Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Porque ele tem a melodia da minha alma.



Chegou, Amor, chegou????
Chegou o amor. Chegou?
Não vi, não vi.
Por instantes apenas o vivi.
Mas não sei, ele saiu de madrugada e ainda não voltou.

O violão continua encostado.
A música parou desde então.
O silêncio apareceu.
Aqui dentro meu coração se escondeu.
Ninguém mais sabe tocar minha alma e fazê-la cantar!
Não há quem retire dela uma melodia e a faça dançar.
Porque só você tem a melodia de minha alma.
Só sua mão me traz a calma.

Voltou, Amor, voltou???
Voltou o amor, voltou?
Não não, amor não vai embora sozinho.
Se ele chegou mesmo, apenas se ausentou por um momento.
Se eu o vi?
Não, ouvi barulhos estranhos lá fora.
Ouvi canções aqui dentro.

Fugiu o amor, então?
Será?
Creio que não.
O amor é corajoso e tem honra, né Amor?
Fugiste, Amor?
Se você tiver coragem de fugir, mais ainda terá para permanecer e amar.
Mas pra fugir basta ter coragem, e para amar é preciso coragem e honra.




"Eu não tenho nenhuma coragem, mas procedo como se a tivesse, o que talvez venha dar ao mesmo. (Gustave Flaubert)." Tendo honraaa, tá valendo !

Um comentário: