Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011

Meu coração.Um viu, outro abraçou, outro o levou.

O Primeiro foi aos poucos
Não me ofereceu muita coisa
Não me comprou rosas, não me deu presentes
Mas me ofereceu um respeito incomum
Me contou um pouco de sua vida
Não me escondeu suas fraquezas
Me deu seu ombro pra chorar
Chegou perto de meu coração,
Mas deixei ir. Ele já não me fazia rir.


O Segundo foi marcante
Sorriu pra mim, me encarou.
Mostrou-se disposto. Viajou.
Deitou na minha cama
Deitei na sua cama
Experimentamos lugares diferentes
Provocamos o vício um do outro.
Explosão sexual.
Me leu, me escreveu.
Me ensinou
Desembrulhou
Aprendi novo significado amoroso para "eternidade".
E vivi eternidades incríveis.
Mas ele me escondeu suas fraquezas
E eu escondi as minhas.
Ele abraçou meu coração mas não o levou não.
Eu tive medo, ele teve medo.
E a gente disse ADEUS com muita dor no coração.


O Terceiro foi de repente
Nem tempo pra ter medo eu tive e fui inconsequente.
Me deu flores, me deu música e liberdade.
Fui eu mesma do meu jeito mais inteiro
Fui menina ingênua e acreditei no amor.
Fui mulher independente e ousei dizer o que sentia.
Meu coração ele pegou, mas nosso futuro ele adiou.

4 comentários:

  1. Mas, a história não acabou aí...

    Tem o quarto (eu) que é um mix de tudo que há de bom nos 3 anteriores...

    E, o mais importante, possui uma história que não terá "ponto final"... rs

    Bjonio'sss

    ResponderExcluir
  2. "Morro-me" de rir dos comentários do senhor Antônio.

    ResponderExcluir