Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Por um pouco menos de covardia.

Há dias que quero falar, mas não sei por onde começar.
Penso em contar um história. Mas histórias são tão coletivas. E, no momento, me encontro tão particular.
Penso em descrever os personagens. Mas aí toda minha particularidade iria por água abaixo.
Talvez o contexto, falar sobre o contexto?! Hummm....me vejo fora de contexto 'no momento PRESENTE'.
Pra que tanta prolixidade? Pelo simples desejo de gritar mas sem ninguém perguntar "por que, quem ou AINDA?"

Caramba! Eu não sei "não falar". Pelo menos aqui no Dupla Delícia!♥ .
Amor, eu estou sentindo uma saudade horrível de você!!!!!! Existe a saudade que 'faz parte' (que todo mundo sente), e existe a saudade abusada que arranca de mim toda calma e lucidez. Sorte ou azar seu (ou meu) que essa saudade não me dá coragem.
Eu achei que tivesse passado. Mentira, não achei. Mas da última vez que nos falamos por telefone percebi que não passou (óbvio). Enquanto eu fingia calma e naturalidade, meu coração saltou pela boca e me engoliu. Depois de tanto esforço pra "não sentir", quando desliguei o telefone meu corpo tremia. E foi tão exaustivo segurar tanta emoção que sentei-me no chão, sem forças, e me derramei.
Eu não sei pedir pra você voltar, não sei falar essas coisas com você...então ao menos, por você e de você eu falo. Me sinto um pouco menos covarde assim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário