Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Disposição pra nada.

Hoje acordei toda disposta à coisa nenhuma.
É, sabe quando você está disposta a fazer qualquer coisa que não seja nada?!
Confuso? É isso mesmo.
Disposta a fechar a porta que não existe, disposta a dizer 'não' ao que nunca esteve presente, e dar boas vindas ao que ainda não chegou.
Disposta a abrir meu coração ao real (por mais esquisito que seja), disposta a chorar pelo que nunca existiu, e me alegrar pela poesia presente em tudo.
Abri os olhos e me vi disposta a prosseguir minha caminhada mesmo com a mente cheia de você, mesmo com o coração pesado de tanta falta sua. Acordei disposta a abandoná-lo pelo caminho...Acordei disposta a não te defender, por mais cruel que a realidade possa parecer.
Disposta a dizer ADEUS, porque o "até logo" é pouco, é temporário, é finito.
Acordei com uma disposição pra ser indiferente, fria e desumana.
Mas quando me levantei, toda essa disposição caiu no chão e eu não pude ignorar meu coração.
Juntei, sim, tudo que não presta e joguei no lixo.
Pode não ter sobrado muita coisa, mas sobrou O MELHOR.
O melhor de mim, o melhor dos dias, as melhores horas, o melhor de você.

Nenhum comentário:

Postar um comentário