Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

sexta-feira, 27 de dezembro de 2013

Coisas do coração.


Ele insistia apesar da crise interna, ele persistia. Tinham combinado de se afastar (ela já tinha visto essa história, parecia replay mas dessa vez com alguém um pouco mais honesto consigo).
Ana não entendia muito bem e assistia aquilo tudo pensando no que poderia fazer para ajudá-lo.
Tentando solucionar pra ele aquela situação que o afligia, ela disse:
- Fique tranquilo. Se o seu coração está em Paz, fique tranquilo. Eu vou entender. Eu sempre tenho que entender, é o que me resta... 
Não que pra ela a situação não estivesse ruim, mas Ana sabia lidar com suas próprias feridas, mas ver alguém assim era ruim. 
E ele contestou:
-Quem disse que estou em paz? Você não entende?!
-Não...se você não me falar...não...Siga seu coração.
-Meu coração quer você. Eu penso em você todos os dias, imagino nosso futuro juntos...
-E isso é ruim?
-Não, parece incrível! É tão incrível que assusta.....
-Hummm... Mas qual é o problema nisso tudo, de imaginar um futuro?!
-O problema é que cada dia que passa eu me envolvo mais, eu quero mais...eu tenho medo.
-Medo?! De quê?
-De me entregar e me "estrepar" depois.
-Olha, qualquer relação é assim. É natural que a gente se envolva cada vez mais QUANDO HÁ SENTIMENTO. Essa é a graça da vida. Ou então, leve uma vida morna e escolha alguém que não se entregue também, e você vai se envolver também mas só na parte racional, onde tudo está sob seu controle.

Ela amava aquela sinceridade dele, sinceridade com suas emoções. Ele não tinha vergonha de confessar fraquezas, medos, inseguranças... E isso os deixava mais próximos. Porque a verdade aproxima as pessoas.
E do nada ele disse:
-Case-se comigo?!
-Hã?Não brinque com essas coisas...
-Não estou brincando. Case-se comigo!
Naquele momento quem teve medo foi Ana.
E a frase mais desejada pelas mulheres, era a que Ana já tinha ouvido várias vezes e sempre lhe despertou medo. Talvez porque a única vez que alguém lhe despertou o AMOR mesmo a frase não foi dita. Pelo contrário. Ela ouviu: "você é a mulher dos meus sonhos, mas não estou preparado pra casar agora."
E ela nem tinha falado em casamento...Aliás, na vida dela esse era um assunto sempre iniciado por eles. 
Mas ela estava cansada de ser sonho de alguém, queria ser a realidade. Mas não de qualquer um, de apenas UM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário