Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

quarta-feira, 13 de junho de 2012

Não mais!


Eu precisava sumir, desaparecer pra você e aparecer pra mim.
E é estranho porque o retrato que tenho com meu EU mais completo é com você.
Mas, agora já não dá. Embora goste de sua amizade, de sua presença... não tem mais porquê.
Porque o que eu mais amava em você era minha liberdade, e agora já não posso ser livre com você.
Não posso ser transparente, e não sei ser de cor nenhuma. Diria que sou uma transparência translúcida que reflete exatamente o que está na frente (ou na mente) ao mesmo tempo sem permitir a nitidez.
Mas agora não posso mais. Tenho que medir palavras, controlar pensamentos, segurar emoção. E isso eu não quero, não! É exaustivo.
Porque se você me pergunta se está tudo bem, eu deveria responder que sim, apesar de sentir absurdamente sua falta. Mas não, tenho que responder "estou ótima!".
E se nossa conversa continua, e você pergunta como estão os planos, eu deveria responder que estão quase prontos e todos têm você incluso. Mas nãooo! Tenho que responder que os planos "estão indo".
E se você me diz que vai viajar com a atual namorada pra "PQP" e me pergunta o que farei num feriado, eu deveria responder que você tá todo errado, e que quem tinha que estar ao seu lado era eu, e que ouvir você dizendo que vai ter uma viagem romântica é desumano! MAS NÃO!NÃO POSSO RESPONDER ESSAS COISAS. NÃO POSSO SER TÃO FRACA, TÃO VULNERÁVEL, TÃO....HUMANA. Aí, tenho que respirar fundo, ser extremamente racional e dizer "que bom! Lá deve ser lindo! Boa viagem pra você!" , e engolir o choro, a raiva de mim mesma, minha burrice....E saiba, não é nada fácil engolir tanta coisa assim. Ainda mais pra mim! Eu que não fujo, não bebo pra esquecer ou ter coragem, enfrento tudo de cara lavada! Apesar de depois, minha cara ficar suja de "nãos" e lágrimas.

Um comentário: