sábado, 26 de maio de 2012

Como continua.


Apareceu uma pessoa realmente disposta. Um homem bom e corajoso. Um homem que passa por cima de seus próprios medos.
Ele quer me acolher, e agora Baby?
O que eu faço com esse amor que é seu? Amor não se devolve. Ou será que estou enganada?
E meus pensamentos que me traem a todo instante, o que eu faço? Você deve saber o que fazer. Você é bom nisso de se esconder. Me ensine, por favor.
Eu quero ir adiante. Na verdade, eu preciso ir adiante. Te esperar tem sido desgastante.
Mas como vou adiante com outro alguém que não seja o dono de meu amor? Como dou um passo a mais sem você, e pior, me afastando ainda mais de você???
Vai, me ensine como driblar a vida.
É uma dança, uma farsa, ....? Não dói, dói?
Tenho medo de te machucar, e assim, me machucar.
Eu sei que não deveria me preocupar, afinal, eu sou a última coisa que em sua mente deve ocupar.
Mas eu entendo disso, dessa dor, desse 'des-amor', desse quase clamor. Clamor que ultrapassa a razão, visita os sonhos na madrugada silenciosa, descobre o óbvio que vive oculto.
Eu entendo de toda essa trajetória e não me alegra pensar que você possa viver isso também assumidamente.

Eu peço, me ensine a não ser sua, a não me pesar tanto ficar nua. Me mostre como continua.

2 comentários:

  1. Oii, joia?
    Ahh, tô te seguindo viu?!


    Já conhece o Glamour Tech, o blog de mulheres tecnologicas. Maquiagens, decoração, esmaltes, acessórios,
    games, calçados, cabelos, comunicação, filmes, livros, dicas e muito mais.

    Confira =*

    ResponderExcluir
  2. Muito bom Renata...
    Vc de fato merece um beijo e um tapa no traseiro...
    Isso é "tese e antítese" do mesmo carinho que sinto por vc.
    Um beijo.

    ResponderExcluir