Dupla Delícia.

Dupla Delícia.

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Perdão, baby, perdão.

Perdão, eu menti.
Eu menti quando eu disse que pra mim era tudo mentira.
Mas é que essa atual pontuação é difícil de ler.
Perdão se minhas palavras te cortaram, mas a sua atitude me desmanchou.
Eu não queria te magoar. Essa seria a última coisa que eu desejaria na vida.
Sei que você não mentiu, apenas não permitiu...
A verdade é que foi a realidade mais intensa e perfeita que já vivi.
Pouco tempo???
E quem disse que tempo determina a profundidade ou veracidade de um sentimento???
Foi a verdade mais sonhada e o sonho mais verdadeiro.
E por ser assim, tão perfeito, me doeu ver tanta verdade me escapar entre os dedos...ver um sonho tão fugaz.
Momentos assim, capítulos assim, tão certos, tão completos, tão repletos de agradáveis surpresas, não merecem 'desdém'ou naturalidade, não podem ser interrompidos, merecem ser tratados como clímax, merecem "bis", "replay", e no mínimo, uma eternidade pela frente!

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Alguém joga uma bóia aí, pois estou me afogando em lágrimas!

Dá licença que estou fechando a porta!

De repente não quero mais
Não quero mais querer
De repente algo que nunca imaginei aconteceu:
Me arrependi de cruzar o caminho de alguém.

É bom passar pela vida dos outros ou
permitir que passem pela nossa, quando aprendemos algo.
E o que eu aprendi???
Aprendi a não acreditar, a desconfiar, aprendi coisas que nunca se deve aprender!
Bons momentos??? De quê? De ilusões?
Basta!
Basta o meu mundo irreal. Basta o meu casulo.
Agora, viver num mundo à parte, cheio de egoísmo, onde tudo deve girar entorno de uma única pessoa? Aí já é demais pra mim!
Eu sempre acreditei em um monte de coisas lindas, legais...Aí vem uma pessoa e quer desmoronar meu castelo??? Quer me fazer viver fora dele? E pior, dizer que isso é natural...?
NÃO NÃO E NÃO.
Sempre tento preservar a admiração que tenho pelos que estão a minha volta. Mas tá ficando difícil.
Tá cheirando a maldade já...
Dá licença que estou fechando a porta!

O que é certo no Amor?




O que é certo e errado no amor???
Alguém sabe dizer????
Se souber...não me diga, por favor!
Não quero jeito nenhum de pensar (nem o meu)interferindo no que creio.
O que creio?
Creio no que Deus diz que é amor:

1 Coríntios 13

"Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine.
E ainda que tivesse o dom de profecia, e conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, e ainda que tivesse toda a fé, de maneira tal que transportasse os montes, e não tivesse amor, nada seria.
E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimado, e não tivesse amor, nada disso me aproveitaria.
O amor é paciente, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece.
Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se enfurece, não guarda ressentimento do mal;
Não se alegra com a injustiça, mas congratula-se com a verdade;
Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta.[...]"


Quanto ao que pensamos...que seja moldado ao que ELE diz. Que possamos aprender a ser assim!

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

Explicando Mais uma vez!

Desculpem-me interromper esse blog cheio de amor, mas uma hora ou outra preciso falar certas coisas!
Lá vou eu me explicar no que não precisa de explicação (meu lugar, blog).

Queridos de minha vida...
Eu já disse aqui que as pessoas que passam pela minha vida (mesmo que tenham passado) têm meu respeito total e um carinho absurdo! E não dá pra ser diferente!
Quando escrevo coisas de amor, não quer dizer que seja reflexo de minha vida (ou não). Quem sabe????
Quando posto homenagem à alguém (seja ele passado/presente ou futuro), posto porque sou honesta comigo. Só isso. E não estou "nem aí" se a pessoa vai "se achar" ou não (se ela não tiver maturidade pra isso...perde minha admiração ( o q não deve fazer mta diferença se ela tiver esse tipo de reação).
Nunca fui de joguinhos nem serei. O mundo pode se matar que EU não vou me matar!
O mundo pode fazer o joguinho de se fazer de difícil, de ser indiferente, ou sei lá o quê. Eu não.
Sou fiel à mim e ao que acredito. Aprendi a amar, simples assim.
E pode me chamar de burra, estúpida ou seja lá o que for! Eu sei quem eu sou (em Deus).
E se me refiro à algumas pessoas (por ex, naquele texto q não tem nada a não ser uma LISTA), se homenageio outras...é porque PRA MIM elas merecem.
E certa vez ouvi algo de alguém que justifica tudo isso: "quem merece, merece tudo".
Eu incentivo quem acho q tem talento! Eu divulgo os feitos do Emilio, divulgo a música do Ramon, divulgo blog da Suzy...e o que mais eu acreditar que seja legal.
Espero que não se ofendam com isso (com as homenagens...que aliás são pouquíssimas).
E aos homenageados...espero que não se vangloriem com isso. (se bem q os homenageados q posto aqui...não vêem meu blog!)

"O que é do homem, o bicho não come."

E não...não estou brava. Estou sendo clara e objetiva, porque tem gente que não entende de outra forma.

Tarde Vazia- Ramon Brandão

A gente pode perpetuar...


Pare um pouco
Deixe-me te ver

Chega mais perto
Me abrace
Mais um pouco
Me ame.

Sente-se, por favor.
Fique à vontade.
A casa é sua
(mas pode ser nossa)

Não se intimide com as surpresas da vida
Não tenha medo de sair de sua programada vida
Ter metas é importante, mas não pode te impedir de levar um Presente adiante!

Deite-se aqui no meu colo
Me deixe cuidar de você
Cuidar de mim
Me deixe...com você.

Já é noite
Já é outro dia
E outro...
Fique, permaneça.
Não vá, ouse ficar!
Hoje a gente pode continuar.
E amanhã, se quiseres...perpetuar.

sábado, 25 de dezembro de 2010

Qual nome disso?


Fechos os olhos
Lembro de cada momento e percebo que, em nenhum, falta alguma coisa.
É tudo completo.
Tento dar nome ao que sinto, mas rastrear um sentimento assim não é lá coisa muito fácil.
Novidade na alma resulta numa razão fugitiva.
Temo usar a palavra Amor, pois pra mim, é uma palavra que assusta.
Mas também não é só paixão.
O nome dessa loucura não sei dizer não.

Quando temos muito o que falar
Não há muito o que fazer e o abraço se encarrega de dizer.
O tempo parece amistoso e o encaixe continua gostoso.
Não tem jeito, é perfeito!
Você me olha e me enche de futuro.
A gente se olha e...
Por mais que eu lute, seu corpo me suga, me puxa, me atrai.
E o meu...não te resistindo, me trai.
Sua mão me desenha
Minha respiração me denuncia.
E a gente se ama completamente.

Se as circunstâncias te levam pra longe
Meu querer te traz pra dentro
Meu coração se enche de nós
Meus ouvidos clamam por sua voz.
Minha mente procura sua lógica pra tentar entender
Mas não acha e boba pareço ser.

Mas não é bobeira, não é cegueira...é que eu tenho permissão pra sonhar
E sendo assim, a gente pode se amar!

Abro os olhos
E como vivo pela Fé, lá está você na minha frente...de pé.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Chega de "meios"!



Hoje acordei cansada de "meios".
Meios termos
Meias palavras
Meios sentimentos
Meias verdades.
Meio quente.

Preciso da Integridade.
Preciso do inteiro, do completo, do extremo.
O meio termo me causa dúvida.
A meia palavra me estimula na reticência ao invés de colocar o ponto final.
O meio sentimento me atormenta, soa falso.
A meia verdade me agride, pois não existe meia verdade. Existe verdade e mentira.
O morno me causa enjôo.

Hoje acordei cansada de mim, dos outros....Dos outros em mim.
Na verdade, cansada da METADE dos outros em mim. Enquanto me entrego inteira.
Tá errado, Tá incompatível. Tá desleal isso!
Procura-se pessoas de verdade, de alma inteira, de coração completo.
Se vou achar...isso já não é da minha conta! Isso é com meu Pai (Deus), e como ELE é inteiramente BOM...confio e espero.

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

É ternura.

O amigo virou pra ela e disse:
-Mas você fala do fulano com cara de apaixonada. Do beltrano...com cara de apaixonada, e do outro tb!!!
-Sério?! Mas nem é. Não é paixão, é ternura. É reconhecer o quanto cada um foi especial, e guardar merecidamente cada um no coração. Meus capítulos passados não vão para o lixo, vão para o livro também, afinal o que sou se deve a cada capítulo. Tenho carinho por eles, mas paixão, amor e vontade de estar junto pra sempre...só com o "outro".

sábado, 18 de dezembro de 2010

Sobre a falta de reciprocidade.

O que me machuca não é o fato de não ser amada por alguém específico. Não, isso não! Isso é natural! Acontece...
O que me tortura é pensar que fui enganada, ou que não passei de um alvo, uma meta, uma página.
Isso é que dói...a mentira, o engano, a forma leviana de se tratar uma pessoa, de tratar tudo que essa pessoa carrega dentro de si como se fosse...NADA.

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Porque ele tem a melodia da minha alma.



Chegou, Amor, chegou????
Chegou o amor. Chegou?
Não vi, não vi.
Por instantes apenas o vivi.
Mas não sei, ele saiu de madrugada e ainda não voltou.

O violão continua encostado.
A música parou desde então.
O silêncio apareceu.
Aqui dentro meu coração se escondeu.
Ninguém mais sabe tocar minha alma e fazê-la cantar!
Não há quem retire dela uma melodia e a faça dançar.
Porque só você tem a melodia de minha alma.
Só sua mão me traz a calma.

Voltou, Amor, voltou???
Voltou o amor, voltou?
Não não, amor não vai embora sozinho.
Se ele chegou mesmo, apenas se ausentou por um momento.
Se eu o vi?
Não, ouvi barulhos estranhos lá fora.
Ouvi canções aqui dentro.

Fugiu o amor, então?
Será?
Creio que não.
O amor é corajoso e tem honra, né Amor?
Fugiste, Amor?
Se você tiver coragem de fugir, mais ainda terá para permanecer e amar.
Mas pra fugir basta ter coragem, e para amar é preciso coragem e honra.




"Eu não tenho nenhuma coragem, mas procedo como se a tivesse, o que talvez venha dar ao mesmo. (Gustave Flaubert)." Tendo honraaa, tá valendo !

Sobre a saudade.



Saudade...ou a gente a mata, ou ela mata a gente.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Clarice (a Lispector) me explicando....

"A minha intimidade? Ela é máquina de escrever. Sinto um gosto bom na boca quando penso"

"
Eu escrevo como se fosse para salvar a vida de alguém. Provavelmente a minha própria vida"

Depressa! Há alguém a me esperar!

Não posso me demorar
Não posso me abandonar
Em algum lugar do mundo há alguém a me esperar!

Depressa!
Mas não muita pressa.
Ajeito-me
Me encontro
Descanso, vivo, mas sempre com o pensamento: "não se perca! Há alguém a te esperar"

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Depende de mim, apenas de mim.



E se amanhã não for nada do que planejei não faz mal
O que planejei pode não ser o melhor.
Vou chorar, vou gritar, vou desaguar em algum lugar.
Mas depois, hei de me levantar.
Pego todas as cores dentro de mim e pinto tudo de novo!
Se não houver música, eu sei onde encontrá-la.
Se não houver amor lá fora, eu me abro, me desfaço e todo amor que recebo, eu divido com você.
Seja você quem for. Não me importa.
O importante é não deixar a frieza entrar, é não deixar a vida sem cor,
o importante é 'musicar' cada passo (e se possível em acordes maiores!).

Se o amanhã quiser me roubar o presente, não permitirei. Não mais!
Cada dia que se contente com o seu melhor, com seu tempo!
E se me der vontade de aprender a "técnica" da indiferença, da desconsideração...a técnica do descartável e da borracha...Eu sei que isso é só uma vontade falsa, e nem que eu quisesse conseguiria.
E se me chamarem de dramática, tola ou qualquer outra coisa por isso....continuarei ladrilhando meu caminho com muita graça, alegria e amor.
Porque o que eu faço não depende de você. Depende de mim.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Carta aos leitores.

Sei que, às vezes, algumas coisas que escrevo não são muito animadoras, e há gente que diz que preciso usar isso aqui (blog) pra gerar vida, ânimo e tal.(já que recebo isso diariamente de Deus)
Eu, sinceramente, também acho!
E é justamente por isso que faço questão de postar, mostrar minhas debilidades.
Ser um super-herói da internet, ou da literatura está longe de meus planos!
Ser perfeita...longe de meu alcance.
O que mostro aqui é que mesmo eu sendo uma pessoa completa (não por mim mesma, mas por ter Jesus comigo), também tenho minhas crises, tenho momentos de suar sangue, de chorar e achar que estou sozinha, de me decepcionar com o mundo e comigo. Mesmo que eu tenha Fé, de vez em quando a dúvida tenta me atormentar.
Todo têm seus momentos de 'vale', de caverna...mas o que temos que entender é que devem ser apenas momentos, e não fazê-los deles uma realidade de vida.
Eu mostro a grandeza de Deus não só apenas em minhas vitórias. Mas também honro Aquele que habita em mim (Espírito Santo) quando eu reconheço que PRECISO Dele, quando reconheço que não sou auto-suficiente, e que sem o Seu Amor... nem amar eu amaria.
Por isso, quando você ler algum texto meu que revele sentimentos tristes ou de decepção, não se desanime! Isso é só um dia mau, e um sinal para que você(assim como eu) reconheça que precisa do Pai e....Posso falar?! ELE é o melhor Pai do mundoooooooooooo!!!Aí vocês verão o quanto um dia mau pode ser útil nas Mãos Dele. Pois "todas as coisas cooperam para o bem dos que amam a Deus".

E ó...quando se depararem com as fraquezas alheias, lembrem-se que todos nós temos.Por isso, vamos tentar não julgar. Se colocar no lugar do outro é extremamente necessário para viver em sociedade.
O importante é querer avançar, melhorar sempre....E é melhor que essa mudança seja feita pelo Papai do Céu porque aí sim...será eterna. Porque ELE muda no íntimo, na raíz...
Outra coisa....quando começar a focar demais nas circunstâncias (como eu faço muitas e muitas vezes, infelizmente), Deus está focado no seu coração, ELE quer o seu coração. É lá que tudo se concentra!

Pessoas decepcionam mesmo. Ou você acha q nunca decepcionou ninguém?!
Somos humanos e essa é nossa maior grandeza.

Inté a talvez uma próxima carta (se necessário).

sábado, 4 de dezembro de 2010

Engano





Sem chão
Sem mão
Apenas um não.

Sem verdade
Sem realidade
Só genialidade

Sem resposta
Sem pergunta
Sem nada.

Sem porquê
Sem pra quê
E uma indiferença gritante

É...é quando a gente se engana com alguém.
Cá estou eu a pensar...
Ser referência ou ídolo dos pais ou de quem quer que seja não deve ser uma coisa muito fácil.
Porque pra manter o outro, por tamanha admiração, não se quer frustrá-lo.
E pra não frustrá-lo, muitas vezes, têm que abrir mão de suas próprias vontades. E eles (os admirados) acabam fazendo isso sem ver, e sem perceber vão se anulando em função do outro. Mas eles nem notam que já nem existem mais! O que passa a existir é a projeção de perfeição que fizeram p ele e ele, inocentemente, aceitou.
Na verdade, o ídolo( o admirado, a referÊncia) acaba vivendo uma vida de escravo, e sem perceber que a liberdade está sob seu domínio.

sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

Eu gosto é de gente!


Eu gosto é de gente com coração grande
de mente aberta
Orgulho no chão
E simplicidade na mão

Gosto de quem tem opinião e não caminha como cego numa procissão
Mas pra isso não precisa ser do contra, só tem que saber parar quando for preciso
Gosto de gente que caminhe, claro!
Mas que saiba contemplar a beleza das coisas, e mais ainda, que saiba abraçar pessoas.

Não gosto de gente afobada pra falar de si,
ter amor próprio é muito diferente de se achar superior aos demais.
Não gosto de gente que não sabe voltar atrás,
flexibilidade é um caminho de equilíbrio.
Nem suporto gente de memória fraca, que se esquece de que prometeu amor eterno...
Muito menos de gente com a vontade fraca! Gente que, ao cometer uma traição, diz que não conseguiu controlar!
Desse tipo de gente eu quero distância!
Domínio próprio é uma característica humana. (não estou dizendo que seja fácil, mas que é possível)

Gosto mesmo é de gente que sabe ser gente.
...que saiba me admirar mas que não me coloque num pedestal
(eu, nem ninguém suportaria o peso da perfeição)
Gosto de gente que sabe abraçar, que sabe falar...e que saiba calar!
Gosto de brincadeiras, mas também de olhar franco.

Gosto de gente que não tenha medo de errar, e quando errar, que saiba pedir perdão (e mudar!).
Gente disposta a crescer, a caminhar rumo à maturidade....e que não use aquela lamentável citação como desculpa: "pau que nasce torto morre torto"!
Mudanças são possíveis, mas primeiro é preciso ser GENTE! E saber se olhar, se encarar...se enfrentar!

Se ainda não somos "gente" o suficiente....Ainda dá tempo!
"Pau que nasce torto morre torto, se não conhecer o carpinteiro Jesus de Nazaré"!

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Acordei querendo dormir.

Hoje acordei com sua parte toda desperta.
Acordei com sua imagem quase concreta
Hoje acordei com você quase inteiro
E eu, por causa do seu 'quase', acordei pela metade.

Não que eu não seja inteira, mas sou inteiramente sua.
E se você fica no quase...
Hoje não sou uma boa companhia, pois sua ausência chegou.
O Céu, como sempre muito respeitoso com meus momentos, chorou.
Caiu muita água, mas acho que não tem mais de onde sair. As nuvens secaram.
Então, o Sol foi se cobrir.
Acho uma grande delicadeza de Deus respeitar momentos.
Hoje...Acordei querendo dormir pra o amanhã chegar mais depressa e algo acontecer.
Ou por completo te ter ou te esquecer.

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Amor que constrange.



Fico a pensar que todo esse amor que existe dentro de mim não é meu.
É sério! Seríssimo!
Não dá, não caberia...ultrapassa limites e razões.
Mas não estou me vangloriando de nada não. De maneira alguma!
Pois acabo de descobrir que esse Amor que sinto por um monte de gente e um amor absurdo que sinto por determinadas pessoas não é exatamente meu. É do ser amado. É de quem amo.
Mas esse também (o amado) não tem mérito nisso! (Talvez um pouco)
Esse Amor gostoso que vai além do que entendo e que entendem é do Pai. É o Amor do próprio Deus em mim. Aquele que é O AMOR se derrama em quem quer mais e mais Dele...em quem quer intimidade com ELE.
Aí a gente ama sem querer, sem porquê...Ama aquela pessoa toda errada, aquele todo complicado...
É que quando nos dispomos, Papai nos usa para amar o mundo, pra abraçar quem não sabe ser abraçado...pra pagar o preço por aquele que não é nem contado...
Quando entendemos o Amor Dele e o recebemos de graça e por causa da Graça...passamos a ser canais de Seu Amor.
E esse amor que falo supre tudo, cala tormentos, cura almas, arrebata vidas...
Às vezes, as pessoas dizem que não me entendem pois amo mesmo quando tudo sai errado (ou do jeito que eu não queria)...E amo mesmo! Mas do meu amor tem só 20%, o resto é Amor sagrado...e amor sagrado ninguém toca, ninguém fere, ninguém rouba e é pra sempre.

O mundo precisa desse sentimento, mas pra isso precisamos estar dispostos a abandonar preconceitos e orgulhos idiotas...Amar por merecimento qualquer um faz, queira amar simplesmente!

Eu amo porque ELE me amou primeiro!

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Quando eu caí, Deus me pegou. Aí...caí em BOAS MÃOS!



A vida com Deus é assim:
quando a gente pensa que está caindo de cima de um prédio...ELE nos segura, enxuga nossas lágrimas e diz:
-Filha minha, quem foi que te disse que você não pode voar?! VOE!

Estranho...

Sinto uma certa estranheza me confrontando
Uma certa estranheza me sufocando
Aliás, de certa ela não tem nada
É apenas estranha.

Mas estranho mesmo seria se eu não pensasse,
se eu não sentisse, se eu não falasse, se eu não vivesse...
Estranho mesmo seria mentir ou acreditar que foi mentira
Seria falar que não quero, enquanto na verdade, há tanto querer em mim.
Estranho ?!
Estranho seria não te amar.

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

Já falei pra Deus que cansei de falar. E ouvir já não me basta...preciso VER.



Falar tem me cansado
Escrever tem me pesado
As palavras tem me assustado
Cansei de explicar, mas continuo explicando.
Cansei de dizer, mas continuo dizendo.
E me pergunto, pra quê?

Porque escrever virou hábito? Não não...isso tiraria toda minha liberdade.
Porque falar é natural? Não. Nem isso. Natural é não precisar explicar.
Então....porque as palavras sintetizam os sentidos? Também não. As palavras, muitas vezes, só enchem...enchem o papel, enchem a cabeça...enchem o saco!

Então...por quê não parar e me calar?
Tá aí uma coisa que não tem explicação. Aliás, mais uma, né.
Eu me calo. Essa é a questão.
Eu me calo tanto que dá pra ouvir o que meu coração diz.
Aí escuto. Escuto tanto que...

Mas essas coisas já estão me cansando.
Eu já não me caibo.
O espaço em mim está pequeno.
Preciso de mais UM aqui....pra compartilhar, pra ver...pra sentir.
Aí...entre falar, escrever, ouvir...fico no IMAGINAR.
E imagino que você está aqui, e torço, torço muito para que minha imaginação tenha força o suficiente para carregar a realidade.

Sobre o amor.



Eu tento me aventurar ao escrever sobre o amor , mas não dá, isso é puro humanismo, busca de razão, ... porque o Amor não tem explicação, é Divino, não tem razão de ser, ele simplesmente é.

sábado, 20 de novembro de 2010

Pra eternizar.





Hoje acordei sem despertar
Chorei sem lágrima rolar
Gritei sem barulho fazer
Olhei sem enxergar
Escrevi sem dizer
Disse sem pensar
Pensei.
Pensei muito e comecei a imaginar.

Imaginei nós dois sem parar
Fiquei feliz sem perto estar
Senti falta sem possuir
Possuí sem querer
Quis, quis tanto...e ainda quero sem perceber.

Caminhei sem rumo ter
Parei.
Parei sem descansar.
Cansei de te chamar.
Chamei por muito amar.
Amei, aliás amo, por simplesmente amar.
E te espero pra gente eternizar.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Dormir ou viver entre mundos.



Hora de ir
Hora de rir
Hora de sonhar
Hora de me encontrar
Hora de me deitar e meu sonho despertar.

Chegou o momento de te ver
...o momento de te ter
...o momento em que me permito não te esquecer.

Já vou, meu amor, já vou.
Chegou a hora de ser o que sou
...sem segredos, sem medos.
Chegou a hora de entrar na realidade de meus sonhos.
Estou chegando, meu bem, estou chegando.


(ela se despediu de tudo e foi dormir...Já era A HORA).

Sobre o choro.



Eu choro e o vento seca minhas lágrimas
E cada vez que o vento sopra sinto o gosto salgado da dor.
Mas não me faz mal, não me machuca, nem desespera.
Às vezes...só me suja.
É só poeira de lágrima! Já está seco.
É dor passada, é choro já sentido. E tristezas eu não carrego comigo.
Basta uma sacudida e um pouco de calor, que o suor escorre levando o sal antigo e deixando um novo...cheio de entusiasmo.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Você veio.



Já estava ansiosa, coisa que não costumava ficar.
Ele chegou na hora imprevista, mas na hora que tinha que chegar.
E a saudade que me engolia, fez-se amiga.
E o receio que ele tinha, caiu e fez-se de ponte.
Ele chegou!
Passou a mão no meu rosto e desenhou minha boca.

-Será que um dia meu coração vai parar de querer sair do meu peito toda vez que você me toca?
_falei.
-Será que um dia minha mão para de te buscar?, ele respondeu.
Nos aproximamos, nos beijamos...e de repente veio um vento frio.
Droga!Esqueci a janela aberta, acordei com frio e levantei pra pegar um lençol.
Sonhar com você passou a ser minha realidade.

sábado, 13 de novembro de 2010

Mais uma partida!


Ele jogava com raça, com vontade, com entusiasmo, mas sempre saía antes do apito final, antes do jogo acabar.
Ela jogava até o final e se preciso fosse, ia pra prorrogação...mas já com medo de perder...sem entusiasmo.

Um dia jogaram juntos.
Ele enxergou as fraquezas dela e a amou. "Querer ser perfeita, ou tentar agradar alguém não te faz melhor. O melhor de você é VOCÊ MESMA",
disse ele.
Ela enxergou as fraquezas dele e o aceitou.
"Sair do jogo antes que ele termine faz com que vc não perca nunca, mas também...nunca vença!", disse ela.
Ele a ensinou a se posicionar, a vestir a camisa...a ser ela, nada mais do que ela.
Ela o ensinou a permanecer até o final do jogo, pois pode dar certo!

Ela se divertiu como nunca e ele VENCEU.E ambos venceram.

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

É um abuso sentir 'falta' sozinha
Sentir saudade sozinha
A gente devia sentir junto
Porque aí quando sentisse junto a força seria tão intensa que
a falta cessaria e a saudade sumiria.
Porque aí...eu me moveria e a outra pessoa também.

Por que a "falta" insiste em andar armada e ameaça rasgar meu coração?
Por que a saudade teima em ser mal educada e aparecer todos os dias sem ser convidada?

Isso não se faz. Não mesmo!

Fique,





Volte
Não fique longe de mim
Não vá pra perto de coisa alguma
Fique

Permaneça
Venha pra dentro
Fique longe de COISAS

Chega de começar sempre
Basta!
Dê continuidade
Prossiga!
Seja.

Seja forte em suas fraquezas
Seja delicado com suas forças
Seja meu por hoje
Seja meu, volte, permaneça, fique...pra sempre.

Ser simplesmente HUMANA nos dias de hoje não é lá muito fácil!



Às vezes eu penso que a maioria das pessoas não tem memória.
Memória afetiva.
E se não têm memória afetiva viram robôs. E eu....eu não gosto de robôs.

Tentando viver ao máximo um dia após o outro, desprenderam os dias e vivem como se cada dia estivesse separado. Cada dia uma aventura, um romance, uma conquista.
O lamentável disso tudo é que não criam histórias, não têm histórias.
A vida passa a ser capítulos soltos, sem nenhuma ligação.
E não saem do lugar pois não estão dispostos a lutar...já que "amanhã é um novo dia".

Simmmmmmmm, amanhã é um novo dia, mas você continua sendo você...Pessoas que são cativadas precisam ser respeitadas. E respeitado está longe de ser apenas ausência de agressão.
Respeito é dar continuidade, ser constante....
Indiferença é o maior desrespeito que se pode fazer com alguém. É cruel.
É cruel conquistar alguém (seja como for...amigo, namorado...) e depois de ter suprido suas necessidades (do momento), dispensá-la, abandoná-la.
Nãooo, isso não é humano. Isso é estúpido!

É cruel dizer mil palavras lindas, proporcionar dias incríveis e depois...fazer de conta de que não foi você quem disse e nem foi você quem viveu esses dias!
Hoje acordei meio de "saco cheio" de gente "desmemoriada" quando convém, de gente que não constrói história, de gente que prega o desapego a pessoas...Resumindo....de gente que não é gente!

E sabe o que é pior??? Elas não quererem avançar, e assumirem a nossa condição sublime e tão invejada de HUMANOS.


‎"Somos feitos de carne, mas temos que viver como se fôssemos feitos de ferro." [Sigmund Freud]

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Vesti-me toda pra você.



Eu acreditei que virias
Tomei um banho, lavei a alma
Enxuguei o corpo e as lágrimas
Vesti um vestido preto um pouco curto
Enfeitei meus cabelos
Coloquei um salto alto
Pintei otimismo nos olhos. Pronto, maquiada eu estava.
Botei um sorriso no rosto
E me perfumei.
Vesti-me toda pra você.

O relógio disparou
O tempo correu
E você não apareceu.

Voltei pra casa com o otimismo borrado.
O batom intacto.
O sorriso caiu no meio do caminho.
O salto alto veio carregado nas mãos
Os pés vieram cansados
Tirei o vestido
Me olhei.
Me despi toda pra você
E você não apareceu.
Nem uma explicação me deu.

domingo, 7 de novembro de 2010

Viajo porque preciso, volto porque te amo.



Viajo porque preciso.
Porque preciso de ar novo
...do coração ansioso pela descoberta do novo
...da música que o NADA toca
...das flores que nascem numa terra distante
...da saudade que me faz querer voltar.

E volto.
Volto porque me falta o seu ar
...porque meu coração descobre o novo em você a cada dia
...porque a música que sai de "nós" é melhor que qualquer sinfonia
...porque as flores que você me dá tem muito mais vida que qualquer jardim distante!
...porque a vontade de ficar é mais forte que a saudade que me faz viajar.
'Viajo porque preciso, volto porque te amo'.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Não venha me falar que nunca existiu!



Eu não suporto mais ficar engasgada
Está me sufocando
Nossa vida ficou parada no meio da minha garganta.
Não, não vou engolir.

Se fosse singular desceria fácil.
Se fosse só eu ou só você.
Mas não é.
É 'nós'.

Depois que vira plural, um só vai se o outro for.
Sei que acha que só porque você sumiu significa que não existe.
Mas não é bem assim.
Não venha me falar que nunca existiu!

Não tente me convencer de que fui besta, porque sei que você tem coração.
Nem tente dizer que sou louca porque sei que você tem caráter.
Pare de tentar SE convencer de que tudo não passou de um mal entendido bem vivido.
Não se acovarde, isso não combina com você.
Tenha peito pra gritar, tenha pulso para firmar e tenha alma pra dar.

Aí, se realmente você não tiver essas coisas...pode deixar que EU me convenço de que fui besta por confiar, de que sou louca por acreditar...de que fui humana por amar.

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Ser criança é só um pretexto pra ser aceita



Às vezes ser adulto me irrita.
Ser racional enquanto o coração grita!

Tem hora que eu queria dar birra, ficar 'emburrada'
Agir com ignorância, aí quem sabe ser respeitada.
Não que me faltem com o respeito, mas um pouco do verbo no imperativo não me faria mal.

Queria mesmo era bater o pé no chão
E quando você ameaçasse ir embora, eu apenas diria NÃO!
Você ficaria e me abraçaria
Como se faz com criança que com sua ausência sofreria.
Você me envolveria, me aceitaria
E essa meninice eu deixaria.
E a gente se amaria (se ama?).

Não te desperto.



Sonhei que você sonhava comigo.
Ou foi o contrário?
Seja como for, só te peço uma coisa:
NÃO ME DESPERTE, POR FAVOR.
NÃO TE DESPERTO.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

E que venha a chuva!

Ouço muita gente pedindo SOL pra alegrar o dia, pra aquecer a alma.
Ouço outras pedindo uma chuvinha pra refrescar, regar...
Eu não!
Amo Sol e chuvinha mas não agora.
Meus dias já nascem rindo e minha alma quentinha.
Chuvinha, agora, só iria acabar com a paisagem, desgastar a imagem.
No momento, eu quero é uma tempestade!
É chuva forte e ventania...pra levar as sementes de amor que você plantou em mim e depois sumiu!
Não quero sementes suas germinando sem ninguém pra cuidar!
Quero vento forte pra levá-las pra longe!
E tanta água... que faça enxurradas de palavras vãs..indo embora.
Quero é chuva grossa, é claro, para lavar o coração e massagear a alma depois do trauma todo.

Praticamente...


Baby, ontem eu consegui ficar 4 horas, praticamente, sem pensar em vc. O problema é esse "praticamente".
É o praticamente que me pega! Tem vezes que essa palavrinha se mantêm acesa por horas. Aí, o praticamente vira rotina e quando vejo, acontece como hoje. Hoje eu pensei apenas UMA vez em você, praticamente. Só que essa uma vez começou quando acordei e só parou depois que dormi.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Pode chegar!



Apesar dos olhos apertados e sorriso disfarçado
Os braços ainda se encontram esticados.
Esperam abraço, na comunhão...um laço.

Aguardei...
Alma latente, com sede de gente,
Gente que sente
Que chora, não mente.
Gente que ama, que chama, que clama!

Adormeci...
Peito aberto, mãos estendidas, flechas caídas.
E nenhuma ferida.
O medo é uma mentira, é ilusão, é fantasma.
Um passo pra frente e a ilusão vai pra o chão, o fantasma vira vão.
Deus pega na minha mão e me conduz ao caminho da compaixão.
Ele me enche de PAZ, da presença Dele eu quero mais!
ELE me leva à intimidade, e eu percebo que o amor é uma divindade.
Aquele que é O AMOR, inundou todo meu ser e me fez com ELE me parecer.

Acordei com o coração dilatado.
Se já cabia meio mundo, hoje a outra metade pode chegar!
Pode chegar porque aprendi amar!

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Só rindo mesmo...

É preciso desapegar-se de si para fazer ou dizer coisas pra alguém sem saber o que se passa dentro dele, ou mais ainda, dizer e fazer MESMO sabendo que nada se passa lá dentro.

Mas sabe que, eu dou gargalhadas com essa coragem que às vezes tenho. Porque pra quem não faz isso, enxerga como loucura. E...quer coisa mais engraçada que a loucura de ser quem realmente é? Sem se preocupar com orgulho, com "achismos" alheios, sem estar alheio ao julgamento do outro...
É um motivo mais do que suficiente para rir, e rir muito!!!!

#coisasminhas.

Algumas pessoas insistem em afirmar que todo mundo tem seu preço.
Se tenho...é alto demais. Jesus já pagou na cruz. Portanto, nada mais me compra!
Quem conhece o alto preço pago na Cruz, as demais coisas perdem o valor.
Não estou dizendo que não gosto de 'coisas boas'. Óbviooo que gosto!! Apenas não me deslumbram.
Agora não é mais uma questão de comprar e sim de conquistar.
E as conquistas são feitas de valores que o $ não paga. Essas sim me ganham.

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

No meio do caminho tinha uma ponte.





Eu sei, Amor, entre minha casa e a sua há uma eternidade interrompida.
Mas há também tanta verdade esclarecida
Tanta alegria espalhada
Tanto querer realizado
Tanto desejo confessado
Tanto romantismo nos passos
Tanta palavra doce
Tanto beijo inesquecível
Tanto abraço apertado
Tanto amor consumado.
Tanta gargalhada escancarada
Tanto sorriso discreto
Tanta cumplicidade
Tanto aprendizado!
Tanta música...tantos sons!
Tanta coisa em comum
Tanta coisa incomum.
Tanta simplicidade rica!
Mais um monte de detalhes extraordinários.
Eu sei, há algumas lágrimas também. Poucas e bem colhidas.
É, há também uma ferpa ou outra, mas que se tornam imperceptíveis diante de tanta coisa boa!
Ferpa de tanto querer, de pouco viver, ...de ânsia em ter.

Ahh Amor, entre minha casa e a sua tem tanta coisa!
Tanta coisa que, se o caminho era longo, agora não é mais. Pois de tanta coisa que há, construímos uma ponte. Atravessemos!

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Linha tênue.



Difícil saber a
té onde é esperança e onde começa a burrice.
Até onde é amor pelo outro e até onde é falta de amor próprio.
Até onde é paciência e até onde é falta de reação.
Até onde é falta de tempo e até onde é falta de força.
Até onde é um querer interminável e até onde é teimosia.
Até onde é verdade e até onde é um jogo de conquistas.
Até onde é razão e até onde é falta de emoção.
Até onde é fome e onde começa a gula.
Até onde a saudade alimenta e onde ela começa destruir.
Até onde (a pessoa) é um bilhete e até onde é o capítulo do livro de alguém.
Não sei...sei
que eu não suportaria a ideia de ser uma página arrancada.
Algumas diferenças são difíceis discernir.
Alguns sentimentos complicados de assumir.
Mas a ausência é fácil perceber.
A falta que alguém faz é fácil aparecer.
Continuo sem saber uma porção de coisa, mas sei que não quero ser mais uma a se esquecer.

Ama quem tem coragem.





A gente erra querendo acertar
A gente magoa querendo amar
...abandona querendo cuidar
...vai embora querendo ficar

O lado humano sai
E o instinto animal se sobressai
O amor é menosprezado
E o desejo super valorizado

Muita gente teme crescer
Acham mais cômodo no mesmo degrau permanecer
E quando deveriam ficar
Correm pois não sabem amar

O tempo passa e se arrependem
Arrependem mas não aprendem
Tentam reconquistar
Mas sem se posicionar

E quando a verdade é dita
O espelho grita.
Os que não tem orgulho, agarram a segunda chance.
E os que tem perdem o romance.

No final das contas, ama quem tem coragem.
Foge do amor quem quer viver à margem.
Vive quem ama e não se importa em se jogar.
Morre quem se ausenta e não tem pra quem se doar.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Fale se não é pra amar demais os amigos...

Um dos motivos que amooo meus amigos (amor mesmo, sem meios termos). Eles conhecem tudo de mim, sabem de minhas tolices, presenciam minhas fraquezas e ainda assim me amam e me acolhem.
E VIVAAA OS AMIGOS!!!

A menina não decidia a vida. O cara era um doce. Eu tentava intermediar.

-Estou pensando em dar uma cesta de café da manhã também pra ela!
-Além do presente?
-É...
-Nãooo, ela não merece! Não faça isso!
-AH! Mas merecer...a única pessoa que merece tudo é você.
-Ahhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh...assim não valeeee!

---------------Momentos depois------------------------------

- [...] Calma, isso não é amor. Amor é mais calmo. Isso é paixão.
-É...pode ser. Mas acho que a única mulher na vida que vou amar é você mesmo.
- Que lindooooooooo, obrigada! Mas não é assim não...Você vai amar outra pessoa sim, você vai ver!

Me jogo fora!



Quando a gente escreve merda, a gente joga o papel fora.
Quando a gente faz um desenho e não sai muito bom, a gente joga fora também e refaz.
Quando a gente tem uma atitude medíocre com a gente mesmo, a gente lamenta, se odeia por alguns instantes, chora e muda.
O problema é quando a gente escreve merda e manda pra alguém. ME JOGO FORA???
Se a atitude medíocre é com alguém que a gente ama, só pedir perdão e não cometer o mesmo erro adianta???
Por mim adiantaria porque sei de minhas limitações e falhas. Mas perdão adianta quando é com o outro que vc não sabe se vai entender ou não?!
Quando faço coisas que doem nos outros, pode ter certeza, que doeu muito, mas muitooooooooo mais em mim.

Ok. Me jogo fora e, por favor Deus, me refaça! Essa daqui já deu.

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

''Canta que é no canto que eu vou chegar''




Num reino não muito distante vivia um violeiro.
E, como todo violeiro que se preze, precisava de uma BOA viola para acompanhá-lo. Pois em todo canto que ia, as pessoas se aglomeravam para ouvi-lo cantar e contar a vida com a ponta dos dedos. Falava melodias, recitava notas, brigava dissonante, se entristecia silenciando.
Mas ele não tinha uma viola. Sempre alguém o emprestava por alguns instantes de prazer, de musicalidade.
Em uma pequena vila que ele passou, viu um outdoor anunciando uma boa viola. Logo se interessou. Era bonita, mas precisava tocar para ouvir o som.
Dias se passaram até que ele procurou encontrá-la. Mas a viola já se encontrava em outra cidade. Não, não tinha sido comprada por ninguém. Apenas mudado de loja. Foi para uma filial.
Mais uns dias se passaram e ele, finalmente, foi até a loja. Testou a viola, gostou do som, da forma, de como encaixava, ...Leu um pouco do manual (é, ela vinha com um manual 'de cuidados') e foi embora.
O Dono da loja presenciou o encontro e ficou boquiaberto, nunca tinha visto um som tão limpo e belo sair da viola! E nunca tinha visto um violeiro tão pronto para adquiri-la.
Como todo conto que se preze tem que ter imaginação.
.. A viola sempre conversava com o Dono da loja. Toda noite, sem exceção. Mas naquele dia ela não precisou falar. O silêncio que produzia era mais tocante que qualquer história que contasse. Mas era um silêncio por não saber o que dizer, por não ter do que se queixar.
Era uma viola muito sensível e não gostava, nem permitia que qualquer um a tocasse. Sempre observava antes para ver o coração. Mas dessa vez o violeiro já foi chegando como se soubesse do segredo e não deu tempo dela observar o coração. Apenas o sentiu. (Apenas?) "É ele! Ele sabe tocar cada corda e ..."_ela comentou com o dono alguns dias depois. Essa foi sua única fala na semana.
O violeiro prosseguia viajante e viajando. Mas vez ou outra passava na loja para namorar a viola. O Dono pensava e tentava entender porque ele não comprava já que havia gostado. Mas não conseguia chegar a conclusão alguma! A viola, coitada, já não sabia o que pensar ou achar. Estava mais perdida que tudo!
Ele era o violeiro que ela precisava. Ela, a viola que ele precisava. Um completava o outro quase que perfeitamente. Quase. O preço era um pouco caro, embora valesse à pena. Mas ele não estava disposto a pagar. O que faria quando chegasse numa vila qualquer e um passante oferecesse sua viola pra ele tocar??? Como ele negaria, faria desfeita?! O violeiro queria abraçar o mundo e o carregar nas costas. Como iria carregar a viola também?

Um dia, quando chegou na loja, o dono lhe chamou. "Meu caro, você vem aqui há algum tempo, toca minha viola preferida e vai embora. Ela já está se apegando a você. Quando você não vem ela sente sua falta. Ela não é uma simples viola. Ela sente.[...]O que vou dizer a ela agora que chegou? E se você for embora e deixá-la aqui? O que vou dizer e fazer? Terei que afiná-la, é isso?!! ".
O jovem violeiro foi pego de surpresa! Mas tentou responder. Tentou, porque nem ele mesmo tinha as respostas. "O senhor me desculpe se o incomodo com minha música, é que...É que...eu também me afeiçoei a ela. É uma viola muito boa, ela se acomoda bem nos meus braços, o encaixe é... Olha, o som que ela tem me inspira muito! Até compus uma música nova! Mas..."_ respondeu o jovem. Diante de tantas palavras bonitas e que pareciam sinceras, o dono já estava certo de que o violeiro a levaria.

-Mas o que, meu jovem?

-Mas o preço é alto. Não sei se consigo pagar!
-Não vou lhe cobrar muito, peço apenas que cuide dela. Pois nunca a vi tão feliz! Se eu deixá-la aqui na loja pode vir alguém que pague o preço real dela, mas isso não garante que minha viola irá para mãos de um bom violeiro! Isso não garante que ela ficará contente.
- Eu temo não poder cuidar dela como devo. Não seria justo eu pega-la e deixa-la como objeto de decoração.
-Mas por que você faria isso, se você tem vindo com frequência tocá-la???

-Talvez o medo de estragá-la...ficaria com medo que ela sofresse com a boemia de um violeiro. [...]E também, eu tenho outros afazeres...
-Meu jovem,
quanto aos seus outros afazeres, a única coisa que peço é que quando for tocar ou cantar leve-a com você. Nos outros afazeres ela não iria atrapalhá-lo. Ela também tem outros afazeres. Ela não é apenas uma viola, ela trabalha pra mim.Olha só meu caro, a viola só tem utilidade nas mãos de um bom violeiro. Se você a levar não vai estragar. Muito pelo contrário, fará dela a melhor viola do mundo!Lembre-se disso![...]Pense bem.

Este foi o último dia que a viola viu o Violeiro e o violeiro a viu. Não se tocaram.
Um tempo já se passou. As cordas já estão meio bambas...o Dono da loja teme que terá que afina-la e guarda-la no estoque, pois a viola se recusa a sair da caixa.

Sobre o violeiro não se sabe ao certo. Vez ou outra ouve-se histórias.

O Dono da loja ainda aguarda resposta.

Pior é quando vc grita a saudade pra dentro e ecoa! É saudade que não acaba!



terça-feira, 5 de outubro de 2010

Sentir-se seguro.

A maioria de nós é tão acostumada a viver sem certezas que não sabe lidar com segurança.
Pra conviver com a segurança tem que estar muito bem resolvido em outras coisas.(não que eu seja a mais resolvida, mas SEGURANÇA no relacionamento é muito bem vinda pra mim!)

Com a insegurança não. Isso já e´normal. Por isso existe o "ciuminho saudável", para os inseguros não assumidos se sentirem amados. Ciuminho saudável? Saudável é zelo, cuidado. O medo de perder ou o medo que o outro te faça mal não é nada saudável (mesmo que seja uma pequena porção).

Tenho percebido que quando se têm certeza de um sentimento, por exemplo, não valorizam. Pensam (às vezes sem ver) que se o outro ama tanto, ele que espere...porque vai "aproveitar" a vida. E se não quiser...paciência.
Não valorizam, não entendem a ausência de joguinhos. Aí, fica aquela coisa de 'não demonstrar' o que realmente sente (ou pelo menos, não na dimensão verdadeira)...e com isso, aos poucos, a espontaneidade e naturalidade vão indo embora.

Eu não tenho a mínima paciência de não demonstrar qualquer coisa que seja. Se gosto, falo mesmo. Sei que pode ser ruim...mas...fazer o quê. Deixar que a mediocridade me atinja nisso? Não não...Basta!
Eu, particularmente, prefiro me sentir segura e passar segurança.
Mas parece que nem todo mundo está preparado para senti-la. Acostumaram-se com a desconfiança.
Eu aprendi porque o Pai me ensinou dia após dia, e tem me ensinado.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Nós.



Em minha cabeça, momentos perfeitos.
Em meu coração, emoções incríveis.
Em minha história, reticências.

No meu dia, o sol.
Na minha noite, o luar.
No calor, o vento.
No frio, a fogueira.
Na cama, o aconchego.
Na música, a voz.
Na voz, o tom.
No som, afinação.
No sabor, doce.
Nas palavras, verdade.
No silêncio, intensidade.
Na correria, a calma.
No vazio, a companhia.
No trabalho, motivação.
No contato, excitação.
No corpo, o encaixe.
No sangue, o vício.
Nos olhos, nossa imagem.
Na boca, nossa vontade.
No riso, nossa cumplicidade.
Nas lágrimas, nossa entrega.
Na alma, uma força.
Na razão, uma decisão.
Nas mãos, a aliança.
No sonho, realidade.
Na realidade, nós.

domingo, 3 de outubro de 2010

Conversa de bêbado? Tô fora!

Genteeee, não dá!
Não dá pra ouvir aquelas conversas assim:
"-Nossaaa cara, final de semana foi bom demais!"
-É, por que?
-Bebi demaissssssss, nem me lembro direito! Até passei mal. Fui numa festa com bebida por conta!
- E?
-[...]"

Será que eu que sou estranha ou essa conversa é a mais absurda do mundo?!!!
Foi bom demais porque bebeu tanto que nem se lembra? É isso mesmo?
Afffffffffff....Que vida é essa que pra ser boa tem que se esquecer? Ou que pra se divertir precisa morrer de tanto beber?

Eu sempre preferi gente sóbria.
Bêbado me passa a sensação de que se eu falar com ele vai até ecoar, de tão vazio que é.
Não que seja vazio de inteligência e capacidade, mas vazio de alma, de coragem. E o que me deixa mais triste é ver amigos (que quando sóbrios são incríveis), beberem e virarem algo que nem sei dizer. Sei que acho depressivo isso. Vê-los, tão inteligentes e, minutos depois...moleques OCOS.

Pense comigo: sóbrios são muito mais corajosos e divertidos!
-Primeiro que, pra ser livre sem bebida tem que realmente ser livre!
-Eles conversam mesmoooo..feito gente!
-Brincam muitooo e riem mais ainda, porque a alegria vem de dentro.
-Se divertem muito mais! (Podem acreditar!) E se divertem tendo uma percepção de tudo!

Pra ser sóbrio nesse mundo tem que ter uma clareza de mundo!!! Tem que ter coragem, bagagem...Tem que já estar cheio pra não ter que tentar preencher com bebedeiras sem fim.

Mas ó...não estou falando de beber um pouco aqui ou ali. Estou falando de gente que só se diverte bebendo, de gente que quando bebe...bebe horrores e pior, acha que tá abalandoooo!!!

sábado, 2 de outubro de 2010

Sonhei



Sonhei que não existiam despedidas, que saudade era apenas um pretexto para um reencontro mais intenso.
Sonhei que saudade não doía, apenas nos fazia lembrar do outro, do outro mundo que nos aguarda.
Sonhei que esse outro mundo ( o do outro) era compartilhado, e o meu habitado.
Sonhei que verdade era uma realidade de vida, que mentiras eram exceções.
Sonhei que intimidade não era julgada e sim apreciada, sensibilidade não era criticada mas aprendida.
Sonhei com tanto querer, quis com tanta Fé que vivi.
Vivi tantos sonhos que parecia sonhar.
Vivo tanta vida, tantos sonhos que só me resta compartilhar!

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Não pare de procurar a si mesmo.




Eu estava aqui pensando...Por que a maioria de nós, quando perguntada "quem somos", a resposta é tão vazia?

Basta observar os perfis nos sites de relacionamento, redes sociais.
Muitos dizem o que fazem, a profissão...Outros, se vêem apenas como filho de fulano ou beltrano e descrevem a árvore genealógica.
Acho que essa é uma pergunta não estática, por isso, tão difícil de responder (pelo menos pra mim).
Porque a gente não É sempre a mesma coisa (a gente ESTÁ). O tempo passa e a gente amadurece (tudo bem que alguns se recusam, mas a maioria muda. E ainda bem que isso acontece!).
Mas nem é essa a questão que torna essa perguntinha, vista como idiota, em algo tão mais profundo. A questão é que 'quem somos' não é algo que dá pra descrever. Podemos, sim, citar algumas características que direcionam. Mas 'quem somos' só se sabe na essência, e nossa essência não é algo matemático. Pra saber da 'essência' precisa sentir, entrar em contato com o outro, com a gente mesmo. E isso sim, é algo que boaaaaaaaaaaa parte foge: entrar em contato. Não falo de conversas rasas, de baladas, de farras, ...falo do invisível, do que não é falado,...
(Para entrar em contato com o outro precisamos aquietar a mente e a alma, e observar, ouvir...ir além.)
Quando entramos em contato com a essência tudo se torna claro (e a luz assusta alguns), e nos motiva a um amadurecimento, a um "querer" crescer. E crescer não é fácil. Por que, hein? Na verdade, acho que crescer deveria ser o caminho mais natural. O problema é que confundimos crescimento com o abandono de nossa criança interior. Não é isso! Podemos avançar sem perder a doçura e inocência.
Eu acredito.
Não adianta fugir do crescimento pra sempre, não adianta fugir do conhecimento do"eu". Uma hora teremos que enfrentar! É possível fugir dos monstros de fora, mas não dos de dentro.
É tão maravilhoso conhecer a nós mesmos!!!Tão enriquecedor enxergar o outro ! É tão gratificante, estimulante ver nosso potencial de amor, de compreensão...Ter as rédeas da vida! "Se o acaso for nosso deus e os acidentes, nossos demônios, seremos infantis."

Então, quando te perguntarem "quem você é" lembre-se, você não é profissão, nem sua ascendência...Somos o que somos na essência. Por isso, procure conhecer sua essência.

"Não dialogar com os outros é um ato tolerável, mas não dialogar consigo mesmo é um ato insuportável."

"Muitos dançam sobre o solo, mas não na pista do autoconhecimento.
...não reconhecem seus limites.
Como poderão se achar se nunca se perderam?
Como serão humanos se não se aproximam de si?
Quem são vocês? Sim, digam-me, quem são?"


Obs: citações de autoria de Augusto Cury.

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Tudo pro ralo.

A cabeça doendo avisava que algo estava errado.
O estômago já não suportava tanta coisa que a alma engoliu.
E como sempre, quando a alma não expressa, o corpo reage.
Cabeça doendo, dormência no corpo, estômago revirado de tanto procurar as emoções enterradas.
E toda dor escondida
Toda sonho adiado
Toda alegria roubada
Todo orgulho engolido
Todo querer interrompido
Toda ausência abraçada
Toda palavra em vão
Todo choro engasgado
E toda angústia que tapava sua garganta...
TUDO. Foi tudo embora. Tudo pro ralo.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Sobre o olhar.




Se viram. Se encontraram.
Se abraçaram e quando foram se olhar...
-Por que desvia o olhar?
-Porque não gosto de repetir o que falo. E se eu te olhar, meus olhos vão me contradizer, vão falar da falta, do querer, do sentir, ...de tudo que você já sabe.
-Por que não repetir?
-Porque seus olhos são sensíveis e além de ouvir tudo de novo...podem ver meu mundo inteiro aqui dentro. Meus olhos não têm defesa, não tem muros...é um campo aberto. [...] E se eu te olho nos olhos neste momento...fico tímida por não saber como agir depois de expor-me toda.

domingo, 26 de setembro de 2010

Meu Pequeno Dicionário- Abandono.

Abandono é quando os sentimentos se acovardam.

Meu Pequeno Dicionário- Destino.

Destino é só um "de repente" com mania de grandeza.

Uma carta especial.



Coloquei-me a escrever.
Eu precisava falar, descrever.
Mas meu pranto não permitia,
com vergonha cada palavra se escondia.
Não gosto de insistir, nunca gostei.
Mas também não sou de desistir.
Não gosto de ser redundante pois pode parecer pedante.
Então, depois de muito pensar, decidi não falar.
Mando apenas um papel em branco, assinado.
Pois é como me sinto sem tê-lo ao lado.
E assino em letras miúdas para que saiba que existe uma folha inteira esperando por nós.
Mas essa enorme folha em branco vai dentro de um pequeno envelope, que é como me sinto.
Apertada.

sábado, 25 de setembro de 2010

Bom dia

-Bom dia, meu amor, bom dia! Hoje o dia nos promete muitas coisas! O Céu está lindo, o Sol que você mandou pintar pra mim já apareceu. Ah! Obrigada, ta! [...] Ó..Tenho umas reuniões hoje, mas volto pra fazer nosso almoço. O que você quer comer hoje?[...] Você pode levar os copos pra cozinha antes de sair, por favor? ... Estou indo. Beijos.


-Boa noite, Amô. Hoje estou tão cansada. Me dá um abraço!?! Fica cantando...amo ouvir sua voz.

Todos os dias ela acordava, lhe desejava "Bom dia", contava algumas coisas, ...E antes de dormir lhe desejava "boa noite" seguido de um "eu te amo".
Mas hoje ela estava realmente cansada. Cansada de carregá-lo no coração, de falar com ele dentro dela...mas não ter sua presença. Os copos do café-da-manhã ainda estavam no quarto(ele não levou pra cozinha). O abraço que pediu ficou esquecido, endurecido.
Hoje...Hoje ela queria ser confortada, ser confrontada. Queria um abraço, um amasso....uma noite "caliente", dar prazer, sentir prazer, ...queria fazer amor (e não apenas sentir amor).
Não, ele não havia morrido. Nem viajado. Só não havia chegado em sua vida pra valer. Passou e preferiu adiar sua chegada. Mas já não dava, ela sabia que ele existia...ele, que tinha tudo que ela desejava em alguém. Até seus defeitos, eram os que, pra ela, eram admissíveis. Como ele costumava dizer : era "o encaixe-perfeito".

Um dia ou outro ela chorava, chorava...desaguava.
Mas permanece firme em sua escolha, em sua fé, em sua paz.
...E o espera.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

A Razão pensa mesmo?

Por que é que às vezes a gente pensa que usar coisas da carne vai nos fazer esquecer coisas da alma?
Tá vendo, por isso que não dá pra usar a razão sempre.
Se for reparar, aquele tipo de gente que faz "joguinhos" sempre usa a razão. O Sentimento está doido pra ligar, mas a razão diz : "não, não dê moral./ Esqueça / Tem mais mil...".
A razão às vezes 'joga sujo'.
Ela sozinha é fria, calculista, previsível, programada e carnal.
O que nos dá vida é a emoção, as coisas da alma. A alma que nos faz surpresas, colore dias, evita "joguinhos"...A alma é sincera. O coração não consegue mentir (nem pra si nem para os outros. Graças a Deus!)
Observe, é só observar. Quando nos apaixonamos o coração salta de alegria, anseia pelo outro...não consegue esconder. Mas aí vem a razão e diz: "segure a onda./ Não demonstre./ Não é hora./ Ou ainda...você não está gostando dele(a), isso passa."
Quantas e quantas vezes eu já tentei mentir pra mim dizendo que não gostava de alguém por motivos (estranhos) que a razão tentava me convencer...Aí o tempo passava e PABUM era só mencionar o nome da pessoa e meu coração já denunciava.
Por isso, por mais absurdo que pareça, acho que a razão não pensa. Ela disfarça.
Ela serve para cálculos, para coisas óbvias, mas não para coisas profundas.
A razão é rasa.
Ela é útil, óbvio, mas precisa ser usada ouvindo o coração. A alma é sensível e denuncia qualquer coisa.
Como diria o Principezinho: O ESSENCIAL É INVISÍVEL AOS OLHOS(razão). Só se vê bem com o coração (alma).


obs: Não estou dizendo que temos que ser guiados pela alma também (não vá o outro extremo), o que tem que nos guiar é o espírito .Ele sim foi feito pra governar. Mas pra isso temos que estar em sintonia com o Pai.

"E agora, José?"

Tem gente que tem um parafuso a menos. Ou dois.
Eu tenho todos, só estão trocados.

terça-feira, 21 de setembro de 2010



Sinceramente, ou meu coração ou minha cabeça não levam jeito pra coisa! Tudo trocado, tudo bagunçado...!
Tudo? Tudo o quê mesmo? Já nem sei.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Ridícula, eu? Não, apenas livre.


O que se faz com todo carinho e amor que se sente por alguém mas já não pode expressá-lo?
Se bem que não é uma questão de poder, e sim, que não convém, não se deve.
Poder...a gente sempre pode. Mas até quando haverá disposição em se expor tanto?
Às vezes tenho medo de ficar parecendo como as pessoas que critico: frias e indiferentes.
Será que algum dia elas amaram e se cansaram, ou tiveram que enterrar o sentimento?
Mas...pensando bem, acho que nunca serei assim. Prefiro mil vezes ser considerada ridícula por ser livre para expressar ou simplesmente livre para sentir, do que ser desumana! Minha essência não me permite certas insanidades.

Mudança.

-Bom dia! Hoje acordei mais tranquila. O menino da boca doce, da risada macia, das palavras exatas, da precisão racional, ...Sabe esse menino?
-Hum.
-Ele morava numa mansão, mas sei lá porquê, decidiu ir morar no porão da casa, sozinho.
-Por que você não vai lá? É longe?
-Nãooo. Já fui, ofereci a casa de graça novamente, ele não quis. Por isso estou tranquila. Já fiz a oferta, já não há mais nada que eu possa fazer.
-Você está bem mesmo? Ele levou tudo?
-Levou. Levou até uma parte de mim.
-Mas pra onde ele foi?
-Ele continua morando aqui dentro, só que preferiu o porão do meu coração. Quis ficar escondido. Deixe ele lá. Talvez ele volte. Talvez.
-E agora?
-Ué...ele continua tendo a boca doce, eu só não sinto mais. As palavras continuam sendo exatas, só não as ouço mais. Sua risada deve continuar macia, eu suponho. Sua precisão racional prevaleceu, eu já não existo mais.[...]

domingo, 19 de setembro de 2010

Basta ser humano.



- Sabe, sempre foi mais fácil pra mim não reagir às coisas, aos desafetos, e até mesmo ao amor.
- Como assim?
- Ué, se me amassem, ótimo. Se me odiassem, tanto faz.
- Mas e se VOCÊ amasse?
- Nunca soube como agir. Achava bom, a sensação era gostosa, mas...podia acabar então...não me entregava tanto.
- Não. Você não se entregava. Não existe 'meia entrega'. [...] e se a pessoa que você 'amava' se cansasse de sua 'mornidão' ?
- Eu terminava.
-Mas por que? Se vocês se gostavam? Precisa de mais motivo pra ficar junto?

[SILÊNCIO].

- ok. Mas então, você sofria, ficava mal, né?
- Não. Bola pra frente!
- Mas não é uma questão de fazer drama. É simplesmente respeitar o que se sente. Não adianta fingir que nada aconteceu, sair com os amigos e tal...Sinta-se, respeite-se.[...] É....ser simplesmente humano não é uma coisa tão fácil pra você, né...

sábado, 18 de setembro de 2010

Paiêeee


Então Deus...Hoje não sei ao certo se estou precisando de seus conselhos de Pai, de seu colo de Amigo, de sua soberania de Senhor,do consolo do Espírito Santo ou da compreensão humana de Jesus.
Mas como falo justamente contigo (DEUS), o Senhor sabe que tudo isso ao mesmo tempo é muito bem-vindo no momento (aliás em todos os momentos).

Eu ouvi o que o Senhor disse, e comecei a prestar mais atenção em várias coisas que eu não queria enxergar. Mas é que...Pai, o Senhor tem noção do que está me dizendo? Sabe da dificuldade que é pra mim isso? Pois é...É, eu sei, tenho que confiar. Fui eu quem pediu desde sempre "não dou um passo se o Senhor não estiver comigo".

Eu precisarei de muita força, mas quando falo muita, é MUITAAAAAAAAAAAAAAA!!!! E coragem, e Fé...Pensando bem...Dá pra me carregar no colo enquanto a gente passa por isso? Eu acharia ótimo! O quê? EU que tenho que dar esse passo? Ok. Eu dou o primeiro e você me puxa. Combinado?

E sobre aquele outro assunto, eu nem preciso dizer, né?!
Olha só, se puder pegar o pedaço de meu coração de volta ...nem sei o que dizer. Mas é que dói tanto, tanto...é absurdo, estúpido...é uma dor que passa do coração e chega na razão, e eu consigo decifrar a dor...Aí passa a ser desumano.
Eu tenho tentado, o Senhor tem visto (nem preciso dizer)...Mas por que é que você me dá PAZ e me pede para esperar e descansar? O mar está agitado, as ondas encobrindo meus olhos, a água está gelada.
Oooo meu Pai, perdão pela minha pouca Fé. Eu sei como é horrível quando não confiam em nós.
Não tem problema então. O mar está revolto, eu não vejo nada, mas decido confiar porque Jesus está no barco.
Então...só peça pra ELE me abraçar?

Nossaaaa, hoje nem deixei o Senhor falar, né?!rs...Mas faz assim: vou deitar no seu colo e te ouvir agora.
Pode falar.
Ah! Se eu dormir antes...Boa noite. Te amo.

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

São 3h da manhã.



Revejo fotos
Releio mensagens
Relembro de palavras trocadas por nós.
Não porque seja passado, apenas porque mesmo presente, merece 'replay'.

Penso na vontade de um ser a metade do outro, ou melhor, o encaixe inteiro do outro...
Vontade realizada.
Penso nas coisas em comum, e na falta de coisas não comum.
Vejo as diferenças e me encanto ainda mais. Pois percebo que tenho muito o que aprender. E ainda posso ensinar.

As risadas ecoam dentro de mim.
O sentimento "sem nome" invade tudo.
Mas é o "sem nome" mais completo que já senti.

Sei que negociamos a felicidade "em prol" de um futuro mais racional.
Mas, pra mim, não há nada mais racional do que saber o que sinto, saber o caminho que temos que percorrer e ainda assim escolher ficar ao seu lado.
Não se preocupe pensando que ajo pela emoção. Não! A emoção me motiva, óbvio, mas com o tempo a gente aprende a usá-la junto com a razão. Elas juntas fazem loucuras saudáveis e admiráveis! Muito mais do que a razão pode supor.

Sei que falei que não ia ligar, mas...são quase 3h da manhã e você ainda não me deu 'boa noite'.
É que...minha educação não me permite me ausentar sem me despedir daquele que mora dentro de mim.
Sei que você decidiu por nós, mas você não foi embora daqui de casa, de minha morada.
Não posso ignorá-lo.
A falta que você me faz é humanamente insuportável.

Tão tarde e eu continuo me perguntando se você pensa em mim, se eu existo mesmo pra você.
A questão não é só você, mas é o meu pedaço que ficou no seu coração, é o meu eu que você levou. Aí, sinto falta de você, e de mim.

São 3h da manhã e eu preciso de você pra me abraçar enquanto durmo, pra eu amá-lo enquanto você sonha, ...para sonharmos enquanto vivemos...E para vivermos. Assim: no plural.

Hoje eu me permito CANSAR.


Cansei de ser forte sempre, hoje quero me permitir chorar.
Cansei do meu bom humor constante, quero ter raiva e expressá-la.
Estou longe de ser bonequinha que só ri e não tem emoções.
Cansei até de meu jogo de cintura! Agora quem se "engraçar" leva tapa!
Cansei das mentiras que me contam. Se vier com falta de verdade, hoje lhes mostro o espelho!
Cansei de ter consideração pelos outros, os outros que se danem! Se querem consideração...que corram atrás!
Cansei de dar explicação para o mal comportamento alheio, é maldade mesmo. (As pessoas agem como querem!)
Cansei de mim, de meus erros repetidos, da insistência em acreditar que ainda existe GENTE.
Cansei de minhas burrices, da minha falta de orgulho. Quero aprender a ser indiferente, não responder quando me chamarem, não sentir quando me amarem e/ou me odiarem.
Cansei da internet, do telefone...cansei de falar. Hoje quero só colo e silêncio.
Cansei de defender os outros, hoje quero me defender.
Cansei até de estar presente...quero me ausentar.Quero não ligar, não sentir,...me negar.
Cansei de ter que compreender, quero ser compreendida.
Cansei de ter que decidir, hoje quero deixar pra lá.
Cansei de aceitar sem entender, quero entender, quero razões, quero lógica, quero explicações.
Chega! Por hoje cansei.
Amanhã recomeço.

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Uma pergunta mais que justa!

A querida Tati Pasquali sempre vem com ótimas indagações e veio com uma hoje em boa hora!
Perguntou o que estava acontecendo com o mundo, pois ela e mais algumas amigas lindas, gostosas, inteligentes...estavam solteiras.
Tento responder (por experiência própria).
A questão é que relacionamento perdeu o valor. Pessoas perderam o valor. Preocupam-se em viver o momento, e quem vive só o momento não cria relações. Usa pessoas para criar romances e historinhas pra contar!
Criar relações exige amadurecimento e os medíocres não querem crescer! Cada dia que passa eles estão adiando o momento de alçar vôo. Acham que independência financeira é maturidade. (quem dera!)
Não estou dizendo que somos as mais maduras do mundo, mas pelo menos temos coragem de dar um passo, de avançar, de arriscar!
Tem outra coisa: a mulherada está se oferecendo 'de bandeja'(praticamenteo), e os caras sempre acham cedo demais (quase 30 ou mais..cedo???) abandonar essa vida de "puto" para investir em algo humano.(sim HUMANO, porque as outras "relações" são animais, só por instinto!)
Sobre essas relações assim? Sobre a geração fulgás...ACHO ESTÚPIDA e VAZIA.
Beleza, o cara "comeu" uma diferente essa semana...E AÍ? O QUE ACRESCENTOU?Vai dormir sozinho, vai ter um carinho medido, um amanhã solitário, trabalhar para gastar com mais cerveja e mais mulher, sair com os amigos(que é até bom mas não suprem tudo! Ou suprem?)...E AÍ????
Não querem pagar o preço. Na verdade, essa nossa geração que pega tudo pronto e facilmente, não sabe pagar o preço de nada, não sabem O VALOR DAS COISAS. Não querem abrir mão de nada...Se tem que pagar um preço, não há disposição. (pensam: melhor eu ficar com as 'mulézinhas' ...é mais cômodo!)
Eu, sinceramente, não consigo chegar a UMA só conclusão sobre essa indagação de Tati e de todas nós(mulheres de valor). Várias coisas passam pela minha cabeça. Uma delas, claro, tudo culpa minha...."fiz tudo errado! Devia ter maltratado..entrado em joguinhos e tal", mas nãooo consigo ser outra pessoa que não seja EU. (ainda bem!)
Confesso que chego a pensar que eles gostam de mulheres burras, ciumentas, chatas e feias...Podem reparar! Essas sempre estão namorando ou casadas! Já viram o tanto de homem bonito e inteligente que namora mulher burra e feia? Será insegurança? (isso é assunto para outra discussão)...Nada contra as burras e/ou feias (até pq isso é relativo. Eu posso ser bonita ou feia..depende de quem me vê), mas as bonitas e inteligentes também querem alguém!!!
Ninguém é completamente auto-suficiente. Pode ser independente mas não auto-suficiente.

Masssssss me recuso a essa realidade e tento ir além
.
Creio que estamos colhendo o que muita gente plantou. Mas se vc não plantou isso, calma que seu HOMEMMM chegará ou se revelará!(se vc plantou, arque com as consequências..rs..e espere a próxima colheita!) .
O problema é que todo mundo quer se "divertir com o errado enquanto o certo não chega", mas aí...se o certo aparece vc estará ocupada.
Tem que haver uma mudança de pensamento e comportamento. Não adianta só perceber que o mundo tá perdido.Temos que mudar o comportamento, a postura...Na hora certa aparece!
ESPEROOOOO!!!!rs