Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Tudo novo de novo.


Acho riquíssimo esse fato da vida: estar em construção.
E cada pessoa que passa por nós, nos agrega alguma coisa.
Sim, há aqueles que nos roubam também (se permitirmos). E quase sempre permitimos, meio sem querer,  porque encaramos a vida, muitas vezes, sem olharmos no espelho, então mal sabemos quem somos, quanto mais se tirarem algo de nós.
Isso é ruim. É preciso mudar nisso.
Eu luto todos os dias para que meus amigos se encarem, assim como luto contra meu cômodo estado de "deixa pra lá,...é assim mesmo,... é o destino".
Claro, não é agradável enxergar nossas mazelas. Mais cômodo seria ignorá-las, mas isso é muita meninice! O amadurecimento sem perder a doçura infantil é necessário para uma vida plena, e é maravilhoso poder usufrui-la!

Hoje, quando paro pra rever minha vida, vejo claramente as pequenas mudanças que tive depois de ter cruzado o caminho com pessoas que me foram importantes. Um, em especial, me ensinou muito do que hoje sou. E o que esse me ensinou, repassei para o que amei. Que grandeza essa nossa vida!
E todos os dias vivemos o ineditismo da existência! Porque hoje não somos os mesmos de ontem, então tudo é novo!
Tudo novo de novo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário