Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

sexta-feira, 22 de março de 2013

O outro.



Encontrei!
Sim, encontrei você. Que sensação estranha.
Deveria ser esplêndida, né?! Talvez daqui uns dias ainda seja...
Aquele sorriso que fala, aquele olhar que me cala...
A gargalhada envolvente, a altura imponente.
A timidez inexistente mas o "não falar" presente.
A conversa que derrama, a mão que me chama.
A gentileza natural, e a preocupação de me guardar de todo mal.
A escrita certa, minha leitura que me aquieta.
Uma racionalidade gritante mas com um coração pulsante.

Encontrei você. Mas não era você.
É um "você" dentro de outro.
Tem, sim, um tanto de coisa boa, um tanto de coisas surpreendentes, mas meu coração não mente.
Não é você que ele sente.

Não pense que é loucura, mesmo que pareça.
Eu também já me questionei diversas vezes. Já me propus inúmeras coisas.
Já tentei te apagar. O máximo que consegui foi te esquecer por um dia ou outro.
Mas não é um lembrar sofrido. É um lembrar querido.
Continuo vivendo, claro! Não pararia minha vida assim.
E continuarei vivendo. Talvez agora seja um pouco mais fácil pois te encontrei em outro.
E daqui uns dias direi apenas que encontrei O outro.
Não UM outro.
Há pessoas que querem alguém, UM alguém. EU não. Já disse isso, mas repito para que fique claro: quero O alguém. E se você não quis ser esse, O outro quer. (parece frase infantil, mas é a que mais retrata a realidade.)

Um comentário: