Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Um dia a vergonha iria aparecer...eu sabia.

E aí você se depara com a coisa mais estúpida do mundo!
E percebe que o cara que você ama (amava?Já que talvez nem exista), que dizia que era o mesmo, não tinha mudado, não eram dois (antes e depois)...ESSE CARA que presenciou suas lágrimas fujonas que insistiam em sair na hora errada...
Esse cara que te fez acreditar que o que ele diz é verdade... E você o defendia pra si, para os outros...
E você não achava motivos para desprezá-lo, afinal, nunca achou motivo pra desprezar quem quer que seja...
Você não encontrava razões para o NÃO. Nenhuma briga. Respeito (parecia) mútuo.
Na verdade, você ainda acredita nele, ainda SABE que é um cara singular.
Mas, de repente, você se enxerga no seu último encontro com ESSE CARA e sente-se tão boba, tão tola, tão ingênua...que pela PRIMEIRA VEZ você tem vergonha do que sente e de tudo que expressou.
Mas tudo já foi dito.
As palavras não voltam. Muito menos as lágrimas .


Nenhum comentário:

Postar um comentário