Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Insanidades que encaram como "normal".


Sabe uma coisa que nunca entendi: tem gente que vira a página, já outros...arrancam a folha.
Nunca entendi esses que arrancam a folha.
Nunca entendi como alguém pode ser bom pra mim se esse alguém quer me arrancar de mim?!
Como alguém diz me amar se exige de mim que eu viva somente a partir dela (da pessoa)?
Isso, pra mim, não é amor, é obsessão, egoísmo....Mas amor...???
Entenda. O que sou hoje foi construído. Meu passado me pertence.
Gente que destrói raízes me dá medo. É gente que é levada por qualquer vento.
Gente que nega a origem, que rejeita pessoas que foram parte de sua história me assusta. Me parece insano! Como vou fingir que não conheço alguém que morou no meu coração, que me viu dormir e acordar, alguém que me deu sua intimidade? Como destratar alguém que me despertou coisas boas? Como ser indiferente? É loucura total! A não ser em casos extremos de violência e tal, a gente até "entende".
Mas...Quem me ama deve aceitar meu percurso, deve respeitar minha história!
Se meu namorado não cumprimenta uma ex dele acho o cúmulo da falta de educação, cúmulo da meninice! Nesses casos, acredito que há coisas mal resolvidas no coração. E não implico não. Tento fazê-lo resolver. Sim, às vezes ele terá que conversar com a ex. Aí, você pode dizer: "e se ele quiser voltar com ela? Se ele não ficar comigo?".  Aí, minha querida, se ele foi, é porque ele nunca chegou de verdade.
E precisamos estar com alguém inteiro. Inteiro mesmo, com passado resolvido, aceitar sua história...
Não quero ao meu lado alguém que se recuse a olhar pra si, que se negue encarar o passado.
Acho estranho esse receio que a maioria tem de falar de quem passou. Pra mim, a maioria é amor mal resolvido, é amor não enfrentado, não lutado, amor covardemente abandonado.
Pra gerarmos um futuro saudável e livre temos que fazer as pazes com o passado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário