Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

Em que parte da história?



Eu nem sei por onde começar
Talvez porque "começo" já não há.
Tento me localizar na história
Mas as lembranças se confundem na memória.

Meio nunca teve.
Quando parou era apenas o princípio.
O reencontro me questiona se agora é o desenrolar do conto
Ou simplesmente um ponto.

Se antes eu queria meio e reticência.
Hoje, depois da ferida feita, interrogo minha consciência.
Seria tudo uma farsa, o que sinto e como o vejo?
A ausência de reação substitui o desejo.

A decepção me faz negar o beijo.
Se é final não faz mal.
Hoje qualquer coisa seria melhor que o real.
Ontem o sonho era um presente e hoje não sei o que o coração sente.
Hoje, depois do baque, eu desisto.
Amanhã?
Amanhã acho que eu nem existo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário