Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Sopraaaa vento, sopraaa!



E eu aqui....torcendo para que venha uma ventania e vire a página.(já que EU não tenho coragem).

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Tudo pro ralo.

A cabeça doendo avisava que algo estava errado.
O estômago já não suportava tanta coisa que a alma engoliu.
E como sempre, quando a alma não expressa, o corpo reage.
Cabeça doendo, dormência no corpo, estômago revirado de tanto procurar as emoções enterradas.
E toda dor escondida
Toda sonho adiado
Toda alegria roubada
Todo orgulho engolido
Todo querer interrompido
Toda ausência abraçada
Toda palavra em vão
Todo choro engasgado
E toda angústia que tapava sua garganta...
TUDO. Foi tudo embora. Tudo pro ralo.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Sobre o olhar.




Se viram. Se encontraram.
Se abraçaram e quando foram se olhar...
-Por que desvia o olhar?
-Porque não gosto de repetir o que falo. E se eu te olhar, meus olhos vão me contradizer, vão falar da falta, do querer, do sentir, ...de tudo que você já sabe.
-Por que não repetir?
-Porque seus olhos são sensíveis e além de ouvir tudo de novo...podem ver meu mundo inteiro aqui dentro. Meus olhos não têm defesa, não tem muros...é um campo aberto. [...] E se eu te olho nos olhos neste momento...fico tímida por não saber como agir depois de expor-me toda.

domingo, 26 de setembro de 2010

Meu Pequeno Dicionário- Abandono.

Abandono é quando os sentimentos se acovardam.

Meu Pequeno Dicionário- Destino.

Destino é só um "de repente" com mania de grandeza.

Uma carta especial.



Coloquei-me a escrever.
Eu precisava falar, descrever.
Mas meu pranto não permitia,
com vergonha cada palavra se escondia.
Não gosto de insistir, nunca gostei.
Mas também não sou de desistir.
Não gosto de ser redundante pois pode parecer pedante.
Então, depois de muito pensar, decidi não falar.
Mando apenas um papel em branco, assinado.
Pois é como me sinto sem tê-lo ao lado.
E assino em letras miúdas para que saiba que existe uma folha inteira esperando por nós.
Mas essa enorme folha em branco vai dentro de um pequeno envelope, que é como me sinto.
Apertada.

sábado, 25 de setembro de 2010

Bom dia

-Bom dia, meu amor, bom dia! Hoje o dia nos promete muitas coisas! O Céu está lindo, o Sol que você mandou pintar pra mim já apareceu. Ah! Obrigada, ta! [...] Ó..Tenho umas reuniões hoje, mas volto pra fazer nosso almoço. O que você quer comer hoje?[...] Você pode levar os copos pra cozinha antes de sair, por favor? ... Estou indo. Beijos.


-Boa noite, Amô. Hoje estou tão cansada. Me dá um abraço!?! Fica cantando...amo ouvir sua voz.

Todos os dias ela acordava, lhe desejava "Bom dia", contava algumas coisas, ...E antes de dormir lhe desejava "boa noite" seguido de um "eu te amo".
Mas hoje ela estava realmente cansada. Cansada de carregá-lo no coração, de falar com ele dentro dela...mas não ter sua presença. Os copos do café-da-manhã ainda estavam no quarto(ele não levou pra cozinha). O abraço que pediu ficou esquecido, endurecido.
Hoje...Hoje ela queria ser confortada, ser confrontada. Queria um abraço, um amasso....uma noite "caliente", dar prazer, sentir prazer, ...queria fazer amor (e não apenas sentir amor).
Não, ele não havia morrido. Nem viajado. Só não havia chegado em sua vida pra valer. Passou e preferiu adiar sua chegada. Mas já não dava, ela sabia que ele existia...ele, que tinha tudo que ela desejava em alguém. Até seus defeitos, eram os que, pra ela, eram admissíveis. Como ele costumava dizer : era "o encaixe-perfeito".

Um dia ou outro ela chorava, chorava...desaguava.
Mas permanece firme em sua escolha, em sua fé, em sua paz.
...E o espera.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

A Razão pensa mesmo?

Por que é que às vezes a gente pensa que usar coisas da carne vai nos fazer esquecer coisas da alma?
Tá vendo, por isso que não dá pra usar a razão sempre.
Se for reparar, aquele tipo de gente que faz "joguinhos" sempre usa a razão. O Sentimento está doido pra ligar, mas a razão diz : "não, não dê moral./ Esqueça / Tem mais mil...".
A razão às vezes 'joga sujo'.
Ela sozinha é fria, calculista, previsível, programada e carnal.
O que nos dá vida é a emoção, as coisas da alma. A alma que nos faz surpresas, colore dias, evita "joguinhos"...A alma é sincera. O coração não consegue mentir (nem pra si nem para os outros. Graças a Deus!)
Observe, é só observar. Quando nos apaixonamos o coração salta de alegria, anseia pelo outro...não consegue esconder. Mas aí vem a razão e diz: "segure a onda./ Não demonstre./ Não é hora./ Ou ainda...você não está gostando dele(a), isso passa."
Quantas e quantas vezes eu já tentei mentir pra mim dizendo que não gostava de alguém por motivos (estranhos) que a razão tentava me convencer...Aí o tempo passava e PABUM era só mencionar o nome da pessoa e meu coração já denunciava.
Por isso, por mais absurdo que pareça, acho que a razão não pensa. Ela disfarça.
Ela serve para cálculos, para coisas óbvias, mas não para coisas profundas.
A razão é rasa.
Ela é útil, óbvio, mas precisa ser usada ouvindo o coração. A alma é sensível e denuncia qualquer coisa.
Como diria o Principezinho: O ESSENCIAL É INVISÍVEL AOS OLHOS(razão). Só se vê bem com o coração (alma).


obs: Não estou dizendo que temos que ser guiados pela alma também (não vá o outro extremo), o que tem que nos guiar é o espírito .Ele sim foi feito pra governar. Mas pra isso temos que estar em sintonia com o Pai.

"E agora, José?"

Tem gente que tem um parafuso a menos. Ou dois.
Eu tenho todos, só estão trocados.

terça-feira, 21 de setembro de 2010



Sinceramente, ou meu coração ou minha cabeça não levam jeito pra coisa! Tudo trocado, tudo bagunçado...!
Tudo? Tudo o quê mesmo? Já nem sei.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Ridícula, eu? Não, apenas livre.


O que se faz com todo carinho e amor que se sente por alguém mas já não pode expressá-lo?
Se bem que não é uma questão de poder, e sim, que não convém, não se deve.
Poder...a gente sempre pode. Mas até quando haverá disposição em se expor tanto?
Às vezes tenho medo de ficar parecendo como as pessoas que critico: frias e indiferentes.
Será que algum dia elas amaram e se cansaram, ou tiveram que enterrar o sentimento?
Mas...pensando bem, acho que nunca serei assim. Prefiro mil vezes ser considerada ridícula por ser livre para expressar ou simplesmente livre para sentir, do que ser desumana! Minha essência não me permite certas insanidades.

Mudança.

-Bom dia! Hoje acordei mais tranquila. O menino da boca doce, da risada macia, das palavras exatas, da precisão racional, ...Sabe esse menino?
-Hum.
-Ele morava numa mansão, mas sei lá porquê, decidiu ir morar no porão da casa, sozinho.
-Por que você não vai lá? É longe?
-Nãooo. Já fui, ofereci a casa de graça novamente, ele não quis. Por isso estou tranquila. Já fiz a oferta, já não há mais nada que eu possa fazer.
-Você está bem mesmo? Ele levou tudo?
-Levou. Levou até uma parte de mim.
-Mas pra onde ele foi?
-Ele continua morando aqui dentro, só que preferiu o porão do meu coração. Quis ficar escondido. Deixe ele lá. Talvez ele volte. Talvez.
-E agora?
-Ué...ele continua tendo a boca doce, eu só não sinto mais. As palavras continuam sendo exatas, só não as ouço mais. Sua risada deve continuar macia, eu suponho. Sua precisão racional prevaleceu, eu já não existo mais.[...]

domingo, 19 de setembro de 2010

Basta ser humano.



- Sabe, sempre foi mais fácil pra mim não reagir às coisas, aos desafetos, e até mesmo ao amor.
- Como assim?
- Ué, se me amassem, ótimo. Se me odiassem, tanto faz.
- Mas e se VOCÊ amasse?
- Nunca soube como agir. Achava bom, a sensação era gostosa, mas...podia acabar então...não me entregava tanto.
- Não. Você não se entregava. Não existe 'meia entrega'. [...] e se a pessoa que você 'amava' se cansasse de sua 'mornidão' ?
- Eu terminava.
-Mas por que? Se vocês se gostavam? Precisa de mais motivo pra ficar junto?

[SILÊNCIO].

- ok. Mas então, você sofria, ficava mal, né?
- Não. Bola pra frente!
- Mas não é uma questão de fazer drama. É simplesmente respeitar o que se sente. Não adianta fingir que nada aconteceu, sair com os amigos e tal...Sinta-se, respeite-se.[...] É....ser simplesmente humano não é uma coisa tão fácil pra você, né...

sábado, 18 de setembro de 2010

Paiêeee


Então Deus...Hoje não sei ao certo se estou precisando de seus conselhos de Pai, de seu colo de Amigo, de sua soberania de Senhor,do consolo do Espírito Santo ou da compreensão humana de Jesus.
Mas como falo justamente contigo (DEUS), o Senhor sabe que tudo isso ao mesmo tempo é muito bem-vindo no momento (aliás em todos os momentos).

Eu ouvi o que o Senhor disse, e comecei a prestar mais atenção em várias coisas que eu não queria enxergar. Mas é que...Pai, o Senhor tem noção do que está me dizendo? Sabe da dificuldade que é pra mim isso? Pois é...É, eu sei, tenho que confiar. Fui eu quem pediu desde sempre "não dou um passo se o Senhor não estiver comigo".

Eu precisarei de muita força, mas quando falo muita, é MUITAAAAAAAAAAAAAAA!!!! E coragem, e Fé...Pensando bem...Dá pra me carregar no colo enquanto a gente passa por isso? Eu acharia ótimo! O quê? EU que tenho que dar esse passo? Ok. Eu dou o primeiro e você me puxa. Combinado?

E sobre aquele outro assunto, eu nem preciso dizer, né?!
Olha só, se puder pegar o pedaço de meu coração de volta ...nem sei o que dizer. Mas é que dói tanto, tanto...é absurdo, estúpido...é uma dor que passa do coração e chega na razão, e eu consigo decifrar a dor...Aí passa a ser desumano.
Eu tenho tentado, o Senhor tem visto (nem preciso dizer)...Mas por que é que você me dá PAZ e me pede para esperar e descansar? O mar está agitado, as ondas encobrindo meus olhos, a água está gelada.
Oooo meu Pai, perdão pela minha pouca Fé. Eu sei como é horrível quando não confiam em nós.
Não tem problema então. O mar está revolto, eu não vejo nada, mas decido confiar porque Jesus está no barco.
Então...só peça pra ELE me abraçar?

Nossaaaa, hoje nem deixei o Senhor falar, né?!rs...Mas faz assim: vou deitar no seu colo e te ouvir agora.
Pode falar.
Ah! Se eu dormir antes...Boa noite. Te amo.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

São 3h da manhã.



Revejo fotos
Releio mensagens
Relembro de palavras trocadas por nós.
Não porque seja passado, apenas porque mesmo presente, merece 'replay'.

Penso na vontade de um ser a metade do outro, ou melhor, o encaixe inteiro do outro...
Vontade realizada.
Penso nas coisas em comum, e na falta de coisas não comum.
Vejo as diferenças e me encanto ainda mais. Pois percebo que tenho muito o que aprender. E ainda posso ensinar.

As risadas ecoam dentro de mim.
O sentimento "sem nome" invade tudo.
Mas é o "sem nome" mais completo que já senti.

Sei que negociamos a felicidade "em prol" de um futuro mais racional.
Mas, pra mim, não há nada mais racional do que saber o que sinto, saber o caminho que temos que percorrer e ainda assim escolher ficar ao seu lado.
Não se preocupe pensando que ajo pela emoção. Não! A emoção me motiva, óbvio, mas com o tempo a gente aprende a usá-la junto com a razão. Elas juntas fazem loucuras saudáveis e admiráveis! Muito mais do que a razão pode supor.

Sei que falei que não ia ligar, mas...são quase 3h da manhã e você ainda não me deu 'boa noite'.
É que...minha educação não me permite me ausentar sem me despedir daquele que mora dentro de mim.
Sei que você decidiu por nós, mas você não foi embora daqui de casa, de minha morada.
Não posso ignorá-lo.
A falta que você me faz é humanamente insuportável.

Tão tarde e eu continuo me perguntando se você pensa em mim, se eu existo mesmo pra você.
A questão não é só você, mas é o meu pedaço que ficou no seu coração, é o meu eu que você levou. Aí, sinto falta de você, e de mim.

São 3h da manhã e eu preciso de você pra me abraçar enquanto durmo, pra eu amá-lo enquanto você sonha, ...para sonharmos enquanto vivemos...E para vivermos. Assim: no plural.

Hoje eu me permito CANSAR.


Cansei de ser forte sempre, hoje quero me permitir chorar.
Cansei do meu bom humor constante, quero ter raiva e expressá-la.
Estou longe de ser bonequinha que só ri e não tem emoções.
Cansei até de meu jogo de cintura! Agora quem se "engraçar" leva tapa!
Cansei das mentiras que me contam. Se vier com falta de verdade, hoje lhes mostro o espelho!
Cansei de ter consideração pelos outros, os outros que se danem! Se querem consideração...que corram atrás!
Cansei de dar explicação para o mal comportamento alheio, é maldade mesmo. (As pessoas agem como querem!)
Cansei de mim, de meus erros repetidos, da insistência em acreditar que ainda existe GENTE.
Cansei de minhas burrices, da minha falta de orgulho. Quero aprender a ser indiferente, não responder quando me chamarem, não sentir quando me amarem e/ou me odiarem.
Cansei da internet, do telefone...cansei de falar. Hoje quero só colo e silêncio.
Cansei de defender os outros, hoje quero me defender.
Cansei até de estar presente...quero me ausentar.Quero não ligar, não sentir,...me negar.
Cansei de ter que compreender, quero ser compreendida.
Cansei de ter que decidir, hoje quero deixar pra lá.
Cansei de aceitar sem entender, quero entender, quero razões, quero lógica, quero explicações.
Chega! Por hoje cansei.
Amanhã recomeço.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Uma pergunta mais que justa!

A querida Tati Pasquali sempre vem com ótimas indagações e veio com uma hoje em boa hora!
Perguntou o que estava acontecendo com o mundo, pois ela e mais algumas amigas lindas, gostosas, inteligentes...estavam solteiras.
Tento responder (por experiência própria).
A questão é que relacionamento perdeu o valor. Pessoas perderam o valor. Preocupam-se em viver o momento, e quem vive só o momento não cria relações. Usa pessoas para criar romances e historinhas pra contar!
Criar relações exige amadurecimento e os medíocres não querem crescer! Cada dia que passa eles estão adiando o momento de alçar vôo. Acham que independência financeira é maturidade. (quem dera!)
Não estou dizendo que somos as mais maduras do mundo, mas pelo menos temos coragem de dar um passo, de avançar, de arriscar!
Tem outra coisa: a mulherada está se oferecendo 'de bandeja'(praticamenteo), e os caras sempre acham cedo demais (quase 30 ou mais..cedo???) abandonar essa vida de "puto" para investir em algo humano.(sim HUMANO, porque as outras "relações" são animais, só por instinto!)
Sobre essas relações assim? Sobre a geração fulgás...ACHO ESTÚPIDA e VAZIA.
Beleza, o cara "comeu" uma diferente essa semana...E AÍ? O QUE ACRESCENTOU?Vai dormir sozinho, vai ter um carinho medido, um amanhã solitário, trabalhar para gastar com mais cerveja e mais mulher, sair com os amigos(que é até bom mas não suprem tudo! Ou suprem?)...E AÍ????
Não querem pagar o preço. Na verdade, essa nossa geração que pega tudo pronto e facilmente, não sabe pagar o preço de nada, não sabem O VALOR DAS COISAS. Não querem abrir mão de nada...Se tem que pagar um preço, não há disposição. (pensam: melhor eu ficar com as 'mulézinhas' ...é mais cômodo!)
Eu, sinceramente, não consigo chegar a UMA só conclusão sobre essa indagação de Tati e de todas nós(mulheres de valor). Várias coisas passam pela minha cabeça. Uma delas, claro, tudo culpa minha...."fiz tudo errado! Devia ter maltratado..entrado em joguinhos e tal", mas nãooo consigo ser outra pessoa que não seja EU. (ainda bem!)
Confesso que chego a pensar que eles gostam de mulheres burras, ciumentas, chatas e feias...Podem reparar! Essas sempre estão namorando ou casadas! Já viram o tanto de homem bonito e inteligente que namora mulher burra e feia? Será insegurança? (isso é assunto para outra discussão)...Nada contra as burras e/ou feias (até pq isso é relativo. Eu posso ser bonita ou feia..depende de quem me vê), mas as bonitas e inteligentes também querem alguém!!!
Ninguém é completamente auto-suficiente. Pode ser independente mas não auto-suficiente.

Masssssss me recuso a essa realidade e tento ir além
.
Creio que estamos colhendo o que muita gente plantou. Mas se vc não plantou isso, calma que seu HOMEMMM chegará ou se revelará!(se vc plantou, arque com as consequências..rs..e espere a próxima colheita!) .
O problema é que todo mundo quer se "divertir com o errado enquanto o certo não chega", mas aí...se o certo aparece vc estará ocupada.
Tem que haver uma mudança de pensamento e comportamento. Não adianta só perceber que o mundo tá perdido.Temos que mudar o comportamento, a postura...Na hora certa aparece!
ESPEROOOOO!!!!rs

DE REPENTE




Lembro da primeira vez que te vi
Do sorriso aberto, dos braços abertos.
Do abraço que encaixou, da mão que me tocou me guiando até a mesa.
Lembro das risadas que trocamos, da conversa ansiosa por mais
Do tempo que parecia estar atrasado
e eu, claro, tentando disfarçar e segurar qualquer impulso.
Pois é, não segurei.
Aí veio o primeiro beijo que eu te dei.
Lembro que achamos que estávamos sozinhos, que o mundo tinha parado até que...seu amigo nos lembrou que eles estavam lá.

No dia seguinte o sonho prosseguiu.
O 'cinema particular', a champagne, as risadas mais uma vez, a conversa...o calor.

Os dias longe de você pareciam ser carregados nas mãos, eram cuidados, mas eram lentos.
Você se atrasou, chegou. Entrou na minha vida.
Entrei na sua vida.
Pegamos a estrada para o conhecimento do outro. (se bem que eu já estava nesse lugar há um tempo).
O encaixe exato. Seu corpo, meu corpo.
Meu pescoço, seu cheiro.
Seu peito, meu travesseiro.
Minha língua, seu gosto.

A piscina nunca mais será a mesma. Os sorvetes ou picolés não terão a mesma graça.
A Paz me invadiu. E estar com você passou a ser necessário.

A melhor serenata que recebi, seja por telefone, pessoalmente ou 'webcam'...


DE REPENTE...Quando eu achei que o tempo estava certo, você decidiu que ele havia chegado cedo.


Minhas pernas tremeram, mas tentei permanecer firme.
Meu coração não sabia se parava, se corria....Mas nada fez, ele apenas sangrava.
Minha mente indagava, mas não adiantava, não tinha resposta.
Meus olhos, meu corpo, minha alma chorava.

E eu orava.

terça-feira, 14 de setembro de 2010

Advinhe quem é o homem e quem é a mulher no diálogo abaixo.

Cansada de tudo aquilo disse:
-Vamos ser adultos e assumir uma relação de verdade?
-Hummm....
-Tá bom, ser criança é tãoooooooooooo legal! Então vamos brincar?
-Vamos!
-Emburrei. Não quero mais brincar! (Ráááá..se ferrou! Achou que não querer amadurecer só tinha vantagens?)

Não era um dia qualquer.

O dia escureceu.
A noite chegou trazendo um silêncio incomum.
Sentada diante do lago ao lado do Futuro que se despedia sem querer, que chorava confuso.
ABRE PARÊNTESE. O duelo que é tão comum (embora quase ninguém perceba) estava diante dele: comer o fruto da Árvore da Vida ou da Árvore do Conhecimento do Bem e do Mal. A curiosidade lhe dizia para escolher a 2°opção. Mas "a curiosidade matou o gato" e fez Adão cair. As coisas de Deus não nos deixam confusos, nos dá PAZ. [...]FECHA PARÊNTESE PORQUE ISSO É ASSUNTO PARA OUTRO TEXTO.
Veio um vento frio e sua alma se arrepiou.
Seu corpo tremia.
Ela desviava o olhar do Futuro buscando algo em que pudesse focar para manter o controle. Mas nada prendia mais a sua atenção do que aquelas palavras.
Diante de tudo aquilo, a grama seca e 'espinhenta' e a terra lhe pareciam confortável. Então deitou-se e olhou para o Céu procurando explicação. Mas, nesse dia, até a Lua ria ironicamente.
Respirou fundo e sentou-se abraçando os joelhos contra o peito.
Curvou a cabeça e chorou silenciosamente.
Ela tentava evitar a todo custo mas as lágrimas já não suportavam...Precisavam fugir, correr!
O Futuro abraçou-a e perguntou:
-Você me entende?
Ela respondeu:
-Eu aceito.

Mas...ao ver essa situação fiquei me perguntando: E SE ELA NÃO ACEITASSE? FARIA DIFERENÇA?

Descobertas de Flor.



Sentados na varanda de casa, Flor e seu avô conversavam:
-Como pode existir um mar dentro de mim?
-Mas, por que você diz isso?_ seu avô, curioso, perguntou.
-Ué, porque vez ou outra, parece que tem uma tempestade aqui dentro, ele transborda e sai água de meus olhos.
Seu avô sorriu constrangido com a forma que ela enxergava o choro, e disse:
-Mas quem disse que é o mar?
-Ahhh Vovô, é água salgada! [...] e sabe o que mais eu descobri?
-Hum...
-Ela é salgada porque o sal é cicatrizante. Aí, toda vez que ele transborda, depois de um tempinho, eu já fico bem.

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Coisas da Língua Portuguesa.




Porque se é
desigual, desleal...é descaso demais.
Quase tudo que tem "DES" desestrutura, destrói.
Por isso, observo sempre se dentro dele(do outro) existem essas três letras juntas que tornam tudo desumano. Tento enxergar cada letra, cada sílaba, cada palavra.
E quando não vejo, tento ouvir se o silêncio está destoando a festa de meu coração.
Mas também há o silêncio que grita sufixos, que acrescenta, que alegra, que aumenta...
Talvez, por isso, nunca gostei muito de prefixos. Quase sempre negam, antecipam,...
Tá aí, o motivo que escrevo: encontro nas palavras (no português) tudo que já deveria saber mas não tive coragem de entender. Aí recorro à escrita e depois leio o português claro das coisas.
Há quem diga que falar demais não é bom, ou que escrever o que vem na alma nos torna vulneráveis ao outro.
(sim, isso pode acontecer quando lidamos com pessoas medíocres e que usam o sentimento do outro para obter poder)
E por não suportar mais tanto jogo estúpido da vida, escrevo motivada pelas regras das palavras. Para liberta-las, libertar-me.

"Eu vou me acumulando, me acumulando, me acumulando - até que não caibo em mim e estouro em palavras." _Clarice, a Lispector.

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Sobre o relacionamento.

-Não precisa ficar com medo. Se alguém te machucou, não sou eu quem vai lembrá-la dessa dor.
Não olhe pra mim como se eu fosse arrancá-la do chão e depois deixa-la despencar em queda livre! Não! Se eu peguei na sua mão não foi apenas para atravessar a rua e abandoná-la na calçada da frente. Foi para caminhar junto com você na vida.

-Eu só tenho medo de ser feita de idiota mais uma vez. É que eu priorizo quem está comigo e não quero ser tratada como opção.

-Você não é opção.

-Prove.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Presença e paciência...diretamente proporcionais. (pra mim)

Hoje quando acordei, olhei para o lado e meu potinho de paciência estava vazioooo!!!
(isso não é muito comum, aí não sei lidar)
E sem ela não dá pra fazer muita coisa.
Fazer uma ligação e não conseguir falar já é motivo suficiente para querer mudar o número do telefone para nunca mais te encontrarem(quando quiserem).
O sol que sempre te parece feliz, agora está irritante!
A inseguraça que vez ou outra quer aparecer, se destaca feito escola de samba!
Parece que todo mundo fala demais.
A música está desafinada.
Se falarem alguma asneira, o 'coice' é certo.
Uma voz em volume mais alto desencadeia o choro.
Até o carinho agride!
E tudo que pra você é absolutamente normal passa a ser cansativo.
E o corpo parece estar pesado.

O motivo do pote vazio é desconhecido.
Era.
Bastou uma ligação e o pesadelo acabou.


Conclusão: receber A ligação...não tem preço!

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Quando indagada sobre sua forma de viver, enquanto tentavam fazê-la viver pela razão, apesar de óbvio ela disse:

-É que não tem emoção nenhuma viver pela razão.