Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

terça-feira, 9 de agosto de 2011

O homem dos sonhos.



O homem dos sonhos existe. Eu não fico idealizando, vocês é que idealizam por mim.
Todo mundo que conhece os homens que já me apaixonei (3) sabe disso. Pessoas de defeito e que, não querendo me agradar em tudo acabam conquistando pela verdade. Pessoas que não fingem ser o que não são. Simplesmente são. Gente que, assim como eu, chora, tem medo, faz burrada. Gente que não me exige perfeição, nem acha que sou a salvação... Pra quem não os conhece são completamente diferentes um do outro. O que eles têm em comum? O coração, que é tão grande que me acomoda, me deixa confortável...Gosto de gente com o coração grande pois ocupo muito espaço.
Minha primeira paixão é meu amigo e vez ou outra pede pra eu fazer comida pra ele até hoje. Se preocupa comigo até hoje. E confia em mim até hoje.
Minha segunda paixão me virou de cabeça pra baixo. De lado, de todos os jeitos. Me despertou o vício. O vício de ser 2 em 1. E a gente se misturava em todo lugar que se pode imaginar.
O grande defeito dele foi tentar me entender ao invés de simplesmente me aceitar. E ele não aceitava. E queria me guardar numa caixinha só pra ele, aí não dá. Sofri, ele sofreu, sofremos em todas as conjugações e tempos. Passou, passou.
Minha terceira e última paixão caminha comigo ainda. A paixão e não ele. É uma paixão que se confunde com amor, ou é um amor disfarçado de paixão. Sei lá. Ele me amou de várias maneiras. Com flores, com música, com serenata, com viagem, com cuidado, com simplicidade. Esse é o cara dos meus sonhos, pena que quando é sonho, existe uma grande possibilidade de acordar. Ele me disse que eu era a mulher dos sonhos dele. E me disse isso com lágrimas nos olhos. Mas ao mesmo tempo que disse isso, a gente acordou.
E todos os dias eu durmo tentando voltar para o sonho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário