Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

sábado, 14 de setembro de 2013

Sofia em xeque.



-Eu quero você, quero viver com você...
-Por que eu?_ela indagava tentando entender pra saber se aquilo era fogo de palha ou era coisa séria.
-Porque você é a mulher que todo cara em sã consciência desejaria, você é quase completa.
-Não, nem todos desejariam. Há pessoas de bom gosto.
Ele riu. Ela também. De tanto ouvir isso na vida, ela quase acreditava, mas sem nenhuma pretensão ou arrogância. Encarava esses elogios exagerados de forma engraçada.
-Me fale, eu quero saber por que você não desistiu de mim até hoje? Já que pode ter tantas outras mulheres...Menos complicadas até! Mais disponíveis...
-Por você vale à pena pagar um preço, é sincera, me diverte, seria uma ótima mãe para nossos filhos e eu adoraria envelhecer com você.

Sim, isso era uma coisa linda de se ouvir. Uma declaração e tanto! Rara!
Mas Sofia se questionava: "Aceitar esse pedido sem que eu sinta a plenitude no coração (apenas na razão) e tomar esse momento como se fosse meu.... Até onde isso é maturidade e até onde é comodismo?...Será que isso é um presente que eu AINDA não estou enxergando ou é desesperança no amor (aquele que explode dentro da gente)? "

Nenhum comentário:

Postar um comentário