Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Tudo pro ralo.

A cabeça doendo avisava que algo estava errado.
O estômago já não suportava tanta coisa que a alma engoliu.
E como sempre, quando a alma não expressa, o corpo reage.
Cabeça doendo, dormência no corpo, estômago revirado de tanto procurar as emoções enterradas.
E toda dor escondida
Toda sonho adiado
Toda alegria roubada
Todo orgulho engolido
Todo querer interrompido
Toda ausência abraçada
Toda palavra em vão
Todo choro engasgado
E toda angústia que tapava sua garganta...
TUDO. Foi tudo embora. Tudo pro ralo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário