Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

domingo, 4 de dezembro de 2011

Hoje vou sair.



Decidi. Hoje eu vou sair. Com quem, hein?Pensei em minhas companhias e amigos. Não dava. São todos homens. E mesmo que sejam amigos não me sinto a vontade de olhar para o lado nem pra ver se, por perto, tem algum cara que mexa comigo. Eu não sei pra que isso! E tem mais, meus amigos são ciumentos, gostam de sair comigo e ponto, deixei-os mal acostumados, atenção demais...sei lá. Sei que prefiro mil vezes sair com pouca gente do que sair de turma. Até porque, mesmo que eu esteja em turma, uma hora vai ser como se eu estivesse apenas com aqueles poucos amigos. Dois ou três.
Eu gosto de muita gente, mas gosto muito de muita gente e fico sem saber o que fazer por não poder dar a atenção que eles estão acostumados ter de mim. Resumindo, estou tentando achar justificativa para não sair (eu acho).
Então vamos lá, eu tenho sim algumas amigas(POUCAS, POUQUÍSSIMAS) mas todas estão namorando. Por que eu não estou??? Tá aí uma boa pergunta. Mas uma boa pergunta com uma resposta nada boa. Então, vamos focar na noite, na "saída".
Uma amiga me liga :"-Alice, vamos sair?!"
- Oh não, obrigada pelo convite mas vou ficar trancada aqui na torre sem nenhum príncipe pra me salvar, e nem tranças tenho mais!"
-Hã?
-Bom, você vai sair com seu namorado e..." .
-E ele gosta muito de você também! Venha com a gente!
-Tá bom vou sair, mas não com vocês.
10 minutos depois minha amiga toca a campainha.
-Vim te ajudar a se arrumar e me certificar que você realmente vai sair de casa.
-Hum...
Bom, agora não tem mais jeito. Eu vou sair. Ainda não sei pra onde nem com quem. Mas vou.
Comecei pela maquiagem, me olhar no espelho e ver aquela cara de desânimo não estava legal. Ok. Maquiagem feita. Máscara de autoconfiança e desapego. Na dúvida de roupa....vai o vestido preto básico mesmo.
-Tá linda! Não vai escolher uma lingerie legal?! Você ama lingerie...Tem tantas lindas!
-Lingerie pra quê? Não...esse vestido não precisa de soutien, muito menos de calcinha. E ainda ninguém verá o que tem por debaixo do vestido. Você me conhece.

Já sei. Vou ver meu amigo cantar num bar.Fui.
Sentei na mesa mais próxima do palco que tinha disponível. Pedi meu creme de maracujá (pra quem não sabe é um suco de maracujá que ao invés da água leva leite, e ainda leite condensado).
Apesar de meu amigo estar no bar, eu estava sozinha e mesmo sozinha eu não tinha coragem de olhar em volta (no sentido "caça"). Dessa vez não tinha desculpa de amigo nenhum.
Acho que não tenho talento pra paquerar. Tenho talento pra conhecer, conversar, coisas naturais...sei lá.
Fiquei observando. Uma turma de amigos e amigas onde todos falavam ao mesmo tempo e ninguém se ouvia. Uns 3 amigos (homens) conversando de verdade, rindo, interagindo e totalmente presente ali. Um casal apático. Umas 4 mulheres disputando quem era mais vulgar e, pasmem, váriossssssssssss homens encarando-as. Era um leilão. Tinha também, uma mesa com 6 pessoas sendo que 3 delas estavam com seus "malditos smartphones" nas mãos, teclando e ignorando completamente o mundo real. O grupo de 3 amigos estava mais perto de mim e dava pra ouvir a conversa (eu sei, é feio isso! Mas era inevitável já que eu estava sozinha). Incrivelmente eles falavam de relacionamentos, um contava a história com a ex, estava dizendo que a amava mas que ainda não era hora. (hora de amar?!Ó Céus, que espécie de excesso de organização é essa?). E um dos amigos concordava com ele, dizendo que ele tinha que focar nisso, naquilo (e advinha onde era o foco? No próprio cara!). Eu não dei conta e me atrevi a entrar no assunto.
-Desculpe, mas não pude deixar de ouvi-los conversar e...posso perguntar uma coisa?
-Ué, pode. É bom ouvir uma opinião feminina.
-Você não acha que pode fazer tudo isso com a mulher que você diz que ama? Ou você não acha que está sendo completamente egoísta?
-Eu, egoísta?Não! Mas tenho que pensar em mim.
-Ah! Óbvio! Pense sim, mas PENSE MESMO e não simplesmente use essa frase para justificar seu egocentrismo. No mínimo você acha difícil assumir um compromisso mais sério (tipo casamento) com alguém que não seja VOCÊ MESMO, né?!
-Você pensa mesmo isso?
-Penso.
-Ok. E por que a 'Senhora Relacionamento' está sozinha num bar em pleno sábado?
-Porque eu precisei me dispor de meu orgulho, precisei de tempo e muita coragem pra me encarar e ver isto. Estou apenas evitando todo esse trabalho que você teria. E tem mais, depois que eu descobri isso e resolvi mudar, me abrir...me apaixonei e ironicamente meu namorado(ex) agia da mesma forma que meu passado. E abriu mão de nosso amor. Mas eu não consegui esquecê-lo, descobri que não era paixão e sim amor. E não consigo amar outra pessoa, mesmo sabendo de todos os defeitos dele(que são poucos!). Resolvi sair pra ver gente, pra conhecer outras pessoas, pra prosseguir mas....
-Mas, você sempre acaba voltando nele como assunto na sua cabeça, né?!
-É...
-Mas você é tão linda, tão inteligente...
-E estúpida.
-Não, não...TÃO VERDADEIRA.
-Mas quem disse que as pessoas querem a verdade?
Passei as últimas 4 horas no bar com eles. Rimos um bocado, conversamos besteiras, brincamos...Troquei telefone com eles e já marcamos uma próxima "saída".
Voltei pra casa feliz por ter aprendido e ensinado algumas coisas. Feliz por conseguir sair!
Mas voltei pra casa sem meu grande amor ter saído de dentro de mim.


Nenhum comentário:

Postar um comentário