Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

sábado, 2 de outubro de 2010

Sonhei



Sonhei que não existiam despedidas, que saudade era apenas um pretexto para um reencontro mais intenso.
Sonhei que saudade não doía, apenas nos fazia lembrar do outro, do outro mundo que nos aguarda.
Sonhei que esse outro mundo ( o do outro) era compartilhado, e o meu habitado.
Sonhei que verdade era uma realidade de vida, que mentiras eram exceções.
Sonhei que intimidade não era julgada e sim apreciada, sensibilidade não era criticada mas aprendida.
Sonhei com tanto querer, quis com tanta Fé que vivi.
Vivi tantos sonhos que parecia sonhar.
Vivo tanta vida, tantos sonhos que só me resta compartilhar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário