Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

domingo, 9 de setembro de 2012

A vida como ela é.


Era sexta-feira. Ana parecia feliz (e até estava, só lhe faltavam cores. Cores que, aliás, tinham nome, endereço e telefone). Estava sentada com sua amiga Paula num restaurante conversando enquanto aguardavam o almoço, quando entraram 3 mulheres vestidas (ou não!).
Paula: - Nossaaaa, eu estou impressionada! Como as mulheres hoje não se dão valor, né?! Aquele meu ex tem umas amigas tipo essas daí que acabaram de entrar.
Ana: - Tipo, como? Tipo "piriguete"?
Paula: -É...eu não queria usar esse termo não, mas já que você falou...
Ana: -Nãooo, não fui eu quem falou. Elas que falaram sem dizer nada, só pelo comportamento...infelizmente.
Paula: - É, mas elas são moças de família, eu já vi fotos delas com a família...
Ana: - Hummm, ....deixa eu te explicar: parece praga, né? A gente acha que elas brotam do nadaaaa, mas não é bem assim. Claro, elas têm família!ahahahahahahaha

Ana e Paula eram amigas de infância, não tinham medo do que uma iria pensar do outra. Eram autênticas!
E no meio dessa conversa descontraída, alguém entrou no restaurante. Paula que estava de frente da entrada logo viu, e pela reação dela o coração de Ana já saltou e quase caiu em cima do prato. Rodrigo tinha acabado de entrar. E sozinho! Ele não tinha a visto ainda.
Ana abaixou a cabeça para tentar se esconder, mas parece que aquilo que o coração sente não precisa ser lembrado, não precisa ser mostrado...é reconhecido naturalmente.
-Ana...você?!
Ela levantou apenas os olhos rapidamente e fingindo estar surpresa respondeu sem puxar muito assunto:
-Ah, Oi...quanto tempo! Não quero atrapalhar seu almoço, pode ficar à vontade. Bom revê-lo, hein?!

Paula estranhou a reação dela, tão fria, tão tão...fingida.
-Ana, o que aconteceu? Você nunca o tratou assim! Aliás, você nunca trata ninguém assim! Até pouco tempo vocês eram amigos, e há muito tempo namorados...
-Ah Paula, já deu, né?!
- Deu?! Então por que é que seu coração quase saiu pela boca quando você o viu???
- De onde você tirou isso?! Nada a ver...
- Antigamente você era a primeira a querer falar sobre ele, hoje você evita até olhar pra ele, até falar com ele...
-Tá bom, hoje evito até ouvir o nome dele. Vamos mudar de assunto?!
-Não! Não vamos mudar de assunto. Se esse assunto te incomoda, vamos falar sobre ele.
-Então, quer dizer que agora você virou minha psicóloga?
-Não, Ana...quer dizer que sou sua amiga. Ele está almoçando sozinho. Convide-o pra se sentar com a gente.
-Não. Você sabe que o Luciano está vindo pra cá, e o Lu é um cara incrível e quer se casar comigo.
- Ah tá...e de que adianta ser um cara incrível se ele não tem seu coração?! Ana, eu te conheço, você não consegue se relacionar se não sentir o coração disparar. Pra você não serve ser uma ótima companhia, uma  boa pessoa, inteligente e tudo o mais...Seu olho tem que brilhar, sua mão tem que tremer, a respiração tem que alterar...Você sempre me disse isso! E agora o cara que você AMA está ali sozinho...
-Chega, Paula! Você pode até estar certa, mas você também sabe que eu o esperei por muito tempo, que eu fiz tudo o que estava ao meu alcance para que ele enxergasse...Cansei! Quero alguém que lute por mim, que dê valor à essas coisas que você acabou de falar, de alma, de coração...Se ELE quiser que venha falar comigo!

No meio dessa discussão toda, Luciano chegou. E Rodrigo continuava sozinho na mesa.
Quando Rodrigo viu aquele cara bem apresentável chegar, logo pensou "Perdi Ana".
Paula não aguentou e foi falar com Rodrigo. Conversa vai, conversa vem. Rodrigo finalmente confessa:
- Paula, perdi Ana dessa vez, né?
- Ué, Rodrigo...se ESSA for sua reação, perdeu sim. Mas se você decidir acordar, e lutar por ela...com certeza a história de vocês vai continuar. Mas sua postura precisa mudar!



Nenhum comentário:

Postar um comentário