Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

É mais ou menos assim quando encontramos quem merece...




Os cílios esticam-se todo e levantam os olhos.
Os olhos refletem tudo que a alma vê... e dá gargalhadas!
A tinta rosada, do amanhecer que Deus pintou, cai nas bochechas.
A boca se torna apenas uma passagem (nada secreta) para que o coração salte!
O coração abre os braços e voa!
Um grito forte e doce gruda na garganta.
E a sede DO OUTRO aumenta.

No peito, um sentimento que não cabe.
No estômago...borboletas!
No ventre, um sonho sendo gerado.
Mais pra baixo... calor.
As pernas ficam vacilantes, e um simples sopro é capaz de mudar um passo.
Os pés...os pés se entrelaçam nas pernas dele para se aquecerem. E quando têm que se levantar, caminham sempre na direção sobrenatural do Amor.
E com o Dom Supremo (Amar/Amor) à flor da pele, à pele só resta arrepiar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário