Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

terça-feira, 9 de julho de 2013

À espreita.



Sabe, isso não é legal, mas, infelizmente, chega um momento na vida que a gente passa a viver com os dois pés atrás. Estranho, não? A lógica seria um passo na frente do outro.
Mas diante de pessoas que trataram eternidades como flashes (num piscar de olhos a gente não vê mais), diante de tantas declarações que se perderam no vento...a gente aprende (pra sobreviver) a olhar as pessoas com mais frieza, com menos confiança.
Sempre fui daquelas que acredita em tudo e todos até que me provassem o contrário. Agora...
Agora é complicado. Agora, minha luta é pra acreditar.
Um se desdobra inteiro, faz o que pode pra ter-me ao lado.
Outro, se preciso for, vai até de bicicleta ao meu encontro.
Em tempos diferentes, mas num mesmo momento. No meu momento cético com pessoas. Um momento em que eu jamais me imaginei passar.
"Case-se comigo!"
"Eu quero te ter ao meu lado sempre..."
E, me vejo assistindo essas declarações sem me emocionar com elas, sem ser tocada. Por que? Por não acreditar.
Por que não acreditar, se eles dizem e fazem?Ué, porque outros já disseram e fizeram. Infelizmente, algumas pessoas dizem e fazem apenas pelo prazer da conquista, ou pelo PRAZER. E quando se é "menina" e acredita nos outros a gente cai e machuca.
Não, não cheguei ao ponto de perder minha "meninice doce". Apenas estou me guardando pra não cair de novo.
E esta é minha oração: que o próximo que pegar minha mão, não me solte, não!

Nenhum comentário:

Postar um comentário