Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

A Razão pensa mesmo?

Por que é que às vezes a gente pensa que usar coisas da carne vai nos fazer esquecer coisas da alma?
Tá vendo, por isso que não dá pra usar a razão sempre.
Se for reparar, aquele tipo de gente que faz "joguinhos" sempre usa a razão. O Sentimento está doido pra ligar, mas a razão diz : "não, não dê moral./ Esqueça / Tem mais mil...".
A razão às vezes 'joga sujo'.
Ela sozinha é fria, calculista, previsível, programada e carnal.
O que nos dá vida é a emoção, as coisas da alma. A alma que nos faz surpresas, colore dias, evita "joguinhos"...A alma é sincera. O coração não consegue mentir (nem pra si nem para os outros. Graças a Deus!)
Observe, é só observar. Quando nos apaixonamos o coração salta de alegria, anseia pelo outro...não consegue esconder. Mas aí vem a razão e diz: "segure a onda./ Não demonstre./ Não é hora./ Ou ainda...você não está gostando dele(a), isso passa."
Quantas e quantas vezes eu já tentei mentir pra mim dizendo que não gostava de alguém por motivos (estranhos) que a razão tentava me convencer...Aí o tempo passava e PABUM era só mencionar o nome da pessoa e meu coração já denunciava.
Por isso, por mais absurdo que pareça, acho que a razão não pensa. Ela disfarça.
Ela serve para cálculos, para coisas óbvias, mas não para coisas profundas.
A razão é rasa.
Ela é útil, óbvio, mas precisa ser usada ouvindo o coração. A alma é sensível e denuncia qualquer coisa.
Como diria o Principezinho: O ESSENCIAL É INVISÍVEL AOS OLHOS(razão). Só se vê bem com o coração (alma).


obs: Não estou dizendo que temos que ser guiados pela alma também (não vá o outro extremo), o que tem que nos guiar é o espírito .Ele sim foi feito pra governar. Mas pra isso temos que estar em sintonia com o Pai.

Um comentário:

  1. A "razão é rasa"...
    Gostei desta síntese... acho mesmo que "rasa" deveria ser aqui escrita com "Z"...

    Um abraço, profundo, com carinho, Alex.

    ResponderExcluir