Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

terça-feira, 25 de setembro de 2012

Quem sabe?!


Por mais boa pessoa que você seja sempre há aquele momento em que a raiva te visita!
E  o que fazer nessas horas? Ué, sentir raiva. Guardá-la é que não pode! Não se guarda esse tipo de coisa!
A gente guarda coisa boa, bons momentos, bons sentimentos...boas pessoas!
Às vezes a raiva vem porque você acabou de clarear sua mente e viu que "SIM, VOCÊ FOI IDIOTA". Aí vem uma raiva de si, que é a pior delas!
Por um lado é ruim porque essa raiva às vezes nos motiva a tomarmos uma decisão que pode ser errada. Por outro lado, é bom que, pelo menos assim tomamos uma decisão.
Eu sempre sinto frio e meu corpo treme diante de decisões difíceis. Parece que sinto as palavras passando pelas veias, pelo coração e então, meu corpo não suporta o peso de algumas palavras. Principalmente as palavras duras que PRECISO falar. E diante de tanta emoção em erupção, meus olhos choram. Minha alma chora por mais uma decepção.
Mas longe de mim sentir autopiedade! Acho cafona isso. Infelizmente, é normal a decepção, a desgraça, a DES-graça...a graça sendo desfeita.
Raiva sentida. Decepção sentida. Hora de levantar do chão e sacudir a poeira!
Vou deixar de acreditar nas pessoas? NÃO! Vou deixar de amá-las? NÃO! Aí sim, eu seria burra, se permitisse que elas ou as decepções me dissessem como agir ou ser.
Meu SER é feito de doçura, amor, GRAÇA de Deus. As coisas ruins apenas fazem parte do caminho, não de mim!
E mesmo com essa cortina de lágrimas em minha frente, olho ao redor e penso "por que não semear mais amor, mais flores...?! Quem sabe assim as coisas nesse mundo mudem!".

Um comentário: