Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Depende de mim, apenas de mim.



E se amanhã não for nada do que planejei não faz mal
O que planejei pode não ser o melhor.
Vou chorar, vou gritar, vou desaguar em algum lugar.
Mas depois, hei de me levantar.
Pego todas as cores dentro de mim e pinto tudo de novo!
Se não houver música, eu sei onde encontrá-la.
Se não houver amor lá fora, eu me abro, me desfaço e todo amor que recebo, eu divido com você.
Seja você quem for. Não me importa.
O importante é não deixar a frieza entrar, é não deixar a vida sem cor,
o importante é 'musicar' cada passo (e se possível em acordes maiores!).

Se o amanhã quiser me roubar o presente, não permitirei. Não mais!
Cada dia que se contente com o seu melhor, com seu tempo!
E se me der vontade de aprender a "técnica" da indiferença, da desconsideração...a técnica do descartável e da borracha...Eu sei que isso é só uma vontade falsa, e nem que eu quisesse conseguiria.
E se me chamarem de dramática, tola ou qualquer outra coisa por isso....continuarei ladrilhando meu caminho com muita graça, alegria e amor.
Porque o que eu faço não depende de você. Depende de mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário