Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

domingo, 22 de dezembro de 2013

Dois de mim.


1- Você não fica apreensiva em pensar que sua inspiração, o cara de quem tanto fala, pode ler seu Blog?
2-Quem disse que escrevo sobre alguém real?
1-Ahhh....seu amor ultrapassa as palavras, a gente sente.
2-Ok. É verdade que há um SENTIMENTO que me inspira. Quanto à pessoa...não sei se há. Não sei se eu o inventei ou se realmente existe.
1-Sei...mas e se existe, você não ficaria sem graça por ele ver tanto amor sendo jogado fora?
2- Sinceramente, prefiro não pensar nesse possibilidade. Primeiro, porque me tiraria a liberdade, e eu preciso da liberdade. Não sei viver trancada. Minha imaginação precisa voar. Ao menos "criar" me permite viver o que acredito.
1- Hum...e segundo?
2- Bom,  ele não leria. Ele não se interessa por mim. Ou talvez se interesse, mas acha que "passou", ou não tem coragem ainda. Porque não é possível, se ele ler, que leia de curiosidade. Ele não é uma pessoa curiosa.
1-Coragem de quê?
2- De sentir, de ficar "bobo" de amor, de ...em poucos dias imaginar a vida a dois e não ter medo disso. Porque eu sei como é, quando a gente consegue se imaginar casada com alguém tão rapidamente, assusta. E a gente pensa: "não estou preparada agora". E sem saber o que fazer, ao invés de simplesmente esperar o tempo certo, abortamos a situação mais mágica que todo ser humano espera ter na vida: abortamos o amor.
1- Mas e se ele aparecesse na sua frente? Você o aceitaria de volta mesmo tendo sofrido tanto, mesmo que ele tenha "errado" tanto?
2- E quem não erra? Você acha que EU que vivo falando do AMOR de forma simples me apegaria ao orgulho e dispensaria o amado??! Acha mesmo?!

Um comentário: