Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Quando encontrei alguém puro....



Deus me deu um grande presente (entre vários): conheci alguém tão puro!
Alguém que dividia (e ainda divide) comigo tudo que tem valor.
Divide seu tempo, suas tristezas, suas conquistas...suas angústias, dúvidas, fraquezas...
Divide sua força, atenção, carinho, cumplicidade,...
Alguém que dividiu até sua família e, seu melhor amigo, que hoje é meu melhor amigo também.
Não, não é o amor da minha vida. Mas é o cara que me ensinou o que é ser o AMOR da vida de alguém.
É um amigo querido, cheio de defeitos. Sendo assim, aceita os meus defeitos também.
É um cara cheio de virtude. Sendo assim, sabe apreciar as minhas também.
Não tenho pretensão de me unir à ele.
Creio que Deus colocou-o em meu caminho para me ensinar o que é ACEITAÇÃO (no sentido mais puro e real da palavra).

Não sei porquê falei tudo isso, porque o descrevi. Acho que queria apenas repassar tudo o que aprendi.
Porque eu já tive pessoas que tiveram meu amor, mas nunca dividiram nada DE VALOR (o que EU considero de valor) comigo. Nunca SE dividiram comigo. Se davam, mas não por inteiro, não pra sempre.
Agora aprendi...com os que não se deram e com o que se deu. E meu grande amor terá visão, uma visão além de Si. Além de seus medos, suas razões, suas conveniências...
E falo isso porque aprendi a ser assim também. Sempre é tempo de aprender!

Um comentário:

  1. Parabéns, voltou a escrever. Desenhar com letras o sentir à vida, diz uma querida amiga... Desenhar com letras.

    ResponderExcluir