Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

sábado, 20 de abril de 2013

No meio desse estranho mundo, a gente pode encontrar Graça.


O Mundo é estranho.
Alguns segundos viram eternidade.
A gente ama sem razão e não deixa de amar mesmo tendo todos os motivos.
Pessoas que valem 1 milhão de coisas pra você, tem você como um zero a esquerda.
Parece injusto esse mundo. Talvez até seja.
Ou talvez em nossa pequenez a gente não compreenda tantos nós, tantos pontos que parecem desassociados. Tantas dores em vão. Tantos amores que se vão.

E a gente tem que aprender a driblar cada descontentamento. E ainda transformar os dribles em passos de dança.
Algumas vezes a gente não consegue driblar e cai. Machuca. Dói demais e parece que a gente não vai conseguir. Mas tem que prosseguir. E a gente se levanta, com as mãos doendo, com o coração sangrando...mas a gente se levanta. É preciso.
E algumas pessoas cruzam nosso caminho, nos assistem caminhar e pensam que somos perfeitos, nos julgam pelos nossos feitos. Mal sabem que cada tijolo nessa construção da vida, cada passo nessa estrada foi dado por necessidade de viver, por ânsia de sair do lugar mesmo com dor.

Eu não entendo um monte de coisas. Embora às vezes pareça que tenho conhecimento sobre o comportamento humano.
Conhecimento sobre comportamento eu até tenho, mas sobre o ser humano...é tão vasto, tão contraditório, tão absurdo!

Sei que esse mundo é estranho, uma incógnita pra mim. E o único que consegue resolver essa equação não nos dá muita explicação. Ou dá e a gente não entende.
O jeito é continuar. Confiar sem entender. Permanecer Nele, no amado...Deus.
Porque mesmo no meio de tanta estranheza, incerteza, falta de explicação...quando estamos Nele e COM ELE há paz. E com essa paz "que excede todo entendimento" a gente consegue olhar pra isso tudo e enxergar beleza e amor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário