Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Revele-se.


Como disse Lao Tse: "A alma não tem segredo que o comportamento não revele".
O problema é que não percebemos. Estamos tão calejados que nos tornamos insensíveis. Olhamos tanto para nossas próprias feridas e ficamos lambendo-as, que não conseguimos traduzir os gestos alheios.
E quando olhamos para o outro, muitas vezes, nosso filtro está sujo e distorcemos.
Tudo pode ser visto, mas é preciso ter olhos. E olhos limpos!

Esconder-se de si pode parecer seguro, mas é uma vivência limitada. Não dar nomes, fugir de sentimentos que nos tiram o controle (de amores que nos roubam pensamentos) e ficar no confortável "tudo sob controle", ...dar as costas para os espelhos parece até uma ideia sensata. Parece. Eu diria que é uma atitude medrosa.
Eu sei, não é a coisa mais fácil do mundo encarar a realidade, entrar no degrau da maturidade. É preciso abandonar a mamadeira e ir fazer sua própria comida. Assumir responsabilidades, tomar as rédeas do destino.
É mais fácil, mais confortável continuar na meninice emocional.
Mas depois que enfrenta os "monstros" da infância, você se descobre filho do Altíssimo, filho de Deus.
E descobrir-se, DE VERDADE, filho do Rei e Criador do universo nos enche de coragem e autoridade.
Autoridade pra ser feliz, coragem para amar.

Um comentário: