Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

domingo, 12 de maio de 2013

Um amor baseado nAquele que é Amor.


Tem gente que reclama de ter se apaixonado...Ahhh como eu queria ter me apaixonado!
Paixão é fácil de resolver. Se deu certo, bom proveito. Se não deu...calma, que o tempo resolve.
Paixão tem hora pra acabar, e é mais condicional. Uma decepção aqui, outra ali...pronto, ela começa a esfriar. 
Claro, ela pode se reacender, mas é bem mais fácil de lidar.
Como eu queria ter apenas me apaixonado! Eu teria apenas uma história pra contar.
Mas não! Não foi paixão, não é paixão. Foi o amor que despertou em mim. Fui agraciada com o sentimento que gira o mundo, que faz a arte girar, que é tema de músicas, filmes, danças...
Fui presenteada com o Amor puro (porque é esse que o Pai ensina...PURO). É bom, muito bom. Mas...
Mas o grande problema é que, se a pessoa não está ao seu lado, a gente a carrega dentro pro resto da vida. 
E eu o enxergo em cada momento, em cada lugar que vou...cada pessoa que TENTO, que beijo. Aliás, cada pessoa que beijo, percebo que não é ele e isso me atormenta.
Ainda não descobri o que fazer quando se ama alguém e esse alguém não está junto com você. Todo dia invento algo, tento um novo caminho, crio paixões...sei lá.
Porque amor, desse que falo, não acaba.
Amor não tem data de validade. Não acaba por mais que a gente se decepcione.

Tem gente que reclama porque se apaixonou. Não! Apaixone-se! É bom se apaixonar, sentir a vida....
Mas amar,... cuidado. Tenha cuidado pra quem vai entregar seu coração.
Não que o amor seja ruim, claro que não! Mas é comprometedor. É laço eterno.

Sabe, hoje filtro bem mais (mais ainda do que antes, se é que é possível).
Antigamente eu era sonhadora demais na forma de ver o amor. Queria alguém com tais características, alguém que me amasse, que fosse corajoso nas emoções e blablablá...
Hoje, antes de mais nada, quero alguém que deseje mergulhar num relacionamento íntimo com Deus comigo, alguém que esteja disposto a conhecê-LO cada vez mais.
Quero que me ame? Claro! Mas amá-LO é ainda mais importante.
Porque conhecendo-O, conhecendo aquele que É AMOR e convivendo com ELE se aprende todo o resto e o relacionamento fica firmando na rocha (naquele que é eterno) e não na areia (no que homens pensam).
E não falo de ser religioso. Ser religioso é saber sobre Deus.
Falo de ser cristão, ou seja, andar com ELE.

Comecei falando que amo e terminei falando dAquele que é Amor.
Porque é assim mesmo, o AMOR me consola por não ter o amado, e eu sei, ainda vai me ensinar muita coisa!



Nenhum comentário:

Postar um comentário