Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

quinta-feira, 28 de julho de 2011

A Boa Memória da Fé.




O Sol está quente, muito quente.
Estou cansada, as pernas fatigadas de tanto andar nessa areia.
Garganta está seca. E a única água que tem por aqui é a que sai de meus olhos.
Olhos que já não conseguem enxergar muita coisa.
Tento gritar pra pedir socorro mas até a força pra gritar foi embora. E parece que estou aqui sozinha, completamente sozinha. Parece.
Mas eu conheço meu Pai, e conheço o seu amor indescritível.
Com os pés já vacilantes caio de joelhos. Prostro-me.
Fecho os olhos e vejo um oásis. Vejo a terra prometida. Vejo o grande sonho, o desejo simples, vejo o amanhã mais fresco...vejo tudo isso mais perto.
E ainda com os olhos fechados, Sua respiração seca meu choro.
E eu me lembro de Suas Palavras, de nossas conversas...E me lembro que para se chegar ao oásis passamos pelo deserto. Não para merecer o paraíso, mas para eu aprender a usufruiir dele.
E com o coração aberto, fecho as janelas da razão e decido crêr em tudo aquilo que estou vendo com os olhos da Fé.
É...A Fé precisa ter boa memória pra sobreviver e pra isso precisamos ter lembranças, vivências com o Pai.

Um comentário:

  1. "Fé" uma palavra tão singela e tão pequena, mas, que faz toda a diferença em nossas vidas!!!

    Bjonio'sss

    ResponderExcluir