Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Cadê, amor, cadê?





Cadê o meu amor?
Cadê, meu Amor?
Meu amor, cadê Você?
Sim, VOCÊ, que levou meu amor; carregou meu sentimento. Cadê vocês dois?

Agora que você se tornou sinônimo do amor minha oração mudou.
Porque eu estou inundada de você; logo, você, o amor e eu somos UM.
Não por insuficiência de "EU". Não! Sou bem completa (complexa!?!). É apenas por unificação de mesmas partes inteiras. Entende?! É, entender nunca foi seu forte (pelo menos, não nessa questão "sem controle" que é o amor).
E não me faça explicar cada palavra, porque se não entende, SENTIR eu sei que você sente. Arriscar já é outra questão.
Enfim, voltando para minha oração.
Só peço uma coisa a Deus: que me salve de mim!

Um comentário: