fé..." _Hebreus 12:1-2

Apesar de todas as circunstâncias que estamos vivendo no Brasil,
apesar de todo lixo exposto e que nos fazem engolir goela abaixo,
apesar de tantas propostas sujas que nos cercam,
apesar de o SUJO ser considerado normal e aceitável...TENHAMOS UM BOM DIA.

Vamos nos livrar das coisas que nos amarram, que nos impedem de correr pelo Caminho da Graça! Vamos nos livrar das mágoas, dos "nãos" que machucaram, dos "Sins" que nos amarraram...
Como fazer isso? Como sair do meio desse embaraço todo que nós mesmos fazemos? Como prosseguir se as circunstâncias parecem nos engolir? OLHANDO FIRMEMENTE PARA O AUTOR E CONSUMADOR DE NOSSA FÉ: JESUS.
Tiremos os olhos das coisas tenebrosas desse mundo e olhemos para ELE.
Isso é caminhar em Fé. Caminhar ACIMA DAS CIRCUNSTÂNCIAS.
Eu sei que é difícil, já que estamos cercados de notícias ruins. Mas é uma ESCOLHA que tomamos a cada minuto de nosso dia: ao invés de olharmos para o "gigante", olharmos para Deus.
Olhemos para Aquele que nos Amou primeiro, Aquele que nos ama apesar de nós, Aquele que quer CUIDAR de nós.

Beijos
Com Amor...

quarta-feira, 15 de outubro de 2014

Nossa escolha vai além das urnas.


Sim, eu penso diferente de você.
Na maioria dos casos não há problema algum nisso.
(falei “maioria” porque há casos que nem se discutem. Nem tudo é relativo).
O que poderia ser enriquecedor (nossas diferenças) têm se tornado pesado, cansativo e agressivo.
Eu gosto de ouvir quem pensa diferente, sim, desde que a pessoa saiba falar, fale com respeito e gentileza. Quando há grosserias nem perco meu tempo.
Estamos num momento importante para o Brasil, entendo, mas tão importante quanto escolher alguém para dirigir nosso país é saber ESCOLHER nossas atitudes diárias.
Independente de quem seja eleito, nossas atitudes é que precisam mudar.
Gentilezas foram esquecidas.
Cordialidade?! Nem sabem o que é.
Integridade?! Relativizaram-a para adequarem a seus “interesses”.
Caráter?! É "artigo de luxo”.
Doçura?! Quem se lembra ‘disso'?!
O “engraçado” (pra maioria) é sair dando "coices" por aí, ne?! Nãooo, não é!!!
Julgar os outros virou “mania nacional”. Já até "categorizaram" essa nova 'espécie' que sai criticando todo mundo: são os chamados 'HATERS' (depois pesquise sobre).

Estamos adoecendo e nem percebemos.
O EGO está inflado pelas redes sociais e “selfies”.
Não queria te chocar mas tenho uma notícia para dar: O MUNDO VAI MUITO ALÉM DO ESPELHO. Aliás, espelho estranho esse que não mostra nossas próprias falhas, nossos erros. E é justamente isso que nos cegou e nos adoeceu.

Esse ódio todo que muitos têm distribuído durante "a política” estava onde? Estava aí dentro camuflado de quê?
Esse desrespeito que usam para lutar pelo próprio respeito é normal, aceitável?! Esqueceram a regra básica do respeito: SE COLOCAR NO LUGAR DO OUTRO (SENDO O OUTRO, com a cabeça do outro).
Lutar pelo direito das minorias virou pretexto para baixaria?!
Minoria são os sensatos, os que decidiram AMAR a todos, inclusive aqueles que discordam deles, no meio dessa guerra.
Minoria são os que abrem mão do orgulho, do desejo de “mostrar que estão certos” pra não incitar ódio, que não caem em discussões vãs.

E se Cristo estivesse aqui PESSOALMENTE como agiria? Sinceramente, não sei em quem ele votaria porque ELE tem uma consciência maior de que o mundo Dele não é esse. E é essa consciência que devemos buscar: nosso mundo vai muito além desse, e na lei de nosso mundo REAL o que impera é o AMOR. Mas é o amor como Deus ensina e não esse nosso adoecido e condicional.

Parece loucura eu falar disso no meio desse tiroteio, mas parece que todo mundo está cego, surdo e com a consciência desativada! Cada um defendendo 'seu chefe'.Ok. Mas muitos confundem defender o que acreditam com atacar o adversário (que pensa diferente dele).
Parece briga de criança, mas crianças armadas! E arma em mão de criança não é nada bom.
Larguemos as armas! Basta de alimentar tanto ódio!
Alimente-se das coisas do Alto (do Pai, Deus) e assim terá o que oferecer a esse mundo carente de justiça, honestidade, Verdade, alegria verdadeira…
Resumindo, o mundo está carente do Amor de Deus. É esse ENCONTRO que está faltando: do Pai com os filhos.

sábado, 11 de outubro de 2014

Dia das Crianças!


Que nossa criança interior não perca-se nesse mundão, mas se perder-se que seja resgatada.
Que ela não morra, mas se morrer que volte a viver. Para nosso Deus tudo pode voltar a viver.
Que nossa criança interior não seja sufocada, maltratada ou condenada pelos amargos da vida, mas se for, declare-a livre sem medo do ‘susto' dos que estão ao seu redor.

MAS jamais confunda MANTER A 'CRIANÇA INTERIOR' VIVA E SAUDÁVEL com “meninices ou molecagens”.
Meninice é justificar defeitos, deslizes, fazer “coisa feia” e justificar dizendo que é um “crianção”. E bota meninice nisso! 
O crescimento da alma é necessário, e é uma forma muito generosa de cuidar de si.
O amadurecimento, reconhecer que errou, voltar e pedir perdão, mudar, avançar é EXTREMAMENTE SAUDÁVEL. Facilita as relações, a convivência…e nos leva pra viver o MAIS da vida. Porque só “gente grande” pode ir a determinados lugares, à lugares mais altos, onde a vista é mais bonita.
E o mais interessante é que quanto mais crescemos, mais nos tornamos como crianças.
Precisamos da maturidade (da astúcia, experiência) para subir o monte e ver tudo lá de cima, mas, quando crescemos, precisamos da criança para acreditar que podemos voar, usufruir do vôo e fazer a diferença na vida das pessoas.

Quando falo da criança que habita em nós, falo da doçura, da fé nas pessoas, na vida e em Deus; falo da esperança, da alegria, da simplicidade, da leveza, da risada gratuita, da humildade em reconhecer que precisa de outros, que precisa do Pai (Deus)…

E finalizo fazendo a pergunta que sempre me faço, e te convido a fazer o mesmo: será que a criança que eu era sentiria orgulho da adulta que me tornei?
Se a resposta for "não" em alguns pontos, reveja tudo, perceba onde errou, volte atrás e mude. Antes de avançarmos é preciso corrigir os erros do passado também.
Ainda dá tempo de mudarmos o que precisa ser mudado.
Pau que nasce torto morre torto” é uma expressão que só cabe a coisas e não a pessoas. Pessoas podem mudar (quando querem).

E lembre-se, muitas vezes, mudar de opinião não é sinal de fraqueza, e sim de humildade e maturidade.

 FELIZ DIA DAS CRIANÇAS!

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Privilégio.


Sete anos haviam se passado. Parecia tempo demais. Na verdade, é tempo demais.
Muita coisa aconteceu. Liz cresceu.
Não que ela fosse pequena, mas mesmo quando somos adultos, o crescimento não para. Pelo menos, não deveria.
Como todo mundo, em algumas fases de seu crescimento ela confundiu crescer com endurecer. É, porque na hora da dor, ao invés de lavarmos a ferida para que cicatrize, colocamos um escudo, uma casca por cima.
Pode até adiantar, aliviar a dor daquele momento, mas não cura.
Mas Liz tinha uma coisa boa, sabia reconhecer seus defeitos, seus erros, e quando os reconhecia tratava de mudar logo.
Vocês sabem, algumas mudanças são rápidas, outras mexem na estrutura e demoram mais um pouco.

Sete anos se passaram, mas Juan parecia o mesmo. Talvez um pouco mais duro ou com uma armadura mais convincente, não sei.
Juan e Liz tinham vivido uma bela história há 7 anos. Um amor natural, sem ter que passar por aquele momento de "aprendi a gostar dela e hoje estamos muito bem, obrigado".
Era Amor e ponto.
Porque Amor a gente não questiona, não tem motivos lógicos, não é devido a acertos e erros. Até porque o amor perdoa quantas vezes forem necessárias, então os erros e acertos não influenciam tanto (favor não confundir com "ser trouxa").

Hoje, Liz conhecia bem mais defeitos de Juan, mesmo que estivessem longe há tanto tempo. A distância facilita enxergar certas coisas.
Ele tinha inúmeras virtudes também, claro, mas os defeitos maltrataram o coração de Liz. Ela o condenou por dentro por um tempo. Ficou perplexa, sem rumo. Ela não tapava o sol com a peneira. Gritou cada dor.
Mas ela tinha um defeito, qualidade ...sei lá, ela tinha aprendido a amar.
E mesmo depois de tudo, de toda descoberta, de toda dor coberta, de toda agonia vivida, ela o perdoou. Ela SE perdoou, porque os outros só enganam a gente porque permitimos.
Juan não havia pedido "perdão", mas Liz conhecia aquele coração, não podia ser maldade não!
E ela também tinha um monte de defeitos, cometia erros.
Pros defeitos, há conserto; pros erros, perdão e transformação.
Porque enquanto o perdão não superar os defeitos, não é amor verdadeiro, é desejo, carinho, vontade de ter companhia...
Nossa forma de amar ainda precisa se aperfeiçoar muito. Na verdade, acredito que poucos REALMENTE tenham experimentado o AMOR.
O Amor é muito mais simples do que pensamos e, ao mesmo tempo, muito mais profundo.

Ela o amaria pelo resto da vida, porque amor é assim, pra sempre.
Mas se vão ficar juntos?! Isso não depende apenas do amor, infelizmente. Depende da coragem de ambos. Depende de fecharem os olhos e darem as mãos.
Porque isso é AMAR: fechar os olhos para os obstáculos, não ver o próximo passo, mas permanecer de mãos dadas. Porque uma mão sustenta a outra, ajuda a outra, confronta a outra, guia a outra, conforta a outra.

Agora Liz sabe que é amor o que ela encontrou e isso a torna privilegiada.
Tanta gente dorme junto, mora junto, vive anos junto com alguém mas não conhece esse amor.
Dizem que amam, procuram esse amor em cada romance mas não passa de sentimento inventado.
Juan vai ter esse amor de Liz pra sempre, é dele.
Liz aprendeu que amar não é fardo, é graça.
Pode ser que descubra um novo amor, já que agora ela reconhece suas características, e junto com esse novo amor ela viva uma história terminada em "reticências".
O futuro já não importa mais. Liz estava em paz.

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

"EuFobia".


Falando em "tudoFobia" (já que é só o que se fala!)...
Acho que a maioria de nós tem "EuFobia", medo do EU, de se enxergar, de SE enfrentar...
Aí vira um tanto de dedo apontado para o outro pra não ter que apontar pra si.
Aliás, creio que todos nós temos. Uns em um grau mais elevado que outros.
MAS o importante é saber que todo caso tem tratamento.

Tratamento: Doses diárias de Verdade. Olhar menos para o "tudoFobia" ao lado, olhar menos para os defeitos alheios, pensar nos próprios atos, na origem das reações...Enfim, é um tratamento pelo resto da vida.

Não precisamos ter medo, a maioria dos "monstros" são pequenos. É que quando a luz está longe a sombra projetada fica maior. Mas diante da luz da Verdade (aquela como o Sol do meio-dia, aquela que DEUS revela) o que nos agoniza é, muitas vezes, só um detalhe. E quando olhamos pra dentro podemos encontrar mais tesouros do que piratas, mais encantos do que maldade... Há sempre uma doçura escondida.


Obs: 
EuFobia: também conhecido como "espelhodaAlmaFobia". E o mais incrível é que há muitos "narcisos" com isso. Parece contraditório, mas só alguém que não se enxerga pra SE idolatrar tanto quanto o narciso, e achar que o resto do mundo quer atingi-lo ou tem inveja dele.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Que possamos nos 'ALINHAR'.


O Senhor diz: "Esse povo se aproxima de mim com a boca e me honra com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. A adoração que me prestam só é feita de regras ensinadas por homens." _Isaías 29:13

Quão atual é a Bíblia! Enganar pessoas pode até ser fácil. Enganar a si mesmo também. Mas Deus conhece nosso coração (ainda bem!). E eu sei que muitas dessas "enganações"não são conscientes. Que o Amor do Pai possa estar além de nossos lábios, de nossas "postagens", além de nossa "reputação", que esteja em nosso caráter, em nossa essência.
Que nossa vida seja um reflexo da verdade que existe em nosso coração.
Fala de Deus mas não honra seus pais?
Fala de Deus mas julga meio mundo?!
Fala de Deus mas quer sair ganhando em cima dos outros?
Há uma incoerência aí! Não estou dizendo que temos que ser PERFEITOS, mas pelo menos buscarmos viver a verdade que falamos.
Claro, erramos, falhamos demais, somos imperfeitos, mas podemos melhorar se praticarmos o que "dizemos acreditar".
Que haja um alinhamento de nossas emoções com nossa fé, de nossas palavras com nossas atitudes e coração.
Às vezes até seguimos as regras ensinadas por homens, cumprimos os rituais religiosos, mas não temos RELACIONAMENTO com Jesus, não temos intimidade, não ouvimos a voz Dele, apenas a nossa, nossas vontades, nossa justiça própria... Tudo apenas feito apenas por uma questão de 'aliviar a consciência', mas não há de fato uma preocupação em saber qual é a direção melhor, a que vem Dele.
Que nosso coração possa ser conquistado por Cristo.

As pessoas podem até achar "bonitinho" falarmos de Deus, mas só iremos fazer diferença nesse mundo se formos CRISTO aqui. A transformação em nossas vidas só vem através Dele!
"A letra mata, mas o espírito vivifica".

Beijos

Com Amor...

terça-feira, 30 de setembro de 2014

Sobre viver em sociedade...

Respeitar não é concordar com o outro. Achar que respeitar é isso é um desrespeito com a singularidade alheia, é muita pequenez!
Respeitar é aceitar, mesmo que não concorde.
E aceitar não é aplaudir.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Eu mergulho.



Eu sei, isso não é comum mas quer um conselho? Relaxe.
Viva pra você.
Não se preocupe comigo.
Não caio em provocações da vida, quanto menos de pessoas.
Não se preocupe em me provar sua alegria. Se você acredita nela e está vivendo-a, isso já é o bastante. Sei me alegrar com os que se alegram (de verdade. Os de mentira não).
E por favor, preste atenção pra ver se não está tentando provar pra si que "está tudo bem, obrigada".
O que precisa de provas são coisas que geram dúvida.
A 'cor branca' não tem que provar que é branca, a gente vê. Entende?! Só se prova o que pode ser falsificado. Uma jóia, um documento, uma alegria (gerada por fora e não por dentro), e até alguns relacionamentos...

Não entro em competições. Não tenho a mínima paciência com jogos.
Não é que eu tenha medo de perder, é que tenho coragem demais pra me encontrar. E é o que busco: ME ENCONTRAR a cada dia.
Competir, tentar provar meu valor é algo tão distante pra mim.
Sei bem quem sou. Não que eu seja melhor ou pior, mas tenho minha identidade em Deus e isso me basta.
Apenas tento ME vencer todos os dias.
Vencer agonias, dores, limitações. Expandir meus limites, aumentar minha tenda. Avançar.
Viver a vida inteira com as águas batendo nos joelhos não é comigo. Gosto de ir mais fundo, e mais fundo. Até que as águas me cubram, até que meus pés não toquem mais o chão e eu tenha que mergulhar e desfrutar da vida abundante totalmente dependente da sustentação de Deus, meu Pai.
Parece perigoso aos olhos da maioria, eu sei. Mas confio mais Nele do que em mim.

E para concluir reforço meu "conselho": relaxe. Não sou de "cuidar da vida alheia"(no mal sentido).
Quando cuido, o máximo que faço é convidar para um mergulho também, porque é lá no fundo que existem as maiores belezas.
Não conte comigo para uma competição. Não procuro medalhas, troféus...
Quem descobre o Amor do Pai não se deslumbra com qualquer outro prêmio.


Presente do Hoje.




Tão bom quando finalmente chega o OUTRO DIA
Quando o amanhã vira HOJE.
Quando a ferida cicatriza e não passa de uma marca deixada pela vida como tantas outras.
Tão bom quando a verdade liberta!

Sim, pra mim, continua sendo estranho meu passado ter buracos, sem pontes que liguem os acontecimentos. Mas mesmo assim, mesmo sem entender, mesmo sem pontes,  o OUTRO DIA chegou.
O Hoje está aqui diante de mim sendo o presente mais presente do meu tempo Presente.
É o AGORA me dando a mão sem se importar com o ontem, sem me questionar sobre o "amor bandido" que desfalcou meu passado.
Afinal o que importa agora é o que farei daqui pra frente!
O rapaz inventado não conseguiu destruir minha essência de amor. Sim, tive meus momentos de dor, de grito, de indignação. Era preciso.
Mas nunca dei autoridade pra ninguém mudar minha essência, minha raiz de amor. Foi assim que Deus me fez. O que desejo pra ele? O mesmo que desejo pra mim: que a gente tenha a ousadia de SE ENFRENTAR. Vencer a si mesmo é o grande desafio da vida.